The use of antibiotics and their relationship with multidrug-resistant bacteria in hospitals

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9852

Keywords:

Antibiotics; Multidrug-resistant bacteria; Hospital infection.

Abstract

The use of antibiotics in clinical prescription has contributed greatly to the treatment of in-hospital patients, fighting bacterial infections. Despite this great contribution, another concern arises, which is the generation of bacterial resistance. This bacterial resistance to antibiotics is currently a public health issue, with worldwide prominence. The objective of the research was to verify in the Brazilian scientific literature, the risks of the use of antibiotics in the development of multi-resistant bacteria in the hospital environment. For this, a bibliographic search of a descriptive nature was carried out, carried out in the main databases such as Scielo, google scholar, pub med. The bibliographic survey showed that bacterial resistance currently represents a serious health problem and requires constant epidemiological surveillance. Socio-educational measures, in order to promote the rational use of these drugs, must be implemented, especially in the hospital environment, where this practice is even more worrying. It is necessary to highlight the important role of health professionals in the control of nosocomial infection, and the indiscriminate use of antibiotics in the development of multidrug-resistant strains.

Author Biography

Evaldo Hipólito de Oliveira, Universidade Federal do Piauí

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (1990), graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal da Paraíba (1991), graduação em Direito pela Universidade Federal do Piauí (1999), Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (2010), mestrado em Administração pela Universidade Federal da Paraíba (2002), especialização em Vigilância Sanitária e Epidemiológica (1997) e Citologia Clínica (2005). Foi Diretor do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Piauí-LACEN-PI (2003 a 2007). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal do Piauí de microbiologia clínica e imunologia clínica (1994). Tem experiência na área de Farmácia (Interdisciplinaridade), atuando principalmente nos seguintes temas: análises clínicas ( bacteriologia, virologia, imunologia, citologia e hematologia ) e Vírus Linfotrópico de Células T Humanas-1/2-HTLV-1/2, HIV, HBV e HCV (Epidemiologa, Imunologia e Análise Molecular).

References

Albuquerque, L. F. (2017). Perfil da utilização de antimicrobianos em UTI’s hospitalares de Imperatriz.19. Monografia da graduação - Farmácia da Faculdade de Imperatriz.

Cabral, L. G., de Meneses, J. P., de Carvalho Pinto, P. F., & Furtado, G. H. C. (2018). Racionalização de antimicrobianos em ambiente hospitalar. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 16(1), 59-63.

Costa, G. de S. (2019). Propostas de melhoria nas ações de cuidado ao paciente, a partir do diagnóstico de infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) em um hospital universitário de Fortaleza /139 f. : il. color. Recuperado de http://repositorio.ufc.b r/bitstream/riufc/40492/1/2019_dis_gdescosta.pdf

Cunha, E. B., et al. (2017). Aspectos relevantes da prevenção e controle de infecções hospitalares. Saber científico, Porto Velho, 6(2), 64-77.

De Souza, R. H. F. (2016). RDC 20/2011- O controle de antimicrobianos: o que podemos esperar?. Monografia de graduação em Farmácia. Universidade Rio Verde. Rio Verde – GO, Brasil.

Franco, J. M. P. L., Menezes, C. D. A., Cabral, F. R. F., & de Carvalho Mendes, R. (2015). Resistência bacteriana e o papel do farmacêutico frente ao uso irracional de antimicrobianos: Revisão Integrativa. Revista e-ciência, 3(2), 57-65.

Furtado, D. M. F.et al. (2019). Consumo de antimicrobianos e o impacto na resistência bacteriana em um hospital público do estado do Pará, Brasil, de 2012 a 2016. Rev Pan Amaz Saúde;10:e201900041.

Giroti, A. L. B. (2016). Avaliação dos programas de controle de infecção hospitalar de Campo Grande-MS. Rev Esc Enferm USP. 2018;52:e03364. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017039903364

Menegueti, M. G., et al. (2015). Avaliação dos programas de controle de infecção hospitalar em serviços de saúde .Rev Latino-Am.Enfermagem jan.-fev 23(1);p. 98-105.

Moraes, A. L., Araújo, N. G. P., & Braga, T. D. L. (2016). Automedicação: revisando a literatura sobre a resistência bacteriana aos antibióticos. Revista Eletrônica Estácio Saúde, 5(1), 122-132.

Nascimento, T. P. D., & Oliveira, A. A. B. D. (2016). Aspectos de sensibilidade a antimicrobianos em infecções hospitalares por S. aureus: revisão. Monografia de graduação em Biomedicina. Centro Universitário São Lucas. Porto Velho – RO, Brasil.

Nunes, G. F. (2010). Resistência bacteriana no âmbito hospitalar : uma revisão. Monografia de graduação em Farmácia. Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande – PB, Brasil.

Paim, R. S. P., et al. (2014). Estratégias para a prevenção da resistência bacteriana: contribuições para a segurança do paciente. Revcuid;5(2),757-64.

Pereira, A. S., et al. (2018). Metodologia da pesquisa cientifica. [e-book]. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/201 9/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf.

Reginato, F. Z. (2015). O uso de microbiano e o papel do farmacêutico no combate à resistencia bacteriana. Monografia de especialização Lato Sensu. Santa Maria – RS, Brasil.

Santos, N. Q. (2004). A resistência Bacteriana no Contexto da Infecção Hospitalar. Texto Contexto Enferm., 13, 64-70.

Santos, S. O. D., Rocca, S. M. L., & Hörner, R. (2016). Colistin resistance in non-fermenting Gram-negative bacilli in a university hospital. Brazilian Journal of Infectious Diseases, 20(6), 649-650.

Serafin, M. B., Bottega, A., Foletto, V. S., Rosa, T. F. D., Rampelotto, R. F., Carvalho, F. A., & Hörner, R. (2020). Synergistic effect of sertraline and disulfiram against multidrug resistant bacteria as a new alternative to drug repositioning. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, 56, e18089. https://doi.org/10.1590/s2175-97902019000418089

Published

11/11/2020

How to Cite

Brito, C. B. S. de ., Correia, K. G. ., Bezerra, J. L. ., Sousa, J. C. de ., Andrade, S. M. de ., Cunha, M. A. ., Taminato, R. L., & Oliveira, E. H. de . (2020). The use of antibiotics and their relationship with multidrug-resistant bacteria in hospitals. Research, Society and Development, 9(11), e2129119852. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9852

Issue

Section

Health Sciences