Monitor teacher's questions in investigative experimentation at a Science Club: Classifications and organization

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v8i4.852

Keywords:

Inquiry; Classification of questions; Teacher training.

Abstract

This work has its origin in a broader research that aims to analyze the questions of the teacher monitor for the incorporation of epistemological curiosity, from the process of investigative experimentation aiming at scientific literacy. For this, we present a classification and organization of these manifestations of questions in the development of investigative experimental activities in a Science Club, based on the theoretical scope that discusses the concepts and construction of theoretical categories for questions. The methodology is a qualitative approach, with an analysis of the content of data construction composed by the application and conduction by a teacher (PM1) of an experimental activity guided through the Investigative Teaching Sequences(ITS). The results indicate that the organization and classification of questions allow us to adequately analyze the questioning in research teaching. It is concluded that the study reinforces the character of questioning, mediation and teacher training as a strategy for the monitor teacher to better conduct investigative learning activities.

References

Bachelard, G. (2007). A Formação do Espírito Científico. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro, Contratempo.

Bakhtin, M. M. (2000). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Martins Fontes.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brandão, C. R. (2006). A pesquisa participante e a participação da pesquisa: um olhar entre tempos e espaços a partir da América Latina. In: Brandão, C. R., & Streck, D.R. (Eds), Pesquisa participante: a partilha do saber. Aparecida: Ideias e Letras.

Carvalho, A. M P. (2013). O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: Carvalho, A. M. P. (Org.) Ensino de Ciências por Investigação: Condições para implementação em sala de aula – São Paulo: Cengage Learning, p. 1-20.

Carvalho, A. M. P., et al. (2004). Ensino de Ciências: unindo a pesquisa e a prática. São Paulo: Editora Thompson.

Cortella, M. S., & Casadei, S. R. (2008). O que é pergunta? 2 ed. São Paulo: Cortez.

Crecci, V. M., & Fiorentini, D. (2013). Desenvolvimento profissional de professores em comunidades com postura investigativa. Acta Scientiae, v. 15, n. 1, p. 9-23.

Flick, W. (2016). Introdução a Pesquisa Qualitativa. Trad. Joice Elias Costa. Terceira Edição. Porto Alegre: Artmed.

Freire, P., & Faundez, A. (2011). Por uma pedagogia da Pergunta. 7 ed. São Paulo: Paz e Terra.

Machado, V. F., & Sasseron, L. H. (2012). As perguntas em aulas investigativas de Ciências: a construção teórica de categorias . Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. vol. 12, n. 2,.

Marcushi, L. A. (2010). Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 10. ed. São Paulo: Cortez.

Martens, M. I. (2000). Productive questions: Tools for supporting constructivst learning. Science Children. [NCES] National Center for Education Statistics. Highlights from the Third International Mathematics and Science Study-Repeat (TIMSS-R).

Martins, I., Ogborn, J., & Kres, G. (1999). Explicando uma explicação. Ensaio, Pesquisa em Educação em Ciências, v.1, n. 1.

Mercer, N. (1998). As perspectivas socioculturais e o estudo do discurso em sala de aula. In: Coll, C., & Edwards, D. Ensino, aprendizagem e discurso em sala de aula: aproximação ao estudo do discurso educacional. Porto Alegre: ArtMed, p. 13-28.

Moura, A. (1998). O papel da curiosidade e da pergunta na construção do conhecimento. Série: Formação Pedagógica – 01. Textos Didáticos. 1998.

Parente, A. G. L. (2012). Práticas de investigação no ensino de ciências: percursos de formação de professores. 234 f. Tese (Doutorado).Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências, Bauru.

Penick, J. E., Crow, L. W., & Bonnstetter, R. J. (1996). Questions are the answer: A logical questioning strategy for any topic. The Science Teacher, v. 63, p. 27-29.

Rocha, C. J. T., & Malheiro, J. M. S. (2018). Interações dialógicas na experimentação investigativa em um clube de ciências: proposição de instrumento de análise metacognitivo. Amaz RECM, v.14 (29), Especial Metacognição, v. 14, p. 193-207.

Rocha, C. J. T. (2015). Ensino da química na perspectiva investigativa em escolas públicas do município de Castanhal-Pará. (120f). Dissertação de Mestrado em Ensino, História e filosofia das Ciências e Matemáticas. Universidade Federal do ABC. Santo André. São Paulo.

Souza, V. F. M. (2012). A importância da pergunta na promoção da alfabetização científica dos alunos em aulas investigativas de Física. Dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo: Instituto de Física. São Paulo, 2012.

Published

25/02/2019

How to Cite

BARBOSA, D. F. S.; ROCHA, C. J. T. da; MALHEIRO, J. M. da S. Monitor teacher’s questions in investigative experimentation at a Science Club: Classifications and organization. Research, Society and Development, [S. l.], v. 8, n. 4, p. e2484852, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i4.852. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/852. Acesso em: 24 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences