Contribution of the nursing team in the prevention of pressure injuries in patients admitted to intensive care units (ICU)

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9468

Keywords:

Intensive care units; Nursing Care; Pressure ulcer.

Abstract

Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar a produção científica acerca da contribuição dos enfermeiros na prevenção de lesão por pressão em pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva. Método: Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, do tipo revisão integrativa de periódicos da saúde, indexados nas bases de dados BVS, LILACS, MEDLINE e SCIELO, no período de 2010 a 2016, utilizando-se para consulta os descritores: Unidades de terapia intensiva; Cuidados de enfermagem; Úlcera por pressão. Resultados e Discussão: Foram selecionados oito artigos científicos, cuja a prevalência abordava a identificação dos fatores de risco e medidas preventivas. 83,33% dos estudos tinham abordagem qualitativa como método selecionado. O enfermeiro é visto como líder no gerenciamento do cuidado, proporcionado ao paciente crítico, assistência direta, supervisão, orientação e estimulação da equipe de enfermagem. Contudo, apesar do avanço tecnológico e científico e do aperfeiçoamento dos serviços e cuidados de saúde, a incidência de Lesão por Pressão se mantém elevada, principalmente em pacientes de unidade de terapia intensiva. Considerações Finais: Percebeu-se que o enfermeiro tem grande relevância na implementação de protocolos e na execução de medidas preventivas. Os resultados obtidos remetem o enfermeiro como líder capaz de identificar de forma precoce os fatores de risco e de executar medidas preventivas que visem a segurança do paciente e redução de danos que envolvam a integridade da pele.

References

Araújo, A. A., & Dos Santos, A. G. (2016). Úlceras por pressão em pacientes internados em unidades de terapia intensiva: revisão integrativa da literatura. Ciência & Saúde, 9(1), 38-48.

Araújo, T. M., Moreira, M. P., & Caetano, J. A. (2011). Avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos. Rev. Enferm. UERJ, 19(1), 58-63.

Barbosa, T. P., Beccaria, L. M., & Poletti, N. A. A. (2014). Avaliação do risco de úlcera por pressão em UTI e assistência preventiva de enfermagem [Pressure ulcer risk assessment in intensive care unit: preventive nursing care]. Revista Enfermagem UERJ, 22(3), 353-358.

Botelho, L. S., Arboit, E. L., & Freitag, V. L. (2020). Atuação do enfermeiro no cuidado a prevenção e tratamento de lesões por pressão. Research, Society and Development, 9(7).

Caliri, M. H. L., Santos, V. L. C., & Gouveia, M. M. H. (2016). Publicação oficial da Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST e da Associação Brasileira De Enfermagem em Dermatologia - SOBENDE. Classificação das lesões por pressão – consenso NPUAP 2016 – adaptada culturalmente para o Brasil.

Creutzberg, M., et al. (2011). Fatores de risco para úlceras de pressão em idosos de Unidade de Terapia Intensiva. Enfermagem em Foco, 2(2), 133-136.

Fernandes, L. M., & Caliri, M. H. L. (2008). Uso da escala de Braden e de Glasgow para identificação do risco para úlceras de pressão em pacientes internados em centro de terapia intensiva. Rev. Latino-Am. Enfermagem,16(6).

Gil, A. C. (2010). Como elaborar Projeto de Pesquisa. (5a ed.), São Paulo: Atlas.

Lima, A.F.C. & Castilho, V. (2015). Mobilização corporal para prevenção de úlceras por pressão: custo direto com pessoal. Rev Bras Enferm, 68(5),647-52.

Lo Biondo-Wood, G., & Haber, J. (2001). Pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação crítica e utilização. 4a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

National Pressure Ulcer Advisory Panel -Npuap. (2018). NPUAP pressure injury stages. Washington.

Oliveira, A. C., Garcia, P. C., & Nogueira, L. S. (2016). Carga de trabalho de enfermagem e ocorrência de eventos adversos na terapia intensiva: revisão sistemática. Revista Escola de Enfermagem, 50(4).

Olkoski, E., & Assis, G. M. (2016). Aplicação de medidas de prevenção para úlceras por pressão pela equipe de enfermagem antes e após uma campanha educativa. Esc. Anna Nery, 20(2),363-369.

Pereira, L. A., et al. (2016). Pacientes com HIV/Aids e risco de ulcera: demandas de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília. 69(3)574- 81.

Polit, D. F., et al. (2004). Fundamentos de pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação e utilização. (5a ed.), Porto Alegre (RS): Artmed.

Quadros, D. V., Magalhães, A. M. M., Mantovani, V. M., Rosa, D. S., Echer, I. C. (2016). Análise de indicadores gerenciais e assistenciais após adequação de pessoal de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 69(4),684-90.

Rolim, J.A., Vasconcelos, J. M. B., Caliri, M. H. L. & Santos, I. B. C. (2013). Prevenção e tratamento de úlceras por pressão no cotidiano de enfermeiros intensivistas. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 14(1),148-57.

Rogenski, N. M. B., Kurcgante, P. (2012). Incidência de úlceras por pressão após a implementação de um protocolo de prevenção. Rev.Latino-Americana de Enfermagem, 20(2),333-339.

Simao, C. M. F., et al. (2013). Concordância entre enfermeiros quanto ao risco dos pacientes para úlcera por pressão. Acta paul. enferm, São Paulo. 26(1)30-35.

Stein, E. A., Caliri, M. H. L., & Santos, C. B. (2012). Ações dos enfermeiros na gerência do cuidado para prevenção de úlceras por pressão em unidade de terapia intensiva. Rev. Pesq.: Cuid. Fundam.Online, 4(3),2605-12.

Ursi, E. S.(2005). Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Valles, J. H. H., Monsiváis, M. G. M., Guzmán, G. I. & Arreola, L. V. (2016). Cuidado de enfermagem omitido em pacientes com risco ou com úlceras por pressão. Rev. Latino-Am. Enfermagem,24(1).

Published

02/11/2020

How to Cite

Lima, V. L. da S. ., Costa, A. M. da ., Silva, M. E., Silva, I. M. da ., Costa, G. O. P. da ., Ribeiro, A. M. N. ., Santos, N. M. de S. ., Oliveira, N. V. D. de ., Silva, C. de K. C. da ., Vale, C. S. ., Cruz, F. M. P. da ., & Pinto, N. V. R. . (2020). Contribution of the nursing team in the prevention of pressure injuries in patients admitted to intensive care units (ICU). Research, Society and Development, 9(11), e329119468. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9468

Issue

Section

Review Article