An experience report on the use of active methodologies in the peer tutoring practice of a Nursing course

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7303

Keywords:

Active methodology; Academic peer tutoring; Nursing education; Teaching; Higher education.

Abstract

Objective: To report the experience of using active methodologies by peer tutors of an undergraduate nursing course in a private higher education institution. Methods: A descriptive study, with a qualitative approach, of an experience report type, about the performance of peer tutors concerning the use of active methodologies in the nursing training process. Results: Among the results obtained, it was evident that the implementation of active methodologies was successful, as they proved to be an efficient didactic strategy, with the possibility of promoting students' engagement, interest and motivation, collaborating for a meaningful learning. Conclusion: It is concluded that the experience of peer tutoring contributed to the applicability of active teaching methodologies with professors and students, as well as to the academic training of the tutor, providing a deeper knowledge of the subject, promoting critical-reflective thinking, interaction with the team and making them more active in their learning process.

References

Andrade, E. G. R., Rodrigues, I. L.A., Nogueira, L. M. V. & Souza, D.F. (2018). Contribution of academic tutoring for the teaching-learning process in Nursing undergraduate studies. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(Supl. 4), 1596-1603. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0736

Araújo, M. M., Pires, P. S. & dos Santos, E. M. (2019). Monitoria como atividade de ensino-aprendizagem sob a ótica de acadêmicos de enfermagem. Revista Enfermagem Atual In Derme, 89(27), 1-7. Disponível em: https://doi.org/10.31011/reaid-2019-v.89-n.27-art.17.

Barbosa Junior, A. J., Perales, P. G. P. S., Vannuchi, M. T. O., Dellaroza, M. S. G. & Higarashi, I. H. (2018). O Sistema Único de Saúde como tema transversal de um currículo de enfermagem. Revista de Enfermagem UFPE on line, 12(4), 930-937. Disponível em: DOI: 10.5205/1981-8963-v12i4a235013p930-937-2018.

Barros, A. W. M. S., Araújo, D. L., Lima, M. B. R. B., Albuquerque, E. A., Melo, J. F., Calado, E. L. C. & Gomes, G. G. (2020). Monitoria acadêmica em enfermagem: uma revisão de literatura. Braz. J. Hea. Rev, 3(3), 4785-4794.

Bate, E., Hommes, J., Duvivier, R. & Taylor, D. C. M. (2014). Problem-based learning (PBL): getting the most out of your students - their roles and responsibilities: AMEE Guide No. 84. Medical Teacher, 36(1): 1-12

Bento, C. J. (2019). Gamificação e o desenvolvimento da competência diagnóstica: uma revisão sistemática da literatura. Dissertação de mestrado, Belo Horizonte.

Cortes, L. F., Padoin, S. M. M. & Berbel, N. A. N. (2018). Problematization Methodology and Convergent Healthcare Research: praxis proposal in research. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(2), 440-445. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0362.

Dantas, O. M. (2014). Monitoria: fonte de saberes à docência superior. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 95(241), 567-589. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S2176-6681/301611386

Diesel, A., Santos Baldez, A., & Neumann Martins, S. (2017). Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema, 14(1), 268-288. Disponível me: doi:http://dx.doi.org/10.15536/thema.14.2017.268-288.404

Fernandes, A. M., Zerbinati, P. J., Cantares, S. T. & Germano, S. G. (2015). Monitoria no ensino das paixões: acolhimento ao aluno no primeiro contato com a psicopatologia. Revista de Psicanálise Analytica, 4(6), 138-150. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/analytica/article/view/1170/881.

Fernandes, J., Abreu, T. A., Dantas, A. J. L. & Silva, A. M. S. (2016). Influência da monitoria acadêmica no processo de ensino e aprendizagem da Psicologia. Clínica & Cultura, 2(1), 36-43.

Flin, R.; O'Connor, P. & Crichton, M. (2008). Safety at the sharp end: a guide to non-techinical skills. Surrey: Ashgate.

Freitas, C. M., Freitas, C. A. S. L., Parente, J. R. F., Vasconcelos, M. I. O., Lima, G. K., de Mesquita, K. O., Martins, S. C. & Mendes, J. D. R. (2015). Uso de metodologias ativas de aprendizagem para a educação na saúde: Análise da produção científica. Trabalho, Educação e Saúde, 13(Suppl. 2), 117-130. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sip00081

Nunes, V. (2012). Monitoria em semiologia e semiotécnica para a enfermagem: um relato de experiência. Revista de Enfermagem da UFSM, 2(2), 464 - 471. Disponível em: doi:https://doi.org/10.5902/217976923212.

Marin, M.J.S., Lima, E. F. G., Paviotti, A. B., Matsuyama, D. T., Silva, L. K. D., Gonzalez, C., Druzian, S. & Ilias, M. (2010). Aspectos das fortalezas e fragilidades no uso das Metodologias Ativas de Aprendizagem. Revista Brasileira de Educação Médica, 34(1), 13-20. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-55022010000100003.

Melo, M.C.B., Magalhães, de A.M.P.B., Silva, N.L.C., Liu, P.M.F., Filho, L.C.C., Gresta, M.M. & de Santos, A.F. (2016). Ensino mediado por técnicas de simulação e treinamento de habilidades de comunicação na área da saúde. Revista Medica de Minas Gerais, 26(e-1805), 1-7. Disponível em: DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/2238-3182.20160105.

Melo, M. C., Queluci, G. C. & Gouvêa, M. V. (2014). Problematizando a residência multiprofissional em oncologia: protocolo de ensino prático na perspectiva de residentes de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48(4), 706-714. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000400019

Morán, J. (2015). Mudando a educação com metodologias ativas. In de Souza, C. A. & Morales, O. E. T. (orgs.). Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II. PG: Foca Foto-PROEX/UEPG.

Orlandi, T.R.C., Duque, C.G., Mori, A.M. & Orlandi, M.T.A.L. (2018). Gamificação: uma nova abordagem multimodal para a educação. Biblios, 70, 17-30.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Pereira, F. J. & Scitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Recuperado em 8 julho, 2020, de https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_MetodologiaPesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Roman, C., Ellwanger, J., Becker, G. C., da Silveira, A. D., Machado, C. L. B. & Manfroi, W. C. (2017). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem no processo de ensino em saúde no Brasil: uma revisão narrativa. Clinical & Biomedical Research, 37(4). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/hcpa/article/view/73911.

Santos, E. O., Nunes, C. K., Demarco, D. A. & Amestoy, S. C. (2017). Aprendizagem Baseada em Problemas no ensino da Enfermagem. Revista Contexto & Saúde, 17(32), 55-66. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/203/192.

Silva, R. P., Camacho, A. C. L. F., Silva, M. A. P. & Menezes, H. F. (2020). Estratégias do uso de metodologia ativa na formação de acadêmicos de enfermagem: relato de experiência. Research, Society and Development, 9(6), 1-11.

Sobral, F. R. S. & Campos, C. J. G. (2012). Utilização de metodologia ativa no ensino e assistência de enfermagem na produção nacional: revisão integrativa. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 46(1), 208-218. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-62342012000100028.

Published

20/08/2020

How to Cite

Chaves, U. S. B. ., Martins, A. S. ., Costa, C. C. P. da ., Bisagni, C., Vieira, M. L. C. ., & Jesus, P. B. R. de . (2020). An experience report on the use of active methodologies in the peer tutoring practice of a Nursing course. Research, Society and Development, 9(9), e316997303. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7303

Issue

Section

Health Sciences