Meanings of medical education: view of former students of a public university

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9841

Keywords:

Medical education; Unified Health System; Humanization of care.

Abstract

Introduction: one of the challenges for institutions with graduation in medicine is to structure the medical education based on the National Curriculum Guidelines established in 2014. Another aspect to be considered is the satisfaction of former students with the education received which may interfere on professional autonomy and self-confidence. Objective: to know the meaning of received education in the view of doctors graduated from a Federal University in Southern Brazil. Method: this is a qualitative, exploratory-descriptive research conducted with 51 graduates through a self-administered online questionnaire with 26 questions. The findings were analyzed using Bardin's Content Analysis. Results: the categories representing the meanings of received education, in the view of the graduates, were: humanization in their graduation, related to teachers and humanized care for patient; satisfaction with quality of teaching, giving security and trust through knowledge to perform the profession. The underlined weaknesses were insufficiently content, excessive demands, and teaching fragmentation. Conclusions: medical education in the view of former students was full of meanings embracing all the exercise of profession. It is necessary that managements of medical schools consider the students' view to qualify the received education.

References

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. Editora Almedina.

Belfor, J. A., Sena, I. S., Silva, D. K. B., Lopes, B. R. S., Junior, M. K. & Santos B. E. F. (2018). Competências pedagógicas docentes sob a percepção de alunos de medicina de universidade da Amazônia brasileira. Ciênc. saúde coletiva, 23(1), 73-82.

Belmonte, D. S. A., Ramos, T., Mendes, R. L. P., Rosa, F., Iglesias, R. G., & Carlos, A. (2019). Um estudo sobre uma amizade como estratégia pedagógica: o que é dado por estudantes de medicina. Revista Cuidado é Fundame Online, 1(3), 803-810.

Bobato, S. T., Stock, C. M., & Pinotti, L. K. (2016). Formação, Inserção e Atuação Profissional na Perspectiva dos Egressos de um Curso de Psicologia. Psicol. Ensino & Form., 7(2), 18-33.

Brasil. (2014). Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina.

Carvalho, L. R. S., Lopes, L. R., Carvalho, A. L., Junior, W. J. P., & Galo, J. M. (2019). Avaliação da satisfação acadêmica, expectativa de futuro e motivação acadêmica em estudantes de graduação do Instituto Federal de Rondônia Campus Ariquemes. South American Development Society Journal, 5(14), 36-52.

Castro, F. S., Cardoso, A. M., & Penna, K. G. B. D. (2019). As diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação da área da saúde abordam as políticas públicas e o sistema único de saúde? Revista Brasileira Militar De Ciências, 5(12).

Costa, R. R. O., Medeiros, S. M., Coutinho, V. R. D., Mazzo, A., & Araújo, M. S. (2020). Satisfaction and self-confidence in the learning of nursing students: Randomized clinical trial. Escola Anna Nery, 24(1), e20190094.

Ferreira, I. G., Carreira, L. B., Botelho, N. M., & Souza, L. E. A. (2016). Atividades extracurriculares e formação médica: diversidade e flexibilidade curricular. Interdisciplinary Journal of Health Education., 1(2), 114-24.

Ferreira, C. A. S., Fernandez, R., & Anes, E. M. G. J. (2017). Satisfacción profesional de los enfermeros en unidades hospitalarias del norte de Portugal. Rev. Enf. Ref., 1(15), 109-20.

Ferreira, M. J. M., Ribeiro, K. G., Almeida, M. M., Sousa, M. S., Ribeiro, M. T. A. M., Machado, M. M. T., & Kerr, L. R. F. S. (2019). New National Curricular Guidelines of medical courses: opportunities to resignify education. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 23(Suppl.1), e170920.

Junior, M. K., Sena, I., Lopes, B., Belfor, J., Silva, D., & Santos, B. (2016). Percepções de estudantes de medicina sobre competências pedagógicas no contexto da Aprendizagem Baseada em Problemas de universidade da Amazônia brasileira. ATAS., 1(1), 260-269.

Leal, D. P., Salgado, R. D., & Mello, R. B. D. (2017). Os estudantes do curso de medicina e os aspectos emocionais envolvidos nesse processo. Revista Interdisciplinar Pensamento Cientí., 3(2).

Marques, S. C., Bandeira, L. L. B., Anjos, I. L. P. B., Macedo, T. L. S., Rebello, D. M., et al. (2019). A prática da humanização da relação médico paciente nos alunos de primeiro período de medicina da Universidade Severino Sombra: a visão do calouro que se tornou monitor - um relato de experiência. Revista Pró-UniverSUS, 10(2), 28-31.

