Assistance in cardiorespiratory arrest: health care structures in a hospitalization unit

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7319

Keywords:

American Heart Association; Emergencies; Nursing, Team; Heart arrest.

Abstract

Objective: to identify health care structures for cardiopulmonary arrest assistance from the perspective of nursing professionals. Method: a descriptive study, with a qualitative approach, developed in a Medical Clinic Unit of a University Hospital in Southern Brazil. 44 nursing professionals participated in the study, nine nurses, 33 nursing technicians and two nursing assistants. Data were collected through interviews recorded in audio with the aid of a semi-structured questionnaire and analyzed by content analysis by Bardin. Two thematic categories emerged: “Health care structures in cardiopulmonary arrest” and “Protocol”. Results: some limitations were evidenced by the nursing professionals regarding the definition of functions of the team members and the organization of the material resources necessary for the provision of assistance. Conclusion: the performance of permanent education is essential in order to ensure excellence in cardiopulmonary arrest assistance, assisting in the structuring of care processes.

Author Biographies

Janaina Sena Castanheira , Universidade Federal do Rio Grande

Nurse. PhD in Environmental Education from the Federal University of Rio Grande. Associate Professor I at the School of Nursing. Federal University of Rio Grande. Rio Grande, Brazil.

Suelen Gonçalves de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande

Nurse. Doctoral student in Nursing. Graduate Nursing Program, Federal University of Rio Grande, Brazil.

Laurelize Pereira Rocha , Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do Curso de Graduação e Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande. Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil.

Priscila Priscila Marques Cadaval, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira graduada pela Universidade Federal do Rio Grande. Universidade Federal do Rio Grande, Brasil.

Sabrina Silveira Leite, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Universidade Federal do Rio Grande, Brasil.

References

American Heart Association.(2015). Destaques da American Heart Association 2015: atualização das diretrizes de RCP e ACE. Dallas, TX: American Heart Association.

Bernoche, C., Timerman, S., Polastri, T. F., Giannetti, N. S., Siqueira, A. W. D. S., Piscopo, A.,... & Quilici, A. P. (2019). Atualização da diretriz de ressuscitação cardiopulmonar e cuidados cardiovasculares de emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia-2019. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 113(3), 449-663. Doi: http://dx.doi.org/10.5935/abc.20190203

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária.(2002). Resolução da Diretoria Colegiada-RDC n. 50. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração, avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde. Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde (BR). (2020). Portaria nº 393, de 13 de março de 2020. Publica a proposta de Projeto de Resolução “Requisitos de Boas Práticas para Organização e Funcionamento de Serviços de Urgência e Emergência (Revogação da Res. GMC No 12/07).

Brasil, L.(1986).Lei n. 7.498, de 25 de junho de 1986:Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências.Diário Oficial da União, Brasília, 26,9273-5.

Cid, J. L. H., Núñez, A. R., Álvarez, Á. C., Sarrato, G. Z., Fernández-Llamazares, C. M., & Macías C.C.(2018). Materials for the paediatric resuscitation trolley or backpack: Expert recommendations. Anales de Pediatría (English Edition), 88(3), 173-e1.Doi: https://doi.org/10.1016/j.anpede.2017.05.002

Dutra, G. G., da Costa, M. P., Bosenbecker, E. O., de Lima, L. M., de Siqueira, H. C. H., & Cecagno, D. (2015). Controle da infecção hospitalar: função do enfermeiro. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 7(1), 2159-2168. Doi: 10.9789/2175-5361.2015.v7i1.2159-2168

Filho, C. M. C, Santos, E. S., Silva, R. D. C. G., & Nogueira, L. D. S. (2015). Fatores que comprometem a qualidade da ressuscitação cardiopulmonar em unidades de internação: percepção do enfermeiro. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49(6), 908-914.Doi: 10.1590/S0080-623420150000600005

Gonzalez, M. M., Timerman, S., Gianotto-Oliveira, R., Polastri, T. F., Dallan, L. A. P., Araújo, S., Lage, S. G., Schmidt, A., & Bernoche, C. S. M. I (2013). I Diretriz de ressuscitação cardiopulmonar e cuidados cardiovasculares de emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 100(2), 105-113.Doi: 10.5935/abc.20130022

Källestedt, M. L. S., Berglund, A., Herlitz, J., Leppert, J., & Enlund, M. (2012). The impact of CPR and AED training on healthcare professionals' self-perceived attitudes to performing resuscitation. Scandinavian journal of trauma, resuscitation and emergency medicine, 20(2).Doi: 10.1186/1757-7241-20-26

Lorenzetti, J., Oro, J., Matos, E., & Gelbcke, F. L. (2014). Organização do trabalho da enfermagem hospitalar: abordagens na literatura. Texto & Contexto-Enfermagem, 23(4), 1104-1112.Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072014001510012

Markus, A. M. (2013). As ações da equipe de enfermagem no atendimento ao paciente em parada cardiopulmonar em emergência. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Menezes, R. R., & Rocha, A. K. L. (2013). Dificuldades enfrentadas pela equipe de enfermagem no atendimento à parada cardiorrespiratória. Revista InterScientia, 1(3), 2-15.Diponível em: https://periodicos.unipe.br/index.php/interscientia/article/view/43/40

Salazar, É. R. S, Gaspar, E. D. S. L., & Santos, M. S. (2017). Diretrizes da American Heart Association para ressuscitação cardiopulmonar: conhecimento de socorristas. Revista Baiana de Enfermagem . 31(3).‎ Doi:10.18471/rbe.v31i3.20449

Santana, L. S., Lopes, W. S. L., & Queiroz, V. (2014). A equipe multidisciplinar na atenção a pessoa em parada cardiorespiratória: uma revisão de literatura. Ciência ET Praxis, 7(13), 49-53.Disponívelem:https://pdfs.semanticscholar.org/1bff/ba17234bd7abfaa2cca38d1429bffff51702.pdf

Tsima, B. M., Rajeswaran, L., & Cox, M. (2019). Assessment of cardiopulmonary resuscitation equipment in resuscitation trolleys in district hospitals in Botswana: A cross-sectional study. African journal of primary health care & family medicine, 11(1), 1-7. Doi: 10.4102/phcfm.v11i1.2029

Published

20/08/2020

How to Cite

Castanheira , J. . S. ., Oliveira, S. G. de ., Rocha , L. . P. ., Neutzling, B. R. da S. ., Cadaval, P. P. M. ., & Leite, S. S. . (2020). Assistance in cardiorespiratory arrest: health care structures in a hospitalization unit. Research, Society and Development, 9(9), e329997319. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7319

Issue

Section

Health Sciences