The forensic context in Nursing’s everyday practice

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9681

Keywords:

Forensic sciences; Nursing; Forensic nursing; Violence.

Abstract

Objectives: to identify nurses' knowledge of forensic sciences, describe how forensic sciences could be applied in nursing and discuss the insertion of forensic science for nursing care. Method: Descriptive study with a qualitative approach, including five nurses and five nursing residents of pediatric and medical clinic wards of a university hospital in the city of Rio de Janeiro. As a data collection instrument, semi-structured interviews were used and for data analysis, the content analysis technique. Results: evidenced the absence of the concept of forensic sciences in nurse’s daily life, however, nurses work every day in cases of violence, identifying the signs and collecting traces. Conclusion: nurses play an important role in cases of violence, however, the lack of knowledge and specialization can often keep these professionals away from monitoring and resolving those cases.

References

Algeri, S., Souza, L. M. (2006). Violência contra crianças e adolescentes: um desafio no cotidiano da equipe de enfermagem. Revista latino-americana de enfermagem, 14(4), 625-631.

Associação Brasileira de Enfermagem Forense. Abeforense (2019). História da Associação. Aracaju, SE. Recuperado de http://www.abeforense.org.br/nossa-historia/.

Bardin, L. (2016). Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70.

Estado do Rio de Janeiro. Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro. (2020). Protocolo de Atendimento às pessoas em situação de violência. Recuperado de https://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MzA4MzI%2C.

Chemello, E. (2006). Ciência forense: impressões digitais. Química virtual, Recuperado de: http://www.quimica.net/emiliano/artigos/2006dez_forense1.pdf.

Conselho Federal de Enfermagem. COFEN (2017). Resolução COFEN n° 556/2017. Recuperado de http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-05562017_54582.html.

Ferraz, M. I. R., Lacerda, M. R., Labronici, L. M., Maftum, M. A., & Raimondo, M. L. (2009). O cuidado de enfermagem a vítimas de violência doméstica. Cogitare Enfermagem, 14 (4), 755-759.

Fórum Brasileiro de Segurança Pública (2019). Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2019. Ano 13. Recuperado de http://www.forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2019/09/Anuario-2019-FINAL-v3.pdf.

Gomes, A. M. (2017) Padrões de aptidão do enfermeiro forense. Revista Nursing Portuguesa. Recuperado de <https://www.researchgate.net/publication/317718219_PADROES_DE_AP TIDAO_DO_ENFERMEIRO_FORENSE>

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (2019). Atlas da violência de 2019. Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Recuperado de http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/relatorio_institucional/190605_atlas_da_violencia_2019.pdf.

International Association of Forensic Nurses. IAFN. History of the Association. New Jerssey: USA. Recuperado de https://www.forensicnurses.org/page/AboutUS.

Leal, S. M. C., Lopes, M. J. M. (2005). A violência como objeto da assistência em um hospital de trauma: “o olhar" da enfermagem. Ciência & Saúde Coletiva, 10(2), 419-431.

Manso, M. E. G. (2019). Um breve panorama sobre a violência contra idosos no Brasil. Revista Longeviver, 1(3), 75-80. Recuperado de https://revistalongeviver.com.br/index.php/revistaportal/article/viewFile/798/857.

Minayo, M. C. S. (2013). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000400030.

Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (2018). Violência contra Crianças e Adolescentes: análise de cenários e propostas de políticas públicas. Brasília. Recuperado de: https://www.mdh.gov.br/biblioteca/consultorias/conada/violencia-contra-criancas-e-adolescentes-analise-de-cenarios-e-propostas-de-politicas-publicas.pdf.

Pereira, A. S. et al (2018). Metodologia da pesquisa científica. [free ebook]. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/ 2019/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf

Santos, M. R., Lucas, G. A. N., Ferro, M. R. C., Marques, C. S. F., & Santa Rosa, M. P. R. (2017). Atuação e competência do enfermeiro forense na preservação de vestígios no Serviço de Urgência e Emergência. Trabalho apresentado no Congresso Internacional de Enfermagem, Tiradentes, MG, Brasil.

Shinde, O. R. (2016). Violence and young woman: role of forensics nurses. Int. J. Adv. Nur. Management, 4 (3), 306-308. Recuperado de http://ijanm.com/HTMLPaper.aspx?Jou rnal=International Journal of Advances in Nursing Management;PID=2016-4-3-26.

Silva, K. B., & Silva, R. C. (2009). Enfermagem forense: uma especialidade a conhecer. Revista Cogitare Enfermagem, 14 (3), 564-568. Recuperado de https://revistas.ufp r.br/cogitare/article/view/16191.

Published

06/11/2020

How to Cite

Rodrigues, A. C. C. ., Souza, N. M. de ., & Martins, E. R. C. . (2020). The forensic context in Nursing’s everyday practice. Research, Society and Development, 9(11), e1059119681. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9681

Issue

Section

Health Sciences