Nurses' care for the mother-baby binomial in the Stork Network in the light of ecosystem thinking

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9221

Keywords:

Comprehensive health care; Rede cegonha; Maternal and child health; Nurse; Ecosystem.

Abstract

 Objective: to know and analyze the care that the nurse develops for the mother-baby binomial in the Rede Cegonha, in a city in the south of RS, in the light of ecosystemic thinking. Methodology: Descriptive, exploratory study with a qualitative approach. Data collection occurred in the months of October / November 2016 through semi-structured interviews, for the analysis content analysis was used in the Minayo thematic analysis modality. Results: The care actions provided to the mother-baby binomial are developed in primary, secondary and tertiary health care, contemplating, care aimed at the health / vitality of the concept of maternal and child health, as well as the prevention of maternal and child mortality. . This care developed in the light of Ecosystem Thinking, allows transformations and new models of action. Conclusion: The use of ecosystemic principles in shaping the Network in question, even if incipient, among the services, is essential to achieve the integrality and unity / totality of care for the mother-baby binomial.

References

Assis, M. M. A., Nascimento, M. A. A. do, Pereira, M. J. B., & Cerqueira, E. M. de. (2015). Cuidado integral em saúde: dilemas e desafios da Enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 68(2), 333–338. doi: 10.1590/0034-7167.2015680221i

Bisognin, P., Prates, L. A., & Sehnem, G. D. (2017). Fatores que possibilitam a atuação do enfermeiro na atenção pré-natal. Cuidado é Fundamental, 9(4), 978–983. doi: 10.9789/2175-5361.2017.v9i4.978-983

Bortoli CFC, Bisognin P, Wilhelm LA, Prates LA, Sehnem GD, Ressel LB. Fatores que possibilitam a atuação do enfermeiro na atenção pré-natal. Rev Fun Care Online. 2017 out/dez; 9(4):978-983. DOI: http://dx.doi. org/10.9789/2175-5361.2017.v9i4.978-983

Brasil. Ministério da Saúde (2011). Secretaria de Atenção à Saúde. Manual prático para implementação da Rede Cegonha. Brasília, DF, 2011.

Brasil. Ministério da Saúde (2020). Lei 7.498 de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providencias. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1986.

Capra, F., Luisi, P.L (2014). A visão sistêmica da vida: uma concepção unificada e suas implicações filosóficas, políticas, sociais e econômicas. São Paulo SP: Cultrix.

Leite, M. F. F. da S., Barbosa, P. A., De Olivindo, D. D. F., & Ximenes, V. D. L. (2016). Promoção do aleitamento materno na primeira hora de vida do recém nascido por profissionais de enfermagem. Arquivos de Ciências Da Saúde Da UNIPAR, 20(2). doi: 10.25110/arqsaude.v20i2.2016.5386

Medeiros, A. C. De, Crecencia, H., Siqueira, H. De, Zamberlan, C., & Cecagno, D. (2016). Integralidade e humanização na gestão do cuidado de enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva *. 50(5), 817–823.

Minayo, M.C.S(2014). O desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14ª ed. São Paulo: Hucitec

Oliveira, E. M., & Celento, D. D. (2016). A temática da Rede Cegonha e a inserção do enfermeiro nesse contexto. Revista de Saúde, 7(1), 33. doi: 10.21727/rs.v7i1.87

Paula, S. F. de, Siqueira, H. C. H. de, Scarton, J., Medeiros, A. C., Gehlen, M. H., & Rodrigues, S. T. (2020). Relações entre crise econômica e ações de educação em saúde no ambiente hospitalar: perspectiva ecossistêmica. Research, Society and Development, 9(2), 116922180. doi: 10.33448/rsd-v9i2.2180

Rangel, R. F., Backes, D. S., Ilha, S., Zamberlan, C., Siqueira, H. C. H. de, & Costenaro, R. G. S. (2017). Formação para o cuidado integral: percepção de docentes e discentes de enfermagem. Cuidado é Fundamental, 9(2), 488–494. doi: 10.9789/2175-5361.2017.v9i2.488-494

Silva, A. F., Assis, B. F. D. E., Rosa, N. G., Do, R., Barbosa, A., & Oliveira, T. C. D. E. (2018). Atuação do enfermeiro obstetrana assistência ao parto: Saberes e práticas humanizadas Obstetric nurse acrtion in labor assistance: Humanized knowledge and practice. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research - BJSCR, 23, 87–93.

Siqueira, H.C.H., et al. (2018). A saúde do ser humano na perspectiva ecossistêmica. Rev enferm. UFPE on line, 12(2):559-64. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/6485/ded8eca8ecb507acfc3819dba1f2ecebb8e6.pdf. Acesso em: 29 de novembro de 2019.

Soares, D. C.; Pereira, Q. L. C.; Milbrath, V. M.; Oliveira, N. A.; Siqueira, H. C. H. de. (2009). Equipe Multiprofissioanl de saúde: Ações inter-relacionadas (H. C. H. de Siqueira, Q. L. C. PEREIRA, & D. Cecagno (eds.)). Pelotas: UFPel.

Published

25/10/2020

How to Cite

THUROW, M. R. B. .; SAMPAIO, A. D.; MEDEIROS, A. C. de .; SCARTON, J.; SIQUEIRA, H. C. H. de . Nurses’ care for the mother-baby binomial in the Stork Network in the light of ecosystem thinking. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e9099109221, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.9221. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/9221. Acesso em: 8 dec. 2022.

Issue

Section

Health Sciences