Aspects of teacher training and interlocutions with the teaching initiation program

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v8i5.972

Keywords:

PIBID; Teacher training; Undergraduates.

Abstract

The work presents a research developed with undergraduates of a Teaching Degree in Chemistry, who participated as scholarship holders of the PIBID Project, with the objective of identifying the motivation to choose the undergraduate course, the influence of PIBID on the permanence as a teacher and its impact on the academic formation of the scholarship holders. The methodology was qualitative in nature with interviewing as a form of data collection. The undergraduates emphasized the importance of the methodological proposals developed in the project in their academic formation, and considered the contact with the school reality provided by the PIBID an important aspect for the permanence as teachers. They were surprised to find unattended professionals who encouraged them to give up the teaching career and emphasized the importance of a postgraduate degree as a way to obtain better salaries and professional appreciation.

Author Biography

Danielle Silva Lima Malaquias, Escola Estadual Serafim de Carvalho


References

Bogdan, R. C., & Biklen, S. K. (1994). Investigação Qualitativa em Educação: Uma Introdução à Teoria e aos Métodos. Portugal: Porto Editora.

Borges, C. (2001). Saberes Docentes: diferentes tipologias e classificações de um campo de pesquisa. Educação & Sociedade, 74, 59-76. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v22n74/a05v2274.pdf

Borges, L. C. da S., Rivelini-Silva, A. C., & Stanzani, E. de L. (2017). Pesquisas sobre os egressos do PIBID: levantamento bibliográfico no ENEQ e ENPEC. ACTIO, 2(1), 438-455. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/actio/article/view/6800

Braibante, M. E. F., & Wollmann, E. M. (2012). A Influência do PIBID na Formação dos Acadêmicos de Química Licenciatura da UFSM. Química Nova na Escola, 34(4), 167-172. Disponível em: http://www.qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_4/02-PIBID-90-12.pdf

Brasil (2010). Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Institui a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Brasília, DF. Ministério da Educação – MEC.

Brasil (2002). Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Resolução CNE/CP 1. Ministério da Educação - MEC.

Brasil (2012). O plano de desenvolvimento da educação: Razões, princípios e programas. Ministério da Educação – MEC.

Brasil (2008). Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

Brasil (2013). Relatório de Gestão - PIBID: Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica – DEB, Brasília, DF. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

Brasil (2018). Edital CAPES no 7/2018 – Resultado Final. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

Contreras, J. (2002). A autonomia de professores. São Paulo: Cortez.

Creswell, J. (2010). Projeto de Pesquisa. Métodos Qualitativo, Quantitativo e Misto. Porto Alegre: Bookman Artmed.

Deimling, N. N. M. (2014). Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: contribuições, limites e desafios para a formação docente. (Tese de Doutorado). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Diniz-Pereira, J. E. (2011). A pesquisa dos educadores como estratégia para construção de modelos críticos de formação docente. In J. E. Diniz-Pereira & K. M. Zeichner (Eds), A pesquisa na formação e no trabalho docente (pp. 11-37). Belo Horizonte: Autêntica Editora.

Freitas, H. C. L. de. (2007). A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação & Sociedade, 28(100), 1203-1230. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a2628100.pdf

Garcia, C. M. (1999). Desenvolvimento profissional dos Professores. In C. M. Garcia (Ed.), Formação de professores: Para uma mudança educativa (pp. 133–258). Lisboa: Porto Editora.

Gauthier, C., Stéphane, M., Desbiens, J. F., Malo, A., & Simard, D. (2006). Por uma teoria da pedagogia. (2a ed). Ijuí: Unijuí.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. (4 ed). São Paulo: Atlas.

Gomes, C., & Souza, V. L. T. (2016). O PIBID e a mediação na configuração de sentidos sobre a docência. Psicologia Escolar e Educacional, 20(1), 147-156. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pee/v20n1/2175-3539-pee-20-01-00147.pdf

Relatório de Atividades do Programa PIBID-IFRJ-2011 (2011). Fornecido pelo coordenador Institucional. Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ.

Langhi, R., & Nardi, R. (2012). Trajetórias Formativas Docentes: buscando aproximações na bibliografia sobre formação de professores. Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 5(2), 7-28. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37710/28885

Lopes, M. (2015). Desafios e caminhos para a formação de professores no Brasil. Porvir, São Paulo. Disponível em: http://porvir.org/desafios-caminhos-para-formacao-de-professores-brasil/

Marques, C.; Pereira, J. E. D. (2002). Fóruns das licenciaturas em universidades brasileiras: construindo alternativas para a formação inicial de professores. Educação & Sociedade, 78, 171-183.

Moraes, R., & Galiazzi, M. C. (2006). Análise Textual Discursiva: Processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, 12(1), 117-128. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v12n1/08.pdf

Nunes, C. M. F. (2001). Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educação & Sociedade, 74, 27-42. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v22n74/a03v2274.pdf

Oliveira, H. F. (2017). A bagagem do PIBID para a formação inicial docente e para a construção da identidade profissional. Trabalho em Linguística Aplicada, 5(3), 913-934. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8647980/17470

Pereira, J. E. D. (1999). As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, 68, 109-125. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a06v2068.pdf

Pinto, J. M. R. (2014). O que explica a falta de professores nas escolas brasileiras? Jornal de Políticas Educacionais, 15, 3-12. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/jpe/article/view/39189/24026

Schön, D. A. (1992). Formar professores como profissionais reflexivos. In A. Nóvoa (Ed.), Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote.

Silva, J. C. M. (2011). Formação Continuada dos professores visando a própria experiência para uma nova perspectiva. Revista Ibero-americana de Educação, 55(3), 1-11. Disponível em: http://www.rieoei.org/expe/3882Martins.pdf/

Stanzani, E. de L., Obara, C. E., & Passos, M. M. (2016). Uma análise da formação inicial e continuada de professores no PIBID/Química da Universidade Estadual de Londrina. Ciências & Ideias, 7(1), 102-126. Disponível em: http://revistascientificas.ifrj.edu.br:8080/revista/index.php/reci/issue/view/34

Tardif, M. (2010). Saberes docentes e formação profissional. (11a ed). Petrópolis: Vozes.

Tardif, M., & Lessard, C. (2005). O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes.

Tardif, M., & Raymond, D. (2000). Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, 73, 209-244. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v21n73/4214.pdf

Tartuce, G. L. B. P., Nunes, M. M. R., & Almeida, P. C. A. de. (2010). Alunos do ensino médio e atratividade da carreira docente no Brasil. Cadernos de Pesquisa, 40(140), 445-477. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v40n140/a0840140.pdf

Weber, K. C., Fonseca, M. G. da, Silva, A. F. da, Silva, J. P. da, & Saldanha, T. C. B. (2013). A percepção dos licencia(n)dos em química sobre o impacto do PIBID em sua formação para a docência. Química Nova na Escola, 35(3), 189-198. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc35_3/08-PE-65-12.pdf

Published

08/03/2019

How to Cite

MALAQUIAS, D. S. L.; CARDOSO, S. P. Aspects of teacher training and interlocutions with the teaching initiation program. Research, Society and Development, [S. l.], v. 8, n. 5, p. e4485972, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i5.972. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/972. Acesso em: 25 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences