Integrative review about breastfeeding in the first hour of life

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9609

Keywords:

Breastfeeding; First hour of life.

Abstract

Identify in the literature the scientific evidence about of context breastfeeding in the first hour of life. Integrative bibliographic research, carried out from March to June 2019 with search for data from the Virtual Health Library, in the Lilacs, Medline and Cochrane do Brasil databases, using the term 'breastfeeding' and keywords 'first hour of life'. 19 articles were selected (2 Cochrane, 1 Medline and 16 Lilacs). It was evident that women who had skin-to-skin contact in the first hour of life are more likely to breastfeed. And the professionals of the health services reported that the performance of normal birth has helped in the practice of breastfeeding in the first hour of life. Based on the selected articles, it was observed the importance of the 4th step of the Baby Friendly Hospital Initiative and how the commitment of health professionals and institutions is necessary. To this end, comprehensive assistance to women and their families is reinforced, starting with prenatal care, continuing at the time of birth, with support from the companion.

References

Almeida, B. F., Ribeiro, J. F., Araújo, K. R. D. S., & Lavôr, T. B. D. S. L. (2016). Processo de assistência ao parto normal em uma maternidade pública do estado do Piauí, 2015. Revista Enfermagem Atenção Saúde, 45-56.

Antunes, M. B., de Oliveira Demitto, M., Soares, L. G., Radovanovic, C. A. T., Higarashi, I. H., Ichisato, S. M. T., & Pelloso, S. M. (2017). Amamentação na primeira hora de vida: conhecimento e prática da equipe multiprofissional. Avances en Enfermería, 35(1), 19-29.

Arruda, G. T., Barreto de, S. C., Morin, V. L., do Nascimento Petter, G., Braz, M. M., & Pivetta, H. M. F. (2018). Existe relação da via de parto com a amamentação na primeira hora de vida? Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 31(2).

Bandeira de Sá, N. N., Gubert, M. B., Santos, W. D., & Santos, L. M. P. (2016). Fatores ligados aos serviços de saúde determinam o aleitamento materno na primeira hora de vida no Distrito Federal, Brasil, 2011. Revista brasileira de epidemiologia, 19, 509-524.

Bardin, L. (2016). Análise de conteúdo. Lisboa: edições, 70.

Belo, M. N. M., Azevedo, P. T. Á. C. C. D., Belo, M. P. M., Serva, V. M. S. B. D., Batista Filho, M., Figueiroa, J. N., & Caminha, M. D. F. C. (2014). Aleitamento materno na primeira hora de vida em um Hospital Amigo da Criança: prevalência, fatores associados e razões para sua não ocorrência. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, 14(1), 65-72.

Boccolini, C. S., Carvalho, M. L. de, Oliveira, M. I. C., & Pérez-Escamilla, R. (2013). A amamentação na primeira hora de vida e mortalidade neonatal. Jornal de Pediatria, 89(2), 131-136. doi: 10.1016/j.jped.2013.03.005.

Brasil. (2009). Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar. Caderno de Atenção Básica. Brasília, DF: Ministério da Saúde.

Brasil. (2015). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas. Critérios e Parâmetros para o Planejamento e Programação de Ações e Serviços de Saúde no Âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde.

Brasil. (2014). Portaria nº 1.153, de 22 de maio de 2014. Redefine os critérios de habilitação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), como estratégia de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à saúde integral da criança e da mulher, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília, DF: Ministério da Saúde. http://bvsms.saude.gov. br/bvs/saudelegis/gm/2014/prt1153_22_05_2014.html.

Brasil. (2017). Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde. Diretrizes nacionais de assistência ao parto normal. Brasília, DF: Ministério da Saúde.

Brasil. (2005). Lei nº. 11.108, de 07 de abril de 2005. Altera a Lei n. 8.080, de 19 de setembro de 1990, para garantir às parturientes o direito à presença de acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS. Diário Oficial da União: Brasília (DF).

Donato, H.; Donato, M. (2019). Etapas na Condução de uma Revisão Sistemática. Acta Médica Portuguesa, 32(3).

Enkin, M., Marc J. N. C. K., Neilson, J., Crowther, C., Duley, L., Hodnett, E., & Hofmeyr, J. (2015). Guia para atenção efetiva na gravidez e no parto. (3a ed.), Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Esteves, T. M. B., Daumas, R. P., Oliveira, M. I. C. D., Andrade, C. A. F. D., & Leite, I. D. C. (2015). Fatores associados ao início tardio da amamentação em hospitais do Sistema Único de Saúde no Município do Rio de Janeiro, Brasil, 2009. Cadernos de Saúde Pública, 31, 2390-2400.

Esteves, T. M. B., Daumas, R. P., Oliveira, M. I. C. D., Andrade, C. A. D. F. D., & Leite, I. C. (2014). Fatores associados à amamentação na primeira hora de vida: revisão sistemática. Revista de Saúde Pública, 48, 697-708.

Galvão, T. F., & Pereira, M. G. (2015). Avaliação da qualidade da evidência de revisões sistemáticas. Epidemiologia Serviços Saúde. Brasília, 24(1), 173-175.

Levy, L., & Bértolo, H. (2008). Manual de Aleitamento Materno. Edição Revista. Comitê Português para a UNICEF (Ed.). Lisboa: Maiadouro.

McKeever, J., & Fleur, R. S. (2012). Overcoming barriers to Baby-Friendly status: one hospital’s experience. Journal of Human Lactation, 28(3), 312-314.

Moore, E. R., Bergman, N., Anderson, G. C., & Medley, N. (2016). Early skin‐to‐skin contact for mothers and their healthy newborn infants. Cochrane database of systematic Reviews, 11.

Moreira, M. E. L., Gama, S. G. N. D., Pereira, A. P. E., Silva, A. A. M. D., Lansky, S., Pinheiro, R. D. S., & Leal, M. D. C. (2014). Práticas de atenção hospitalar ao recém-nascido saudável no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 30, S128-S139.

Mullany, L. C., Katz, J., Li Yeu, M., Khatry, K. S., LeClerq, G. L. D., & Tielsch, J. M. (2008). Breast-feeding patterns, time to initiation, and mortality risk among new borns in Southern Nepal. The Journal of Nutrition, 138(3), 599-603. doi: 10.1093/jn/138.3.599

Netto, A., Spohr, F. A., Zilly, A., França, A. F. O., Rocha-Brischiliari, S. C., & da Silva, R. M. M. (2016). Amamentação na primeira hora de vida em uma instituição com iniciativa hospital amigo da criança. Ciência, Cuidado e Saúde, 15(3), 515-521.

Newman, J., & Kernerman, E. (2009). The importance of skin to skin contact. Geraadpleegd Recuperado de http://www. nbci. ca/index. php

Neves, A. C. M. D., Moura, E. C., Santos, W., & Carvalho, K. M. B. D. (2014). Factors associated with exclusive breastfeeding in the Legal Amazon and Northeast regions, Brazil, 2010. Revista de Nutrição, 27(1), 81-95.

Renfrew, M. J., McCormick, F. M., Wade, A., Quinn, B., & Dowswell, T. (2012). Support for healthy breastfeeding mothers with healthy term babies. Cochrane database of systematic reviews, 5.

Rollins, N. C., Bhandari, N., Hajeebhoy, N., Horton, S., Lutter, C. K., Martines, J. C., Piwoz, E. G., Richter, L. M., Victora, C. G., & Lancet Breastfeeding Series Group. (2016). Why invest, and what it will take to improve breastfeeding practices?. Lancet (London, England), 387(10017), 491-504. doi: 10.1016/S0140-6736(15)01044-2.

Sá Guimarães, C. M. de, Conde, R. G., Gomes-Sponholz, F. A., Oriá, M. O. B., & dos Santos Monteiro, J. C. (2017). Fatores relacionados à autoeficácia na amamentação no pós-parto imediato entre puérperas adolescentes. Acta Paulista de Enfermagem, 30(1), 109-115.

Sampaio, Á. R. R., Bousquat, A., & Barros, C. (2016). Contato pele a pele ao nascer: um desafio para a promoção do aleitamento materno em maternidade pública no Nordeste brasileiro com o título de Hospital Amigo da Criança. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 25, 281-290.

Schmied, V., Gribble, K., Sheehan, A., Taylor, C., & Dykes, F. C. (2011). Ten steps or climbing a mountain: a study of Australian health professionals' perceptions of implementing the baby friendly health initiative to protect, promote and support breastfeeding. BMC health services research, 11(1), 208.

Soares, F. D. M., Gouveia, M. T. D. O., Rocha, S. S. D., & Gonçalves, L. R. R. (2014). Contato precoce: vínculo mãe-filho na primeira hora de vida. Revista Enfermagem UFPI, 94-99.

Souza, S. C. O. D., Paiva, P. A., Costa, S. D. M., Lacerda, M. K. S., Pereira, M. M., & Gonçalves, J. T. T. (2017). Aleitamento materno de crianças cadastradas na atenção primária à saúde. Revista Enfermagem UFPE online, 3583-3589.

Silva, J. L. P. D., Linhares, F. M. P., Barros, A. D. A., Souza, A. G. D., Alves, D. S., & Andrade, P. D. O. N. (2018). Fatores associados ao aleitamento materno na primeira hora de vida em um hospital amigo da criança. Texto & Contexto-Enfermagem, 27(4).

Silva, C. M., Pereira, S. C. L., Passos, I. R., & Santos, L. C. D. (2016). Fatores associados ao contato pele a pele entre mãe/filho e amamentação na sala de parto. Revista de Nutrição, 29(4), 457-471.

Teles, J. M., Bonilha, A. L. D. L., Gonçalves, A. D. C., Espírito Santo, L. C. D., & Mariot, M. D. M. (2015). Amamentação no período de transição neonatal em Hospital Amigo da Criança. Revista Eletrônica de Enfermagem. Goiânia. 17(1), 94-99.

Vieira, T. O., Vieira, G. O., Giugliani, E. R. J., Mendes, C. M., Martins, C. C., & Silva, L. R. (2010). Determinants of breastfeeding initiation within the first hour of life in a Brazilian population: cross-sectional study. BMC Public Health, 10(1), 760.

Victora, C. G., Bahl, R., Barros, A. J. D., França, G. V. A., Horton, S., Krasevec, J., Murch, S., Sankar, M. J., Walker, N., Rollins, N. C., & Lancet Breastfeeding Series Group (2016). Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms, and lifelong effect. Lancet (London, England), 387(10017), 475-490. doi: 10.1016/S0140-6736(15)01044-2.

Published

18/11/2020

How to Cite

Halmenschlager, R. R. ., & Diaz, C. M. G. . (2020). Integrative review about breastfeeding in the first hour of life. Research, Society and Development, 9(11), e3879119609. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9609

Issue

Section

Health Sciences