Maués, C. R., Barreto, B. A. P., Portella, M. B., Matos, H. J. & Santos, J. C. C. (2018). Formação e Atuação Profissional de Médicos Egressos de uma Instituição Privada do Pará: Perfil e Conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais. Revista Brasileira de Educação Médica, 42(3), 129-145.

Medeiros, L. M. O. P. & Batista, S. H. S. S. (2016). Humanização na formação e no trabalho em saúde: uma análise da literatura. Trabalho, Educação e Saúde, 14(3), 925-51.

Meira, M. D. D., Oliveira, G. S., Sila, M. C. H., & Kurcgantet, P. (2018). Avaliação por Egressos Como Indicador de Qualidade do Processo de Formação na Graduação. Revista de Ciências Gerais., 22(35), 68-74.

Nilson, L. G., Maeyama, M. A., Kaminagakura, F. G., Souza, T. C., & Dolny, L. L. (2018). Acolhimento na percepção de estudantes de medicina. Revista APS, 21(1), 6-20.

Pereira, G. A., Stadler, A. M. U., & Uchimura, K. Y. (2018). O Olhar do Estudante de Medicina sobre o Sistema Único de Saúde: a Influência de Sua Formação. Revista Brasileira de Educação Médica, 42(3), 57-66.

Pereira, A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa cientifica. [e-book]. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM.

Petrarca, F. R. (2017). De Coronéis a Bacharéis: reestruturação das elites e medicina em Sergipe (1840-1900). Revista Brasileira de História, 37(74), 89-112.

Porto, A. M. S., & Soares, A. B. (2017). Diferenças entre expectativas e adaptação acadêmica de universitários de diversas áreas do conhecimento. Aná. Psicológica., 35(1), 13-24.

Reisdoefer, D. N., Teixeira, E. M. M., & Ramos, M. G. (2017). A influência da relação professor-estudante na aprendizagem discente: percepções de professores de Ciências e Matemática. Revista Exitus, 7(3), 64-87.

Ribeiro, M. M. F, Melo, J. D. C., & Rocha, A. M. C. (2019). Avaliação da Demanda Preliminar de Atendimento Dirigida pelo Aluno ao Núcleo de Apoio Psicopedagógico ao Estudante da Faculdade de Medicina (Napem) da Universidade Federal de Minas Gerais. Revista Brasileira de Educação Médica, 43(1), 91-97.

Santos, F. S., Maia, C. R. G., Faedo, F. C., Gomes, G. P. C., Nunes, E. M. & Oliveira, M. V. M. (2017). Estresse em Estudantes de Cursos Preparatórios e de Graduação em Medicina. Rev. bras. educ. med, 41(2), 194-200.

Senger, M. H., Campos, M. C. G., Servidoni, M. F. C. P., Passeri, S. M. R. R., Velho, P. E. N. F., et al. (2018). Trajetória profissional de egressos do curso de Medicina da Universidade de Campinas (Unicamp), São Paulo, Brasil: o olhar do ex-aluno na avaliação do programa. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 22(Suppl. 1), 1443-1455.

Soares, A. L. B. R., Rocha, C. B. A., Vieira, D. S., Crahim, L. F., Martins, M. L. & Côrtes, P. P. R. (2019). A importância das ligas acadêmicas no processo de integração e acolhimento do ingressante no curso de medicina: Relato de experiência. Revista Pró-UniverSUS, 10(1).

Sorte, E. M. S. B., Silva, J. N. F., Santos, C. G., Pinho, P. D. C., Nascimento, J. E. & Reis, C. (2020). Análise da Percepção de Acadêmicos sobre o Ensino de Urgência e Emergência em Curso Médico. Rev. bras. educ. med., 44(3).

Tavares, M. F. L., Rocha, R. M. B., Cléria, M. L., Petersen, C. B., & Andrade, M. (2016). A promoção da saúde no ensino profissional: desafios na Saúde e a necessidade de alcançar outros setores. Ciência & Saúde Coletiva, 21(6), 1799-1808.

Tores, A. C. S. (2016). Formação médica para a APS: percepções de egressos da UFC. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

Published

20/11/2020

How to Cite

Marques, V. de A., Cecagno, D., Tavares, A. do R. ., Porto, A. R. ., Biana, C. B. ., & Palheta, A. M. da S. . (2020). Meanings of medical education: view of former students of a public university. Research, Society and Development, 9(11), e4399119841. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9841

Issue

Section

Health Sciences