Environmental Education - Perceptions and reflections based on the projetct “Plante Essa Ideia”

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7710

Keywords:

Environment; Citizenship; Natural resources; University extension.

Abstract

In view the intense use of natural resources, environmental education has an important role in promoting changes in the way society views environmental issues. In this context, the university has a decisive role in promoting actions, which bring to society knowledge about these resources and the need for their sustainable use, linked to personal and collective interests. This work aimed to report the experience of three editions of the event “Plant this Idea”, allusive to Arbor Day, in which seedlings of native forest and fruit species were donated, distribution of educational booklets to the community, and visits to a spring recovered in an area of ​​permanent urban preservation. Throughout the editions, the event held in different strategic points of the city, resulted in the donation of 3,500 seedlings, collected with the support of partners. The action culminated in the exchange of experiences between Petians and the community, contributing to the personal and professional development of academics, while also promoting the visibility of the university, the Forest Engineering course and the Tutorial Education Program - Forest Engineering (PET-EF).

References

AEN - Agência Estadual de notícias do Paraná. (2020). Estado distribui 1,6 milhões de mudas nativas no ano passado. Disponível em: <http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=107503&tit=Estado-distribuiu-16-milhao-de-mudas-nativas-no-ano-passado>. Acesso em 31/08/2020.

Áfio, A. C. E., Balbino, A. C., Alves, M. D. S., Carvalho, L. V., Santos, M. C. L., & Oliveira, N. R. (2014). Análise do conceito de tecnologia educacional em enfermagem aplicada ao paciente. Revista Sustenere, 15(1), 158-165.

Alves, R. J. M., Gutjahr, A. L. N., & Pontes, A. N. (2019). Processo metodológico de elaboração de uma cartilha educativa socioambinetal e suas possíveis aplicações na sociedade. Revista Brasileira de Educação Ambiental, 15(2), 69-85.

Barichello, D. E., Pinheiro, D. K., & Rorato, D. G. (2015). Ações práticas e de educação ambiental visando preservar nascentes, Dona Francisca, RS. Revista Monografias Ambientais, 14(3), 64−75.

Barros, A. T. (2015). Agenda Verde Internacional e seus Impactos no Brasil. Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas, 9(2), 160-191.

Barros, A. M., Chaves, C. O., & Pereira, G. M. (2017). Recuperação de nascentes: Formação de multiplicadores ambientais em área degradada de Assentamento rural, Eldorados dos Carajás, Pará. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 12(4), 814-819.

Bastianoni, S., Coscieme, L., Caroc, D., Marchettinia, N., & Pulselli, F. M. (2019). The needs of sustainability: The overarching contribution of systems approach. Ecological Indicators, 100, 69-73.

BRASIL. Lei 9.795/99, de 27 de abril de 1999: Política Nacional da Educação Ambiental. Disponível em: http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=321. Acesso em: 02 de Junho de 2019.

Dias, G. F. (2004). Educação Ambiental: princípios e práticas. 9a ed. São Paulo: Gaia.

Fiths, P. R. S., & Moreira, A. L. O. R. (2013). Educação Ambiental e extensão universitária: qual a realidade da Universidade Estadual de Maringá (UEM)? Colloquium Humanarum, 10(n. Esp.), 890-897.

Guimarães, M. (2007). Educação ambiental: participação para além dos muros da escola. In: Mello, S.; & Trajber, R. (Orgs.), Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental (p. 85-94) Brasília: MEC/UNESCO.

Guimarães, M. (2016). Por uma educação ambiental crítica na sociedade atual. Revista Margens Interdisciplinar, 7(9), 11-22.

Heiden, G., Barbieri, R. L., & Stumpf, E. R. T. (2006). Considerações sobre o uso de plantas ornamentais nativas. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, 12(1), 2-7.

Gutjahr, A. L. N., Braga, C. E. S., Resque Junior, B. T. B., & Rabelo, R. C. Ação de popularização da ciência realizadas em praças públicas do município de Belém, Brasil. Revista Enciclopédia Biosfera, 11(21), 2803-2814.

Henning, P. C. (2019). Resistir ao presente: tensionando heranças modernas para pensar a Educação Ambiental. Ciência & Educação, 25(3), 763–781.

Ibáñez, M. E., Ferrer, D. M., Muñoz, L. V. A., Claros, F. M., & Ruiz, F. J. O. (2020). University as Change Manager of Attitudes towards Environment (The Importance of Environmental Education). Sustainability, 12(11), 4568.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pr/dois-vizinhos/panorama. Acesso em 23 de abril de 2020.

Kageyama, P. Y., Santarelli, E., Gandara, F. B., Gonçalves, J. C., Simionato, J. L., Antiqueira, L. R., & Geres, W. L. A. (1994). Revegetação de áreas degradadas: modelos de consorciação com alta diversidade [Resumo]. In: Resumos de Comunicações Científicas, II Simpósio Sul Americano e I Simpósio Nacional de recuperação de áreas degradadas, (p.568-576). Paraná, Brasil.

Lucca, E. J., & Brum, A. (2013). Educação Ambiental: como implantá-la no meio rural? Revista de Administração IMED, 3(1), 33-42.

Machado, A. L., & Quevedo, M. F. (2019). Educação ambiental para revegetação e recuperação de uma área degradada na RPPN Cabeceira do Prata em Jardim (MS). Revista Brasileira de Educação Ambiental, 14(3), 389-400.

Martelli, A. (2015). Educação Ambiental como método de favorecimento da arborização urbana do Município de Itapira-SP. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, 19(2), 1195-1203.

MEC. Ministério da Educação. Portaria MEC nº 976. Brasília, 27 jul. 2010. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=6647-portaria-mec-976-27-07-2010&category_slug=setembro-2010-pdf&Itemid=30192>. Acesso em 07 maio de 2020.

Medeiros, A. B., Mendonça, M. J. S. L., Sousa, G. L., & Oliveira, I. P. (2011). A Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, 4(1), 1-17.

Mele, C. (2019). Human settlements and sustainability: a crucial and open issue. E3S Web of Conferences, 119, 1-5.

Moura, R. A. (2018). Consumo ou consumismo: uma necessidade humana? Revista da Faculdade de Direito São Bernardo do Campo, 24(1), p. 1-14.

Moura, T. R. (2014). Educação ambiental: a base para uma sociedade sustentável. 32f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Exatas – Habilitação em Química) – Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul, 2014.

Narcizo, K. R. S. (2009). Uma análise sobre a importância de se trabalhar educação ambiental nas escolas. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, 22, 86-94.

Neto, A. A. C., Barroso, D. F. R., Almeida, G. D. S., Moura, A. R. L. I., Silva, T. C. F., Parente, I. P., & Silveira, T. C. (2018). Educação ambiental e cidadania: Reflexões acerca do projeto “Plante uma árvore, Preserve o futuro!”. Revista Educação Ambiental, 66, 1-13.

Oberherr, A. D., & Costa, V. M. F. (2011). Projeto árvore da vida para a preservação dos ambientes naturais. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, 2(2), 183-194.

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS VIZINHOS. O município. Portal Municipal, 2020. Disponível em: <https://www.doisvizinhos.pr.gov.br/p/o-municipio>. Acesso em 12 de agosto de 2020.

Rabelo, R. C., Gutjahr, A. L. N., & Harada, A. Y. (2015). Metodologia do processo de elaboração da cartilha educativa “O papel das formigas na natureza”. Enciclopédia Biosfera, 11(21), 2769-2777.

Santos, C. F., & Silva, A. J. (2017). A importância da Educação Ambiental no ensino infantil com a utilização de recursos tecnológicos. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 5(2), 4-19.

Silva, W., & Oliveira, J. (2019). Práticas de Educação Ambiental nas aulas de geografia do ensino médio: reciclando velhos hábitos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, 14(1), 275-294.

Soares, C. J. (2011). Educação e desenvolvimento sustentável: aspectos legais. Cadernos de Aplicação, 24(2), 277-296.

Takada, M. Y., & Santos, G. de S. (2015). Educação ambiental como instrumento de formação do sujeito ecológico. Colloquium Humanarum, 12(1), 89-96.

Uyeno, M. T., Guizelini, A. A., & Okawa, C. M. P. (2015). Elaboração de uma cartilha ambiental como subsídio para sensibilização de público infanto-juvenil. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, 19(Ed. Esp.), 19-29.

Van Barneveld, K., Quinlan, M., Kriesler, P., Junor, A., Baum, F., Chowdhury, A., Junankar, P. N., Clibborn, S., Flanagan, F., Wrigth, C. F., Friel, S., Halevi, J., & Rainnie, A. (2020). The COVID-19 pandemic: Lessons on building more equal and sustainable societies. The Economic and Labour Relations Review, 31(2), 133–157.

Published

06/09/2020

How to Cite

Cerqueira , F. G., Souza , A. C. da S. dos S. de ., Thompson, B. B. ., Michalichen , G. ., Brito , G. G. S., Pereira , M. O. de F. ., Kreczkiuski , C., Canonico, C. . M., Porrua , D. A., Biolchi , G. ., Dias , H. M., Arancibia , I. A. L. ., Ribeiro , J. C. B. ., Minozzo, M. . ., Reis , M. E. M. ., Felipe , N. A., Krefta , S. C. ., Potrich , M. ., & Tessaro, D. (2020). Environmental Education - Perceptions and reflections based on the projetct “Plante Essa Ideia”. Research, Society and Development, 9(9), e746997710. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7710

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences