Evaluation of proteins in menu of a private company in relation to that recommended by the worker's food program

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9765

Keywords:

Qualitative Evaluacion; PAT; Company; Nutrition.

Abstract

The food offered by a company's Food and Nutrition service is extremely important in ensuring the quality of life and productivity of the worker. The objective of this work was to analyze the quality of the menus offered by a UAN (Food and Nutrition Unit) of a company during 30 consecutive days. The PAT (Workers' Food Program) was created as a parameter, which was created with the objective of promoting the health of the employee through their food. The parameters analyzed were calories offered, menu combinations, Npu and Ndpal and Ndpal%. To find out if they were adequate, lunch that was served self-service was analyzed, with only the protein option, juices and desserts. It was concluded that the calories offered on all days were above the recommended and the Ndpal% values ​​slightly above half of the analyzed days were adequate. This suggests that the menu offered by a UAN may, instead of promoting the health of the employee, may worsen causing an increase in weight and consequently chronic non-communicable diseases.

References

Akutsu, R. de C. Botelho, R. A. Camargo, E. B. Sávio, K. E. O. & Araújo, W. C. A (2005) ficha técnica de preparação como instrumento de qualidade na produção de refeições. Revista de Nutrição, 18(2), 277-279.

Amorim, M., Junqueira, R. G., & Jokl, L (2005). Adequação nutricional do almoço self-service de uma empresa de santa luzia, MG. Revista de Nutrição, 18(1), 145-156.

Coughlan, A (2004). Employee absenteeism: A Guide to Managing Absence. IBEC Research andInformation Service, September.

Cozzolino, S. M. F (2016). Biodisponibilidade de Nutrientes. (5a ed.), São Paulo: Manole.

Chu, C., Breucker, G., Harris, N. Stitzel, A., Gan, X., Gu, X. & Dwyer, S (2000). Health-promoting workplaces—international settings development. Health Promotion International, 15(2), 155-167.

Do que é feita a gelatina (2020): Recuperado de htpps://www.sobiologia.com. br/conteúdos/jornal/noticia3.1.php

Fitzgerald, S., Kirby, A., Murphy, A., & Geoney F. (2016). Obesity, diet quality and absenteeism in a working population. Revista Public Health Nutrition, 19(18), 3287-3295.

Geraldo, J. M., & Geraldo, R. De C. G. (2008) Papel da Dieta na Prevenção e no Controle da Inflamação Crônica. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 52(6), 951-967.

Ghisland, Â., Alvez, F. S., Bortolatto, J., Sachet, J., Dutra, J. S., Rosso, L. D. & Osellame, V. M. (2008) Adequação dos cardápios da empresa ‘‘x’’ em relação aos novos parâmetros nutricionais do programa de alimentação do trabalhador. Monografia- Universidade do Extremo Sul Catarinense. Criciúma, Santa Catarina.

Koche, J. C. (2011). Fundamentos de metodologia científica. Petrópolis: Vozes. Recuperado de http://www.brunovivas.com/wp-content/uploads/sites/10/2018/07/K%C3%B6che-Jos%C3%A9-Carlos0D0AFundamentos-de-metodologia-cient%C3%ADfica-_-teoria-da0D0Aci%C3%AAncia-e-inicia%C3%A7%C3%A3o-%C3%A0-pesquisa.pdf

Lagemann, M. D., & Fassina, P. (2015) Avaliação da composição nutricional de refeições oferecidas em uma unidade de alimentação e nutrição. Caderno pedagógico, 12(1), 36-45.

Leite, L. D., Rocha, E. D. De M. & Neto, J. B. (2009) Obesidade: uma doença inflamatória. Revista Ciência & Saúde, Porto Alegre, 2(2), 85-95.

Li, J., Armstrong, C. L. H. & Campbell, W. W. (2016) Effects of dietary Protein Source and Quantity during Weight Loss on Appetite, Energy Expenditure, and Cardio-Metabolic Responses. Nutrientes, 8(2), 63.

Ludke, M., & Andre, M. E. D. A. (2013). Pesquisas em educação: uma abordagem qualitativa. São Paulo: E.P.U. E.

Manzano, G. P. P. (2007). Aspectos Sensoriais e Físico-Químicos de Iogurtes de Soja com Espessantes/Estabilizantes à Base de Fécula de Inhame. Dissertação (Pós-Graduação em Alimentos e Nutrição) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho” - São Paulo, Brasil.

Mattos, P. (2008). Avaliação da adequação do almoço de uma unidade de alimentação e nutrição (uan) ao programa de alimentação do trabalhador (pat) -Monografia- Centro Universitário de Volta Redonda. Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brasil.

Menegazzo, M., Fracalossi, K., Fernandes, A. C. & Medeiros, N. I. (2011) Avaliação qualitativa das preparações do cardápio de centros de educação infantil. Revista de Nutrição, 24(2), 243-251.

Ministério da Saúde (2014). Guia Alimentar para a população Brasileira. (2a ed.), Brasília, DF, Brasil.

Ministério da Saúde (2011). Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – Taco. (4a ed.) Campinas-Sp, Brasil.

Ministério da Saúde (2005). Legislação em Saúde: Caderno de Legislação em Saúde do Trabalhador. (2a ed.) Brasília, DF, Brasil.

Ministério do Trabalho (2020). Cartilha de programa de alimentação do trabalhador (pat). Recuperado de https://www.banpara.b.br/media/234858/cartilha_pat_programa_de_a limenta_ao_do_trabalhador.pdf

Ministério do Trabalho. Portaria n°101, de 12 de novembro de 2004. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, 18 de novembro de 2004. Seção 1, p. 17 Recuperado de https://w ww.diariodasleis.com.br/legislacao/federal/71300-divulga-o-relaturio-de-avaliauuo-do-programa-de-alimentauuo-do-trabalhador-pat.html.

Nutall, F. Q., & Gannon, M. C. (2004) Metabolic response of people with type 2 diabetes to a high protein diet. Revista Biomed Central – Nutrition & Metabolism, 1(6), 1-7.

Organização Mundial da Saúde (OMS, 2008-2011). Action Plan for the Global Strategy for the Prevention and Control of Noncommunicable Diseases. Recuperado de https://www.who.int/nmh/publications/9789241597418/en/ .

Pelletier, B., Boles, M. & Lynch, W. (2004) Change in Health Risks and Work Productivity Over Time. Joem, 46(7), 746-754.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J. & Shitsuka, R. (2018) Metodologia da pesquisa cientifica. [ebook]. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de htpps://www.ufsm.c om.br/app.uploads/sites/358/2019/02/Metodologia-Da-pesquisa-Cientifica_final.pdf

Pereira, A. de L., Formiga, W. A. M. & Coelho, A. M. M. (2020) Avaliação de calorias e macronutrientes dos cardápios de um restaurante universitário de uma instituição de ensino federal – Journal of Medicine and Health Promotion, 5(2), 59-69.

Phillipi, S. T (2002). Tabela de composição de alimentos: suporte para decisão nutricional. (2a ed.), São Paulo: Coronário.

Savio, K. E. O., Costa, T. H. M. & Miazaki, E & Schimitiz, B. De A. S. (2005) Avaliação do almoço servido a participantes do programa de alimentação do trabalhador. Revista Saúde Pública, 39(2), 148-155.

Souza, F. A., Silva, R. C. De O. & Fernandes, (2009) C. E. Avaliação nutricional de cardápios em unidades de alimentação e nutrição: adequação ao programa de alimentação do trabalhador. Veredas Favip – Revista Eletrônica de Ciências, 2(1e 2).

Sichieri, R., Coitinho, D. C., Monteiro, J. B. & Coutinho, W. F. (2000) Recomendações de Alimentação e Nutrição Saudável para a População Brasileira. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 44(3), 227-232.

Vanil, M, Southier, N., Novello, D. & Francisschetti, (2007) V. A. Adequação nutricional do almoço de uma unidade de alimentação e nutrição de Guarapuava. Revista Salus, 1(1), 31-38.

Veiros M. B., & Proença R. P. C. (2003) Avaliação Qualitativa das preparações do cardápio de uma unidade de alimentação e nutrição. Revista Nutrição em Pauta, 11(62), 36-42.

Veloso, I. S., & Santana, V. S. (2002) Impacto nutricional do programa de alimentação do trabalhador no Brasil. Revista Panam Salud Publica, 11(1), 24-31.

Published

13/11/2020

How to Cite

Hernandes, L. S. ., & Nascimento, K. de O. do . (2020). Evaluation of proteins in menu of a private company in relation to that recommended by the worker’s food program. Research, Society and Development, 9(11), e2519119765. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9765

Issue

Section

Health Sciences