Development and microbiological characterization of ricotta seasoned with oregano and garlic

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9308

Keywords:

Bromatológica, Condiments, Ricotta.

Abstract

Ricotta is a product of Italian origin manufactured using acid precipitation to separate whey proteins. The ricotta can be consumed in its natural state, with or without salt, and savored with honey, sugar or fruit, or seasoned with garlic, parsley, oregano and others. The objective of this work was to process and evaluate ricotta added with different concentrations of garlic and oregano and to evaluate its microbiological stability. Four formulations were prepared: traditional ricotta (T1); ricotta seasoned with oregano (T2); ricotta seasoned with garlic (T3) and ricotta seasoned with garlic and oregano (T4), which were submitted to microbiological analysis after 10 days of cold storage (5 ± 2 ºC). The results of the microbiological analyzes indicated that all samples were within the standards established by current legislation for high moisture cheeses.

References

Andrade, S., Floresta, P. M. M., Martins, A. D. O., Martins, M. P., Martins, J. M. (2014). Avaliação das características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais de ricotas em pasta condimentadas. Vértices 16(1), 87-99.

Arrais, B. C. D. (2015). Desenvolvimento de ricota funcional: avaliação das características físico-químicas e microbiológicas do produto. 57f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia do Leite) - Universidade Norte do Paraná- UNOPAR.

Asqui, M. G. P. (2017). Diseño del proceso de elaboración de queso riccota a partir del suero láctico de la quesera “El Sinche”. 86f. Monografia (Graduação em Engenharia Química) - Escuela Superior Politécnica de Chimborazo, Riobamba – Ecuador.

Azevedo, L. M., Filho, F. C. C., Lima, M. T., Silva, A. A. (2016). Vida de prateleira de ricota temperada. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, 10(1), 1-8.

Bald, J. A., Vincenzi, A., Gennari, A., Lehn, D. N., Souza, C. F. V. (2014). Características físico-químicas de soros de queijo e ricota produzidos no Vale do Taquari, RS. Revista Jovens Pesquisadores, 4(3),. 90- 99.

Barbosa, E. D. (2016). Secagem do extrato aquoso de gengibre (Zingiber officinale Roscoe) pelo método de camada de espuma. 39f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Brasil, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (1978). ANVISA, Resolução - CNNPA nº 12, de 1978. Aprova as normas técnicas especiais, do Estado de São Paulo, revistas pela CNNPA, relativas a alimentos e bebidas, para efeito em todo território brasileiro, Diário oficial da União, 24 Jul.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2001). Resolução RDC nº 12, de 02/01/2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF.

Brasil. (2017). Decreto nº 9.013, de 29 de março de 2017, Regulamentada Lei nº 7.889, de 23 de novembro de 1989, que dispõem sobre o Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Brasil. (1996). Ministério da Agricultura, do Abastecimento e da Reforma Agrária. Portaria Nº 146, de 7 de Março de 1996. Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Brasil. (2003). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa n° 62, de 26 de agosto de 2003. Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para o Controle de Produtos de Origem Animal e Água. Diário Oficial da União, Brasília, DF,18 Set, Seção 1, 2003.

Brasil. (2005). Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 276, de 22 de Setembro de 2005. Regulamento técnico para especiarias, temperos e molhos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF.

Cajas, A. X. T. (2018). Desarrollo de un condimento a base de vegetales deshidratados y especias bajo en sodio, utilizando cloruro de potasio como sustituto de sal. 2018. 88f. Monografia (Graduação em Química dos Alimentos) – Faculdade de Ciências Químicas, Quito.

Carrijo, K. F., Praxedes, C. I. N. S., Nobre, F. S. D., Duarte, M. T. (2012). Condimentos e especiarias empregados no processamento de alimentos: considerações a respeito de seu controle físico-químico. PUBVET, 6(26), 1-27.

Cereser, N. D., Júnior, O. D. R., Marchi, P. G. F., Souza, V. (2011). Avaliação da qualidade microbiológica da ricota comercializada em supermercados do estado de São Paulo. Embrapa Caprinos e Ovinos-Artigo em periódico indexado (ALICE).

Cavalcanti, F. B. (2014). Avaliação microbiológica do queijo "tipo ricota" comercializados em supermercados de Campina Grande-PB. 2015. 29p. Monografia (Graduação em Química Industrial) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande – PB.

Cunha, E. O. (2014). Análise comparativa da qualidade nutricional de ricotas tradicional, light e orgânica vendidas em João Pessoa. 35f. Monografia (Graduação em Nutrição) – Departamento de Nutrição da Universidade Federal da Paraíba– UFPB, João Pessoa.

