Investigations about the implementation of the National Program to Improve Access and Quality of Primary Care (PMAQ) in the state of Piauí

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9739

Keywords:

Program; Efficiency; Effectiveness; Quality

Abstract

The National Program for Improving Access and Quality of Basic Care (PMAQ) is a program for managers to evaluate the pattern of quality by primary health care teams that investigate efficiency and effectiveness (EE) in implementation of Federal Government programs. Thus, this article goals is investigate if there are EE indicators in PMAQ on state of Piauí. To do that was necessary analyze the indices demonstrating for PMAQ and after that identify possible difficulties in the execution of yhe program in the state of Piauí. The methodological used for data balysis were descriptive and analytical with quantitative and qualitative approach. The article is based on the history and characterization of the PMAQ. Thus, it was evidenced thai in practice, the program has reasonably brought significant contributions tho the basic health units in the state of Piauí.

References

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Legislação estruturante do SUS. (2007). Coleção Progestores - Para entender a Gestão do SUS. Brasília, DF. Recuperado de: https://livroaberto.ibict.br/handle/1/903

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. (2011). Departamento de Atenção Básica. Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), manual instrutivo. Brasília: Ministério da Saúde. Recuperado de: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/manual_instrutivo_pmaq_site.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. (2015) Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ): Manual Instrutivo 3º Ciclo (2015 – 2016) [internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde. Recuperado de: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_instrutivo_pmaq_atencao_basica.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. (2006). Departamento de Atenção Básica. Política nacional de atenção básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção à Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde. Recuperado de: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_atencao_basica_2006.pdf

Carvalho, M. F., Silva, A. R. V., Vasconcelos, M. I. O. (2016). Programa de melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica: estráteficas utilizadas em dois estados nordestinos. Brasília. Recuperado de: https://core.ac.uk/download/pdf/231165477.pdf

Chamon, E. M. Q. (2008). Gestão integrada de organizações. 1. ed. Rio de Janeiro: Brasport Livros e Multimídia Ltda.

Dowing, D., Clark, J. (2012). Estatística Aplicada. 3 ed. São Paulo: Ed. Saraiva.

Ferreira, P. L. (2000). Estatística Multivariada Aplicada. FEUC.

Fonseca, J. S., Martins, G. A. (2011). Curso de estatística. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Franco, T. B., Bueno, W. S., Merhy, E. E. (1999). O acolhimento e os processos de trabalho em saúde: o caso de Betim, Minas Gerais, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro. Recuperado de: https://www.scielosp.org/article/csp/1999.v15n2/345-353/pt/

Fundação Nacional da Qualidade – FNQ. (2002). Critérios de excelência. São Paulo. Recuperado de: https://prod.fnq.org.br/comunidade/wp-content/uploads/2018/12/n_2_modelo_de_excelencia_da_gestao_meg_fnq.pdf

Fundação Nacional da Qualidade – FNQ. (2008). Cadernos de Excelência: Processos. São Paulo. Recuperado de: https://fnq.org.br/publicacoes-fnq-e-book-meg/

Guizardi F.L., Cavalcanti F. O. (2010). A gestão em saúde: nexos entre o cotidiano institucional e a participação política no SUS. Interface Comun. Saúde Educ. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832010005000013

Lopes, E., Amaral, J. N. (2008). Políticas Públicas conceitos e práticas, Belo Horizonte: Sebrae (MG). Recuperado de: http://www.mp.ce.gov.br/nespeciais/promulher/manuais/MANUAL%20DE%20POLITICAS%20P%C3%9ABLICAS.pdf

Maia, J. L., Oliveira, G. T., Martins, R. A. (2008). O papel da medição de desempenho no processo estratégico: uma tentativa de síntese teórica. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, SP.

Martini, C. J., Zampin, I. C., Ribeiro, S. L. (2015). Indicadores de desempenho: uma análise em pequena empresa do ramo metalmecânico. Gestão em foco – UNISEPE. 1. 118-138.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/2019/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf

Pinto, H. A., Sousa, A., Florêncio, A. R. (2012). O programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: Reflexões sobre o seu desenho e processo de implantação, RECIIS: Revista eletrônica de comunicação, informação e inovação em saúde, Rio de Janeiro, 6 (2). DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v6i2.492

Ribeiro, D. F. (2010). Qualidade em serviços públicos de saúde: A percepção dos usuários do Hospital Universitário em um município paraibano. Dissertação (Mestrado profissional em saúde pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2010. Recuperado de: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13693

Published

12/11/2020

How to Cite

Abreu, M. H. T., Nogueira, T. A., Oliveira, V. A. de ., Matos, L. M. R. de, Oliveira, B. G. S. ., & Sousa, P. G. (2020). Investigations about the implementation of the National Program to Improve Access and Quality of Primary Care (PMAQ) in the state of Piauí. Research, Society and Development, 9(11), e2219119739. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9739

Issue

Section

Health Sciences