Situational strategic planning as a tool for the promotion of man's health: experience report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7821

Keywords:

Men's health; Health promotion; Health education; Primary health care.

Abstract

Objective: to describe the experience of nursing students in carrying out actions to promote men's health as part of a multidisciplinary health team based on the implementation of strategic situational planning. Methodology: this is a descriptive study of the experience report type through practical activities developed in a family health strategy located in a municipality in Rio Grande do Sul. Results and Discussions: implementation of the action plan occurred on June 11, 2019, and 320 male workers from the urban and rural infrastructure secretariat participated. The activities provided included health promotion actions, such as blood pressure measurement; hemoglycotest; rapid tests for HIV / AIDS, syphilis, hepatitis, dental consultation, medical consultation and guidelines regarding men's health. Final Considerations: working with the strategic situational planning allowed the realization of the situational diagnosis, the structuring and organization of activities with different sectors of the health care network and the integration between teaching-service, showing the relevance of carrying out similar activities for the health training.

References

Artman, E. (2000). O planejamento estratégico situacional no nível local: um instrumento a favor da visão multissetorial. In: 3 Série Desenvolvimento Local, Cadernos da Oficina Social. Rio de Janeiro: Oficina Social. (p. 98-119)

Balbino, C. M., Silvino, Z. R., Santos, J. S. dos, Joaquim, F. L., Souza, C. J. de, Santos, L. M. dos, & Izu, M. (2020). Os motivos que impedem a adesão masculina aos programas de atenção a saúde do homem. Research, Society and Development, 9(7), e389974230. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4230. Acesso em 01 set 2020.

Brasil. Ministério da Saúde. (2008). Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem.

Cesaro B. C., Santos H. B. & Silva F. N. M. (2019). Masculinidades inerentes à política brasileira de saúde do homem. Revista Panamericana de Salud Pública, 42:e119. doi: 10.26633/RPSP.2018.119

Conselho Federal de Enfermagem-COFEN. Resolução Cofen nº 625, de 19 de fevereiro de 2020. (2020). Altera a Resolução Cofen nº 581, de 11 de julho de 2018, que atualiza, no âmbito do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem, os procedimentos para Registro de Títulos de Pós - Graduação Lato e Stricto Sensu concedido a Enfermeiros e aprova a lista das especialidades. Diário Oficial da União, Brasília.

Fermino, V., Amesto, S. C., Santos, B. P. & Casarin S. T. (2017). Estratégia Saúde da Família: gerenciamento do cuidado de enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem, 19, 19-05. doi: 10.5216/ree.v19.42691

Lopes, M. V. de O. (2012). Sobre estudos de casos e relatos de experiências. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 13(4):1-2. Recuperado de: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=324027983001. Acesso em: 01 set. 2020.

Meneses, M. O., Anjos, A. M. C., Carvalho, R. V. S., Lopes, C. A. S., Oliveira, V. A. S. & Leal, S. R. M. D. (2019). O planejamento estratégico situacional como ferramenta de gestão na Atenção Primária em Saúde. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, 28(4):13-16. Recuperado de: https://www.mastereditora.com.br/periodico/20191110_131936.pdf Acesso em: 01 set. 2020.

Miranda, T. N., Teixeira, J. C., Oliveira, A. C. R. & Fernandes, R. T. P. (2018). Fatores que influenciam negativamente na assistência integral ao usuário da Atenção Básica na saúde do homem. Journal of Health Connections, 2(1):30-43. Recuperado de:http://periodicos.estacio.br/index.php/journalhc/article/view/4062/47964818 Acesso em: 01 set. 2020.

Oliveira, J. C. A. X., Correa, A. C. P., Arruda, S. L., Mozer, I. T. & Medeiros, R. M. K. (2017). Perfil epidemiológico da mortalidade masculina: contribuições para enfermagem. Cogitare Enfermagem, 22(2). doi: 10.5380/ce.v22i2.49742

Pedebos, L. A., Rocha, D. K. & Tomasi, Y. (2018). A vigilância do território na atenção primária: contribuição do agente comunitário na continuidade do cuidado. Saúde em Debate, 42(119):940-951. doi: 10.1590/0103-1104201811912

Polit, D., & Beck, C. (2018). Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 9ª ed. Porto Alegre: Artmed.

Santos, J. L. G., Souza, C. S. B. N., Tourinho, F. S. V., Sebold L. F., Kempfer, S. S. & Linch, G. F. C. (2018). Estratégias didáticas no processo de ensino-aprendizagem de gestão em enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem, 27(2):e1980016. doi: 10.1590/0104-070720180001980016

Silva, R. R., Lago, J. N., Gonçalves, I. A. & Campos, A. C. S. (2019). Reflexões teóricas em educação em saúde: gestão de enfermagem na atenção básica. Complexitas – Revista de Filosofia Temática, 4(1):73-78. doi: 10.18542/complexitas.v4i1.8046

Sociedade Brasileira de Cardiologia (2016). 7ª Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Recuperado de: http://publicacoes.cardiol.br/2014/diretrizes/2016/05_HIPERTENSAO_ARTERIAL.pdf Acesso em: 01 set. 2020.

Tasca, R., Massuda, A., Carvalho, W. M., Buchweitz, C. & Harzheim, E. (2020). Recomendações para o fortalecimento da atenção primária à saúde no Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública, 44(4):1-8. doi: 10.26633/RPSP.2020.4

Universidade Federal do Pampa-UNIPAMPA (2020). Projeto Pedagógico Curso. Recuperado de: Repositório Institucional da Unipampa: http://dspace.unipampa.edu.br/handle/riu/145 Acesso em: 01 set. 2020.

Vasconcelos, I. C. B. L., Prestes, J. Y. N., Ribeiro, R. R. S., Lima, S; J. L., Farias, S. D. C. F., Barbosa, L. D. S. & Vasconcelos, A. C. (2019). Política nacional de atenção integral à saúde do homem e os desafios de sua implementação. Brazilian Journal of Development, 5(9): 16340-16355. doi: 10.34117/bjdv5n9-185

Yoshida, V. C. & Andrade, M. G. G. O cuidado à saúde na perspectiva de trabalhadores homens portadores de doenças crônicas. (2016). Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 20(58):597-610. doi: 10.1590/1807-57622015.0611

Published

02/09/2020

How to Cite

Pereira, E. L., Escobal, A. P. de L., Prates, L. A., Pedroso, A. C. da S., Perez, R. de V., & Nery, M. E. P. (2020). Situational strategic planning as a tool for the promotion of man’s health: experience report. Research, Society and Development, 9(9), e668997821. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7821

Issue

Section

Health Sciences