Cutrim, E. S. M. A. (2017). Avaliação antimicrobiana e antioxidante dos óleos essenciais de zingiber officinale Roscoe (gengibre) e Rosmarinus officinalis L. (alecrim) frente ás bactérias patogênicas. 69f. Monografia (Graduação em Química Industrial) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís.

Dabague, I. C. M., Deschamps, C., Machado, M. P., Côcco, L. C. (2013). Rendimento do óleo essencial de Zingiber officinale em resposta a diferentes processamentos e tempos de extração. Revista Acadêmica Ciência Agrár. Ambient., 11(2), S163-S168.

Damer, J. R. S., Morresco, T. R., Weschenfelder, S. (2016). Qualidade microbiológica de queijo ricota comercializado na região Noroeste do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, 22(3-4), 216-219.

Detoni, E., Gonçalves, L. A. (2011). Desenvolvimento de creme de ricota condimentado com tomate seco e manjericão. 40f. Monografia (Graduação em Tecnologia em Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Francisco Beltrão – PR.

Dornellas, F. C. (2016). Atividade antifúngica de Cúrcuma longa L.(Zingiberaceae) contra fungos deteriorantes de pães. 33f. Monografia (Graduação em Tecnologia de Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFP, Campo Mourão.

Duarte, A. F. S., Martins, A. L. C., Miguel, M. D., Miguel, O. G. O. (2017). Uso de plantas medicinais durante a gravidez e amamentação. Visão Acadêmica, 18(4), 126-139.

Freitas, M. P. (2015). Avaliação microbiológica de queijos artesanais produzidos na cidade de Taió, Santa Catarina. Revista Interdisciplinar Saúde Meio Ambient. 4(2), 103-114.

Horban, M. A., Silva, A. A., Maydl, M. P., Castella, R., Lunelli, C. E. (2017). Produção de Poli (Ácido lático) a partir do soro de leite. The Journal of Engineering and Exact Sciences. 03(08).

Fernandes, M. S. (2014). Enterococcus spp. e Bacillus cereus isolados do processamento de ricota: patogenicidade, formação de biofilmes multiespécie e detecção de autoindutores. 221f. Tese (Tecnologia de Alimentos) - Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP.

Ferreira, L. R. (2017). Bebida isotônica formulada a base de permeado obtido da ultrafiltração do soro de leite adicionado de carotenóides em pó de pequi (caryocar brasiliense Camb.). 86f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais – Brasil.

Guatemim, E. L. X., Silveira, S. M., Millezi, A. F., Ferenz, M. (2016). Evaluation of the microbiological quality of ricotta cheese commercialized in Santa Catarina, Brazil, Food Science and Technology, 36(4), 612-615.

Guo, J., Wu, H., Du, L., Zhang, W., Yang, J. (2014). Comparative Antioxidant Properties of Some Gingerols and Shogaols, and the Relationship of Their Contents with the Antioxidant Potencies of Fresh and Dried Ginger (Zingiber officinale Roscoe). J. Agr. Sci. Tech, 16, 1063-1072.

Grasso, E. C., Aoyama, E. M., Furlan, M. R. (2017). Ação Antiinflamatória de Curcuma longa L. (zingiberaceae). Revista Eletrônica Thesis, (28), 117-129.

Hafemann, S. P. G., Avanço, G. B., Scapim, M. R. S., Antigo, J. L. (2015). Ricota com Adição de Óleo Essencial de Orégano (Origanum vulgare Linneus): Avaliação Físico-Química, Sensorial e Microbiológica. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 17(3), 317-323.

Hanna, A. C. S. (2015). Aproveitamento de soro de queijo para a produção de pasta de ricota sabor tucumã (astrocaryum aculeatum meyer). 46f. Dissertação (Ciência dos Alimentos) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus.

Hening, B., Piola, R. L. (2013). Desenvolvimento de ricota saborizada adicionada de oligofrutose. 47f. Monografia (Graduação em Tecnologia em Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná – FTFP, Francisco Beltrão.

Jahn, R. C., Garcia, M. V., Copetti, M. V. (2017). Deterioração fúngica em indústria de queijo tipo tropical. Brazilian Journal of Food Research, 8(1), 16-25.

Lima, A., Silva, L. S., Cavalcanti, N. A. A., Campos, T.F.G.M. (2014). Gengibre (zingiber officinale roscoe), propriedades bioativas e seu possível efeito no diabetes tipo 2: estudo de revisão. Revista Saúde em Foco, 1(2), 15-25.

Lima, B. B., Leal, M. C. (2017). Parâmetros indicadores de qualidade de queijos artesanais comercializados em Castro-PR. 30f. Monografia (Graduação em Tecnologia em Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFP, Ponta Grossa.

Machado, N. A. F. (2017). Desenvolvimento e análise sensorial de bolo enriquecido com soro de leite e microencapsulado de própolis vermelha. 62f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) – Universidade Federal de Alagoas, Maceió.

Magenis, R. B. (2015). Avaliação das propriedades físico-químicas, reológicas e do perfil eletroforético por SDS-PAGE de queijo minas frescal. 116f. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos) - Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianópolis.

Mancini, S., Secci, G., Preziuso, G., Parisi, G., Paci, G. (2018). Ginger (Zingiber officinale Roscoe) powder as dietary supplementation in rabbit: life performances, carcass characteristics and meat quality. Italian Journal of Animal Science, 1-6.

Marchi, J. P. (2016). Curcuma Longa L., o Açafrão Da Terra, e seus benefícios medicinais. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, 20(3), 189-194.

Mariot, A., Gibikoski, C. Z., Vieira, R. M., Vilarins, V. (2017). Produção de ácido lático a partir de soro de leite. 293f. Projeto de pesquisa (Graduação em Engenharia Química) – Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL, Tubarão - SC, 2017.

Marmitt, D. J., Rempel, C., Goettert, M. I., Silva, A. D. (2016). Análise da produção científica do Curcuma longa L.(açafrão) em três bases de dados após a criação da RENISUS. Revista Pan-Amazônica de Saúde, 7(1), 71-77.

Marques, L. F., Costa, T. L., Moura, R. L., Maria, A., Costa, N. M., Chaves, C. G., Freitas, R. M. (2008). Adição de orégano na produção de ricota: um teste de aceitação. Anais: Jornada Nacional da Agroindústria, Bananeiras: UFPB.

Medeiros R. O. N. B. (2017). Estudo da aplicação na área da saúde do gengibre, sua caracterização química. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Instituto Superior de Ciências da Saúde - Egas Moniz.

Meira, Q. G. S. (2015). Produção e caracterização de Ricota Caprina adicionada de bactérias Probióticas. 140f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos), Universidade Federal da Paraíba – UFPB, João Pessoa.

Mendes, F. S., Souza, C. F. V. (2017). Qualidade microbiológica de soro de queijo e soro de ricota de laticínios do vale do Taquari, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Tecnologia Agroindustrial, 11(2), 2437-2450.

Milkpoint. 29 de Maio de 2017. ABIQ: Mercado de queijos tem alto potencial de crescimento no Brasil. Recuperado de <https://www.milkpoint.com.br/noticias-e- mercado/giro-noticias/abiq-mercado-de-queijos-tem-alto-potencial-de-crescimento-

Nascimento, J. C. S., Lima, M. S., Albuquerque. G. S., Chinelate, G. C. B., Silva, J. J. C. Avaliação da ação de diferentes antimicrobianos naturais contra microrganismos patogênicos. Revista Brasileira de Agrotecnologia, 792), 203-208.

Nogueira, A. M. S., Stella, F. R., Mariotti, S. F. R., Bueno, S. M. (2013). Análise da qualidade microbiológica De queijo ralado comercializados em São José do Rio Preto – SP. Revista Cientifica UNILAGO, 129-135.

Oliveira, J. (2016). Uso de critérios para avaliação da qualidade microbiológica de um laticínio. 53f. Monografia (Bacharel em Engenharia de Alimentos), Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, Laranjeiras do Sul.

Oliveira, J. O., Vilela, L. T. O., Silva, L. H. O., Nascimento, T. S. (2017). Análise microbiológica de especiarias desidratadas comercializadas em feiras livres de Cuiabá, Mato Grosso. Journal Health Npeps, 2(2), 365-379.

Oliveira, M. B. (2012). Avaliação de queijos ricota comercializados em Goiânia-GO e queijos processados com diferentes concentrações de leite e adicionados de proteínas de soja e cálcio. 2012. 109f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia.

Preis, C., Chagas, T. E. R., Rigo, E. (2015). Avaliação da ação antimicrobiana de óleo essencial de orégano (origanum vulgare) em ricotas adicionadas de especiarias. Revista do Congresso Sul Brasileiro de Engenharia de Alimentos. 1(1), 1-8.

Revista Balde Branco. 17 de Agosto de 2016. Queijos: produção e importação. Recuperado de <http://www.baldebranco.com.br/queijos-producao-e-importacao/>

Rosas, C. C., Damásio, J. M. A., Sousa, W. O., Vieira, V. F., Mottin, V. D. (2016). Staphylococcus Coagulase positiva, coliformes totais e Escherichia Coli em ricotas comercializadas no Sudoeste da Bahia. Revista Eletrônica da FAINOR, 9(1). Recuperado de .

Sales, W. B., Caveião, C., Valentim, D., Castro, L. (2016). Análise microbiológica em ricotas frescal no município de Curitiba – PR. Revista de Biotecnologia & Ciência. 5(1), 16-24.

Santos, P. D. F. (2015). Avaliação da atividade antimicrobiana de microcristais de curcumina. 36f. Monografia (Bacharel em Engenharia dos Alimentos) – Departamento de Alimentos– DALIM – da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, Paraná.

Santos, R. R., Souza, A. L. R., Trombete, F. M., Melo, N. R. (2015). Proteína do soro de leite: Aproveitamento e aplicações na produção de embalagem biodegradável. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 10(5), 51 – 58.

Santos, S. (2017). Características tecnológicas, de qualidade e potencialidades da cadeia produtiva de queijo colonial na região Sul do Brasil: uma revisão. FTT Journal of Engineering and Business, 1(2), 50-64.

Sattin, E., Andreani, N. A., Carraro, L., Fasolato, L. (2016). Microbial dynamics during shelf-life of industrial Ricotta cheese and identification of a Bacillus strain as a cause of a pink discolouration. Food Microbiology, 57, 8-15.

Sedlmaier, A. W., Santos, A. C., Peres, A. P. (2017). Avaliação sensorial de carne moída acrescida de condimentos naturais com baixo teor de sódio. Cadernos da Escola de Saúde – Faculdades Integradas do Brasil, 1(11), 90-102.

Shibata, L. W. (2018). Análise físico-química, microbiológica e sensorial do queijo de coalho condimentado produzido a partir do leite de cabra congelado. 32f. Monografia (Graduação em Zootecnia) – Centro de Ciências Agrárias. Universidade Federal da Paraíba – UFPB.

Silva, E. A., Santos, E. A. L., Aquino, A. B., Araújo, J. M. (2014). Processamento de ricota natural e condimentada: avaliação microbiológica e sensorial. Revista GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias, 4(2), 788-795.

Silva, N., Junqueira, V. C. A., Silveira, N. E. A., Taniwaki, M. H., Santos, R. F. S., Gomes, R. A. R. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. (3a ed.), São Paulo: Varela, 2007. 552p.

Spanu, C., Piras, F., Mocci, A. M., Nieddu, G., Santis, E. P. L., Scarano, C. (2018). Use of Carnobacterium spp protective culture in MAP packed Ricotta fresca cheese to control Pseudomonas spp. Food Microbiology, 74, 50-56.

Sousa, J. P. B. 92017). Açafrão em pó (Curcuma longa L.) em dietas de frangos de corte. In: Colloquium Agrariae. 13(2), 97-108,.

Souza, M. Y. M. (2014). Análise de creme de Ricota: Caracterização físico-química e classificação quanto ao teor de gordura no extrato seco. 29f. 21. Ed. Monografia (Graduação em Química Industrial) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências e Tecnologia.

Tavares, F. O., Pieretti, G. G., Antigo, J. L., Pozza, M. S. S., Scapim, M. R. S. (2014). Cobertura comestível adicionada de óleos essenciais de orégano e alecrim para uso em ricota. Rev. Inst. Laticínios Cândido Tostes, 69(4), 249-257.

Tozetto, L. M. (2017). Produção e caracterização de cerveja artesanal adicionada de gengibre (Zingiber officinale). 80f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFP, Ponta Grossa.

Valadão, N. K. (2015). Aproveitamento de soro de ricota para elaboração de suplemento hidroeletrolítico. 161f. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia de Alimentos) - Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos - Universidade de São Paulo.

Valiatti, T. B., Barcelos, I. B., Sanches, E. N. M., Silva, D. K., Calegari, G.M. (2017). Pesquisa de coliformes totais em alimentos comercializados no município de Ji-Paraná, Rondônia. Revista Destaques Acadêmicos, 9(3), 186-196.

Published

12/11/2020

How to Cite

Santiago Beltrão, F. A. ., de Andrade, R. O., Costa Gonçalves, L. S. ., & Lafia, A. T. . (2020). Development and microbiological characterization of ricotta seasoned with oregano and garlic. Research, Society and Development, 9(11), e2319119308. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9308

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences