Study of water and sewage systems in the rural community of Capela Branca in Bela Vista de Minas/MG

Authors

  • Andresa Regina Arthuso dos Santos Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Larissa Aparecida da Cruz Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Hebert Medeiros Gontijo Universidade do Estado de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v8i2.740

Keywords:

Water supply; Rural sanitation; Alternative solutions.

Abstract

Due to the lack of sanitation services in rural areas, this study aimed to analyze the basic sanitation scenario, regarding water supply and sanitary sewage disposal, in the rural community of Capela Branca, in Bela Vista de Minas - MG. First, a questionnaire was applied to 10 families who live in the community and are supplied by one of the springs located in the place, in order to characterize the residents' opinion regarding sanitation, as well as the social and cultural conditions of the community; subsequently, physical-chemical and microbiological analyzes were carried out on water samples from the source in question; Finally, alternative solutions were suggested for the treatment of water and sewage in the community. Through the questionnaire applied it was possible to verify that a portion of the population can see that the deprotection and the proximity of the water course under study with contaminating sources, can interfere in the quality of the water. Through the water analysis it was verified that the parameters color and turbidity are in concentrations higher than the maximum values allowed by Ministry of Health Ordinance 2914/2011, in addition to the presence of total coliforms and Escherichia coli. In relation to the water treatment, it was suggested the combination between the Moringa Oleífera seed and the solar radiation, as for the sanitary sewage arrangement, it was suggested the use of systems such as the evapotranspiration tank, built floodwaters, biodigestory septic tank and circle of banana trees. It was concluded that the site is lagged in relation to water and sewage systems, which can spread diseases to the residents, besides causing environmental impacts, necessitating improvement of rural sanitation infrastructure.

References

AMARAL, L.A et al. Água de consumo humano como fator de risco a saúde em propriedades rurais. Revista de Saúde Pública, Jaboticabal, v.37, n.4, p.510-514, 2003.

APPOLINÁRIO, Fabio. Dicionário de Metodologia Científica. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011. 295p.

BARBOSA, Bruno Corrêa et al. Tópicos em Sustentabilidade & Conservação. 2017.

BEGOSSO, Larissa. Determinação de parâmetros de projeto e critérios para dimensionamento e configuração de Wetlands Construídos para o tratamento de água cinza. 2009. Dissertação de Mestrado.

BERTONCINI, Edna Ivani. Tratamento de efluentes e reuso da água no meio agrícola. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária, v. 1, n. 1, p. 152-169, 2008.

BEZERRA, A. M. E.; MOMENTÉ, V. G.; MEDEIROS FILHO, S. Germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de moringa (Moringa oleifera Lam.) em função do peso da semente e do tipo de substrato. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 22, n. 2, p. 295299, 2004.

BRASIL. Portaria Nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Ministério da Saúde. Brasília, DF, 12 dez 2011.

COSTA, Aline Pacheco et al. Estudo de tecnologias sociais visando o tratamento do esgoto doméstico de unidade unifamiliar–Assentamento Nova São Carlos–São Carlos/SP. 2014. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

DANIEL, L. A. et al. Processos de desinfecção e desinfetantes alternativos na produção de água potável. Rede Cooperativa de pesquisas – PROSAB. São Carlos. 2001.

EMATER. Tanque de Evapotranspiração. 2016.

FAUSTINO, Adriana Soares. Estudos físico-químicos do efluente produzido por fossa séptica biodigestora e o impacto do seu uso no solo. 2007.

FAYER, R.; MORGAN, U.; UPTON, S.J. Epidemiology of Cryptosporidium: transmission, detection and identificación. International Journal of Parasitology, London, v.30, p.1305 – 1322, 2000.

FERNANDES, Ana Carolina et al. Viabilidade do tratamento de águas negras através do tanque de evapotranspiração no meio rural. SIMTEC, v. 3, n. 1, p. 9, 2017.

FERNANDES A. F. O. et al. Utilização da semente da moringa para o tratamento d’água: uma proposta de intervenção na escola estadual professora Maria Zenilda Gama Torres de Apodi – RN. 2013. In: IX CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO IFRN.

FIA, Ronaldo et al. Desempenho de forrageiras em sistemas alagados de tratamento de águas residuárias do processamento do café. Revista Brasileira de Engenharia Agricola e Ambiental-Agriambi, v. 14, n. 8, 2010.

GALLÃO, M . I; DAMASCENO, L. F; BRITO, E . S. Avaliação química e estrutural da semente de moringa. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 37, n. 1, p. 106109, 2006.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HERCULANO, Lário Moisés Luís. Implantação de tecnologias alternativas de saneamento como forma de garantir água de qualidade, quantidade e higiene no semiárido moçambicano: caso do distrito de Funhalouro. 2012.

JUNIOR, Alceu Castro Galvão. Desafios para a universalização dos serviços de água e esgoto no Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 25, p. 548-556, 2009.

LIVRAMENTO, Claudio Manoel. Saneamento Ecológico no campo. 2011. 15 f. Monografia (Especialização) - Curso de Especialização em Educação do Campo D, Universidade Federal do Paraná, Matinhos, 2011.

MARTINETTI, Thaís; SHIMBO, Ioshiaqui; TEIXEIRA, Bernardo AN. Análise de alternativas mais sustentáveis para tratamento local de efluentes sanitários residenciais. IV Encontro Nacional E II Encontro Latino-Americano Sobre Edificações e Comunidades Sustentáveis, 2007.

MUNIZ, G. L.; DUARTE F. V.; OLIVEIRA S. B. Uso de sementes de Moringa oleífera na remoção da turbidez de água para abastecimento. Revista Ambiente & Água. Taubaté, v. 10, n. 2, jun. 2015.

OTENIO, Marcelo Henrique et al. Como montar e usar a fossa séptica modelo Embrapa. 2014.

PALADA, M. C. Moringa (Moringa oleifera Lam.): A versatile tree crop with horticultural potential in the Subtropical United States. Horticulture Science, v.31, n.5, p.233-234, 1996.

PATERNIANI, José Euclides Stipp; SILVA, Marcelo Jacomini Moreira da. Desinfecção de efluentes com tratamento terciário utilizando energia solar (SODIS): avaliação do uso do dispositivo para concentração dos raios solares. Eng. Sanit. Ambient, Rio de Janeiro , v. 10, n. 1, p. 09-13, Mar. 2005.

PASTERNIANI, J. E. S; MANTOVANI, M . C; SANT’ANNA, M .R. Uso de sementes de Moringa oleifera para tratamento de águas superficiais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 13, n. 6, p. 765-771, 2009.

PIO CORRÉA, M. Dicionário das plantas úteis do Brasil e das exóticas cultivadas. Rio de Janeiro: IBDF, 1984, v.5, p.276-283.

RIBEIRO, A. T. A. Aplicação da Moringa oleifera no tratamento de água para consumo humano: Remoção de poluentes por coagulação – floculação. Dissertação (Mestrado em Engenharia do Ambiente). Faculdade de Engenharia Universidade do Porto. Porto, 2010.

SALATTI, Eneida. Utilização de sistemas de wetlands construídas para tratamento de águas. Biológico, São Paulo, v. 65, n. 1/2, p. 113-116, 2003.

SAVEGNAGO, Leoberto; FERRI, Renan. Caracterização de esgoto oriundo de fossa séptica biodigestora e seu potencial para aplicação na agricultura como biofertilizante. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

SILVA, Selma Cristina da. "Wetlands construídos" de fluxo vertical com meio suporte de solo natural modificado no tratamento de esgotos domésticos. 231 f. 2007. Tese (Doutorado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos) Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

SILVA, W.T.L da. Saneamento Básico Rural. Brasília. DF: Embrapa, 2014.

SILVA, W. T. L.; FAUSTINO, A. S.; NOVAES, A. P. Eficiência do Processo de Biodigestão em Fossa Séptica Biodigestora Inoculada com Esterco de Ovino. Embrapa, São Carlos. 2007.

SILVEIRA, A.; LIMA, F.; PEREIRA,K. A sustentabilidade ambiental aplica em ecovilas no município de Teresina. São Paulo: Núcleo de Pesquisa em Tecnologia da Arquitetura e Urbanismo (NUTAU), Universidade Estadual de São Paulo, 2002.

SODIS: Solar Water Disinfection. Disponível em: http://www.sodis.ch/methode/index.

SPERLING, Marcos Von. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Editora UFMG, 1996.

TEIXEIRA, J. B. Saneamento Rural no Brasil. In: REZENDE S. C. (Organizadora). Panorama do Saneamento Básico no Brasil. Vol.7: Cadernos temáticos para o panorama do saneamento básico no Brasil. Brasília: Ministério das Cidades/Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, 2014. p.237-294.

TRINDADE, Juliana Flores et al. Métodos de tratamento de esgoto para pequenas comunidades. 2017.

WENTZ, Fabiane Malakowski de Almeida; NISHIJIMA, Toshio. A Educação Ambiental como meio de ação nas atividades agrícolas para preservação dos solos e da água nas comunidades rurais do município de Santo Ângelo-RS. Electronic Journal of Management, Education and Environmental Technology (REGET), v. 4, n. 4, p. 558-571, 2011.

Published

01/01/2019

How to Cite

SANTOS, A. R. A. dos; CRUZ, L. A. da; GONTIJO, H. M. Study of water and sewage systems in the rural community of Capela Branca in Bela Vista de Minas/MG. Research, Society and Development, [S. l.], v. 8, n. 2, p. e4782740, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i2.740. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/740. Acesso em: 26 sep. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences