Agrochemicals and health of rural workers: trends in scientific production in Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.8258

Keywords:

agrochemicals; health; rural workers

Abstract

Objective: to analyze the trends in the production of theses and dissertations, of the Postgraduate Programs in Brazil, in the area of health on the influence of pesticides on the health of rural workers. Methodology: this is a descriptive review, with a narrative approach. A search was made in the Thesis and Dissertation Bank of the Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, in order to identify the Theses and Dissertation on the proposed theme. The search was conducted in July 2020 and the strategies "agrochemicals" AND "health" and "agrochemicals" AND "health" were used. After the selection and application of inclusion and exclusion criteria, 21 studies composed this review. Results and discussion: in all there were 17 dissertations and four theses were found. The areas of collective health knowledge and health sciences from 2015 onwards in the Northeast and Southeast regions are highlighted, with a quantitative approach. The exposed workers are mainly men, young people with low education and income. Regarding chronic diseases, neoplasms, thyroid disorders, hearing and respiratory disorders were highlighted. Conclusion: the health area produces works with the theme of agrotoxics and health, but when chronic diseases are inserted in this context, there is a sudden decrease in production. It is believed that this occurs due to the multifactoriality that the chronic non transmissible diseases present.

References

Almeida, M. M. C. (2018). Trabalho na agricultura, agrotóxicos e câncer de estômago. Tese de Doutorado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Bento, A. J. (2014). Perfil de Exposição e Intoxicação por Agrotóxicos em Alagoas e Avaliação Toxicológica de Trabalhadores Rurais de Duas Cidades do Estado de Alagoas. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, AL, Brasil.

Bernieri, T. (2018). Avaliação De Parâmetros Bioquímicos, Hormônios Tireoidianos e Genotoxicidade em Trabalhadores Rurais do Noroeste do Rio Grande Do Sul. Dissertação de Mestrado, Universidade FEEVALE, Novo Hamburgo, RS, Brasil.

Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia. (2018). Agenda Nacional de prioridades de Pesquisa em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, DF, Brasil.

Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2011). Cartilha Sobre Agrotóxicos: Série Trilhas do Campo. Brasília: Ministério da Saúde, DF, Brasil.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. (2017). Diretrizes Nacionais para a Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos. Brasília: Ministério da Saúde, DF, Brasil.

Buralli, R. J. (2016). Avaliação da condição respiratória em população rural exposta a agrotóxicos no município de São José de Ubá, Estado do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Cardoso, A. F., & Pereira, A. M. (2019). Agrotóxicos e saúde: um panorama da realidade Norte-Mineira. GeoTextos, 15(2), 63-86. Recuperado de: https://portalseer.ufba.br/index.php/geotextos/article/view/33560/20218.

Cestonaro, L. V. (2018). Avaliação ocupacional em indivíduos expostos a diferentes classes de agrotóxicos. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Corcino, C., Oliveira, T., Roxana, B. A., Almeida, J. R. G. S, Lirani, L. S., Araújo, C. R. M., Gonsalves, A. A., & Maia, G. L. A. (2019). Avaliação do efeito do uso de agrotóxicos sobre a saúde de trabalhadores rurais da fruticultura irrigada. Ciência & Saúde Coletiva, 24(8), 3117-3128. doi: 10.1590/1413-81232018248.14422017.

Cordeiro, L. W. (2016). Marcadores da Função Tireoidiana e a Ocorrência de Sintomatologia Clínica Associada à Intoxicação por Agrotóxico em uma População Rural. Dissertação de Mestrado, Fundação Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.

Cypreste, A. M. Z. Acidentes de trabalho e hipertensão arterial sistêmica em fumicultores de São Lourenço do Sul, RS. 2017. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, Brasil..

Damalas, C. A., & Eleftherohorinos, I. G. (2011). Pesticide Exposure, Safety Issues, and Risk Assessment Indicators. Int. J. Environ. Res. Public Health, 8(5), 1402-1419. doi: 10.3390/ijerph8051402.

Dutra, R. M. S., & Souza, M. M. O. (2017). Impactos negativos do uso de agrotóxicos à saúde humana. Hygeia - Revista Brasileira De Geografia Médica E Da Saúde, 13(24), 127-140. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/34540.

Faria, V. H. F. (2013). Glifosato: Desenvolvimento de metodologia para determinação em soja e milho e avaliação de parâmetros laboratoriais em trabalhadores expostos a agrotóxicos. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Fernandes, W. R., & Larsson, M. H. M. A. (2000). Alteração nas Concentrações Séricas de Glicose, Sódio, Potássio, Ureia e Creatinina, em Equinos Submetidos à provas de Enduro de 30 km com Velocidade Controlada. Ciência Rural, 30(3), 393-398. doi: 10.1590/S0103-84782000000300003.

FREITAS, F. Y. S. (2017). Avaliação da prevalência de sintomas respiratórios em trabalhadores rurais em uso de agrotóxicos no vale de Cuncas, Barro-CE. Dissertação de Mestrado. Universidade Católica de Santos, Santos, SP, Brasil.

Jandotti, A. C. (2016). Fatores de risco para intoxicação com agrotóxicos em trabalhadores rurais. Dissertação de Mestrado. Fundação Universidade Federal do Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.

Kim, K. H.; Kabir, E., & Jahan, S. A. (2017). Exposure to pesticides and the associated human health effects. Sci Total Environ., 575, 252-535. doi: 10.1016/j.scitotenv.2016.09.009.

Kós, M. I., Hoshino, A. C., Asmus, C. I. F., Mendonça, R., & Meyer, A. (2013). Efeitos da exposição a agrotóxicos sobre o sistema auditivo periférico e central: uma revisão sistemática. Cadernos de Saúde Pública, 29(8), 1491-1506. doi: 10.1590/0102-311X00007013.

Lara, S. S. de, Pignati, W. A., Pignatti, M. G., Leão, L. H. da C., & Machado, J. M. H. (2019). A agricultura do agronegócio e sua relação com a Intoxicação Aguda por Agrotóxicos no Brasil. Hygeia - Revista Brasileira De Geografia Médica E Da Saúde, 15(32), 1-19. doi: 10.14393/Hygeia153246822.

Lini, R. S. (2019). Exposição ocupacional aos agrotóxicos: estudo em viticultores da região de Marialva-PR. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil.

Londres, F. (2011). Por que campeão em agrotóxicos?. In F. Londres. Agrotóxicos no Brasil: um guia para ação em defesa da vida. Rio de Janeiro, RJ: Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa (ASPTA).

Moreira, J. C., Jacob, S. C., Peres, F., Lima, J. S., Meyer, A., Oliveira-Silva, J. J., Sarcinelli, P. N., Batista, D. F., Egler, M., Faria, M. V. C., Araújo, A. J. de, Kubota, A. H., Soares, M. de O., Alves, S. R., Moura, C. M., & Curi, R. (2002). Avaliação integrada do impacto do uso de agrotóxicos sobre a saúde humana em uma comunidade agrícola de Nova Friburgo, RJ. Ciência & Saúde Coletiva, 7(2), 299-311. doi: 10.1590/S1413-81232002000200010.

Peres, F., Moreira, J. C., & Dubois, G. S. (2003). Agrotóxicos, saúde e ambiente: uma introdução ao tema. In F. Peres & J. C. Moreira (Orgs.). É Veneno ou Remédio? Agrotóxicos, Saúde e Ambiente. Rio de Janeiro, RJ: Fiocruz.

Petarli, G. B. (2019). Saúde de agricultores do Espírito Santo: a complexa relação entre produção de alimentos, exposição a agrotóxicos e risco à saúde humana. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES, Brasil.

Piccoli, C. (2015). Exposição a agrotóxicos, função tireoidiana e alterações hematológicas: estudo em agricultores e familiares moradores da área rural do município de Farroupilha – RS. Dissertação de Mestrado, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Pignati, W. A., Lima, F. A. N. de S. e, Lara, S. S. de, Correa, M. L. M., Barbosa, J. R., Leão, L. H. da C., & Pignatti, M. G. (2017). Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 22(10), 3281-3293. doi: 10.1590/1413-812320172210.17742017.

Queiroz, R. R., Lima, K. C., Oliveira, T. C. de, Santos, M. M. dos, Jacob, J. F., & Oliveira, A. M. B. M. de. (2019). Sistema de Informação de Agravos de Notificação e as intoxicações humanas por agrotóxicos no Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, (22), e190033. doi: 10.1590/1980-549720190033.

Rigotto, R. M., Silva, A. M. C. da, Ferreira, M. J. M., Rosa, I. F., & Aguiar, A. C. P. (2013). Tendências de agravos crônicos à saúde associados a agrotóxicos em região de fruticultura no Ceará, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, 16(3), 763-773. doi: 10.1590/S1415-790X2013000300019.

Rother, E. T. (2007). Revisão sistemática x revisão narrativa. Acta paulista de enfermagem [online], 20(2), v-vi. doi: 10.1590/S0103-21002007000200001.

Sena, T. R. R. (2017). Detecção precoce de perda auditiva em trabalhadores expostos a agrotóxicos com uso de audiometria de altas frequências. Tese de Doutorado, Fundação Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.

Silva, A. C. A. (2015) Câncer de pele não melanoma e exposição ocupacional: Estudo de casos. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Viciana, R. S. (2015). Perfil epidemiológico dos trabalhadores avaliados no programa de atenção à saúde de populações expostas a agrotóxicos da UNICAMP entre 2003 e 2012. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Viero, C. M. (2015). Percepções de trabalhadores rurais acerca dos riscos frente ao uso dos agrotóxicos: possibilidades para enfermagem. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Viero, C. M., Camponogara, S., Cezar-Vaz, M. R., Costa, V. Z. da, & Beck, C. L. C. (2016). Sociedade de risco: o uso dos agrotóxicos e implicações na saúde do trabalhador rural. Escola Anna Nery, 20(1), 99-105. doi: 10.5935/1414-8145.20160014.

Published

14/09/2020

How to Cite

Franceschi Brondani, V. D., Schimith, M. D., Silva Puhl, G. da, Buriol, D. ., Marquesini Rambo, C. A., & Marques Gama , D. (2020). Agrochemicals and health of rural workers: trends in scientific production in Brazil. Research, Society and Development, 9(9), e950998258. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.8258

Issue

Section

Health Sciences