Social management in the third sector and its effects on human development: a case study in a Civil Society Organization (CSO) that operates in the state of Rio Grande do Sul / Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11918

Keywords:

Civil society organization; Social management; Third sector; Human development; Covid-19.

Abstract

This article is based in a study of case that craves to analyze which are the impacts in human development, promoted by an Organization of Civil Society – OCS that acts supporting people who are in oncologic treatment in the State of Rio Grande do Sul, as well as, expatiates about the adaptions that were needed to give continuity to the services in Covid-19’s function. It is known that nowadays the Tertiary Sector appears as an option to fill the blanks that the governments leave behind, once that they cannot solve all the social issues. Thus, it is necessary, that voluntary actions, through the OCSs or through other cantles of the tertiary sector sum efforts to make a transformative result in people's life, ensuring this way, that the people can have access to their rights, putting them in an inclusion space and empowerment, specially about health questions. About the methodologic process, this research was constructed from qualitative nature, explanatory and descriptive, where it was accompanied for about two and a half years the daily life inside the OCS. The study found the importance of this entity in people's life, once it was noticed how much this support was positive for these families assisted, making them stronger and providing cherish facing the oncologic treatment.

Author Biographies

Taciana Angélica Moraes Ribas, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Desenvolvimento Regional pelo PPGDR/UNIJUÍ e integrante do Grupo Interdisciplinar de Estudos em Gestão e Políticas Públicas, Desenvolvimento, Comunicação e Cidadania – GPDeC. Bolsista Prosuc/Capes. Mestre em Desenvolvimento pelo PPGDR/UNIJUÍ. Graduada em Gestão Pública pela UNIJUI.

Josiane Dilor Brugnera Ghidorsi, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Desenvolvimento Regional pelo PPGDR/UNIJUÍ. Mestre em Desenvolvimento Regional com ênfase em Políticas Públicas (2008) e Especialista em Direito Processual Civil (2003) ambos pela UNIJUÍ. Docente da Graduação e Pós-Graduação do Centro Universitário UNIFACVEST.

Sérgio Luís Allebrandt, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq; Professor Titular e Coordenador do PPGDR/UNIJUÍ; Líder do Grupo Interdisciplinar de Estudos em Gestão e Políticas Públicas, Desenvolvimento, Comunicação e Cidadania (GPDeC); Doutor em Desenvolvimento Regional pelo PPGDR/UNISC (2010); Mestre em Administração pela EBAPE/FGV (2001).

Romualdo Kohler , Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Doutor em Administração pela Universidad Nacional de Misiones – UNAM. Mestre Desenvolvimento Regional pela Universidade de Santa Cruz Do Sul/UNISC. Professor Titular no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional/PPGDR/UNIJUÍ.

Kátia Michele Maroski, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Bacharel em Direito pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente é Técnico Administrativo da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul no PPGDR.

References

Allebrandt, S. L. (2012). Estado, administração pública e gestão social. In Siedenberg, D. R. (ORG.). Desenvolvimento sob Múltiplos Olhares. Ijuí: Unijuí, 139-186.

Allebrandt, S. L. (2012a). Espaços públicos e processos deliberativos: categorias e indicadores para monitoramento e análise. In: Bedin, G. A. (org). Cidadania, direitos humanos e equidade. Ijuí: Unijuí. 2012a, 153-195. Coleção direito, política e cidadania.

Alves, M. A. (2002, setembro). Terceiro Setor: as origens do conceito. Anais do XXVI Encontro da Associação Nacional de Programas de Pós-graduação em Administração (EnANPAD), Salvador, BA, Brasil.

Atlas Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/o_atlas/desenvolvimento_humano/.

Bordin, E. M. B (2009). A gestão social no contexto das organizações da sociedade civil: desafios para efetivação da Cidadania. 2009. 215f. Dissertação (Mestre). Curso de Serviço Social, PUC, Porto Alegre.

Carvalho, M. C. B. (2001, fevereiro). Introdução à Temática da Gestão Social. Revista Gestão de Projetos Sociais. Coleção Sociais Gestores Sociais. (3a ed.), 13-18.

Carvalho, M. C. B. (1998) Sociedade Civil, Estado e Terceiro Setor. Revista São Paulo em Perspectiva, 12(4), 83 - 91.

Cabral, E. H. S (2008). A Gestão Social do Terceiro Setor e suas Dualidades. Revista Administração em Diálogo, 11(2), 21-34.

Cabral, E. H. S (2007). Terceiro Setor: gestão e controle social. Saraiva.

Cançado, A. C (2012). Para uma análise da participação e da democracia: cidadania e desenvolvimento local: critérios de análise – elementos teóricos e empíricos. Revista Desenvolvimento em Questão, ano 10(21), 259-266.

Cançado, A. C. (2011). Fundamentos teóricos da gestão social. 246 f. Tese (Doutorado em Administração, área de concentração em gestão social, ambiente e desenvolvimento) – Universidade Federal de Lavras.

Cançado, A. C., Tenório, F. G., & Pereira, J. R. (2011). Gestão social: reflexões teóricas e conceituais. Cadernos EBAPE.BR, 9(3), 681–703.

Cazumbá, N. (2018). Terceiro Setor: conceitos e responsabilidades. Curitba: Nossa Causa. E-book. https://nossacausa.com/ebook-conceitos-e-responsabilidades-no-terceiro-setor/.

Chaplin, R. L. (2017, Janeiro). O Estado, o terceiro setor e o mercado: uma tríade complexa. https://silo.tips/download/o-estado-o-terceiro-setor-e-o-mercado-uma-triade-complexa-3.

Costa, A. L., & Rosa, S. T (2003). Análise comparativa da eficiência e eficácia de gestão entre organizações do terceiro setor e organizações governamentais: um estudo de casos múltiplos nos serviços de educação infantil. Anais do XXVII Encontro da Associação Nacional de Programas de Pós-graduação em Administração (EnANPAD), Atibaia, SP, Brasil.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. (3a ed.), Artmed.

Da Silva, K. V., Neto, L. M., Pacheco, A. S. V. (2012), A gestão social como alternativa gerencial em organizações do terceiro setor: um estudo de caso. Atos do Congresso Responsabilidade e Reciprocidade, 1(1), 172-180.

Dowbor, L (1999). Gestão social e transformação da sociedade. Novembro, 1999. http://dowbor.org/8_gestaosocial.asp>.

Dutra, P. H., Santos, C. M., Dias, C. A., & Higuchi, A. K (2020). A estratégia de desenvolvimento local pela atuação em rede do poder público com as organizações da sociedade civil: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 9(6), e120962681. 10.33448/rsd-v9i6.2681. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/2681.

Fernandes, R.C (1997). O que é o Terceiro Setor? Paz e terra.

Fernandes, R. C. (1994). Privado Porém Público: O terceiro Setor na América Latina. (2a ed.), Relume - Dumaré.

França Filho, G. C. (2003, junho). Gestão Social: Um Conceito em Construção. In: IX Colóquio Internacional Sobre Poder Local - II Colóquio Internacional El Análisis De Las Organizaciones Y La Gestión Estratégica: Perspectivas Latinas. Salvador, BA, Brasil.

Fonseca, J. J. S (2002). Metodologia da pesquisa científica. Apostila.

Gil, A.C (2008). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisas. Atlas.

Godoi, C. K., Bandeira-de-Mello, R., & Silva, A. B. de. (Orgs.) (2006). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: Saraiva.

IPEA. Mapa das Organizações da Sociedade Civil. https://mapaosc.ipea.gov.br/.

IPEA (2008). Desafios do desenvolvimento. https://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&view=article&id=2144:catid=28&Itemid=23.

Levitt, T. (1973). Third sector - nem tacties for a responsive society. Havard University, EUA.

Maranho, N. A. (2019, junho). Desenvolvimento Humano: Conceito na Psicanálise. Psicanálise Clínica. Com. https://www.psicanaliseclinica.com/desenvolvimento-humano/.

Mello, T. (2020, fevereiro). A Psicologia no Desenvolvimento Humano para as pessoas que estão em tratamento oncológico. Entrevista concedida aos autores para a elaboração deste artigo. Ijuí, RS, Brasil.

Minayo, M. C. S. (Org.), (2001). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Vozes.

Oncoguia (2017). Câncer tem cura? http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cancer-tem-cura/81/1/.

Parceiros Voluntários (2017). Gestão sustentável e o marco regulatório das organizações da sociedade civil: o que precisamos saber sobre o MROSC.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM, NTE. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pessoa, M. R. (2015). Regulamentação Jurídica do Terceiro Setor. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) – Claretiano Faculdade, Rio Claro.

PNUD (2018). Human Development Indices and Indicators. https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/library/idh/relatorios-de-desenvolvimento-humano/relatorio-do-desenvolvimento-humano-2018.html.

PNUD (2000). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/idh0/conceitos/o-que-e-desenvolvimento-humano.html.

Ribas, T. A. M., Metogbe, M., Allebrandt, S. L., Brum, A. L., Brizolla, M. M. B., Fistarol, R. K., & Maroski, K. M. (2020, dezembro). Dinâmicas das organizações em rede no terceiro setor na perspectiva dos atores sociais que atuam em uma rede social no município de Ijuí – Rio Grande do Sul/Brasil. Research, Society and Development, 9(12), e29391211053. 10.33448/rsd-v9i12.11053. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11053.

Ribas, T. A. M. (2017). Controle social do desenvolvimento regional à luz da gestão social no âmbito do Corede Missões. Ijuí. 168f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento) – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Unijuí, Ijuí.

Santos, C. C. dos, Dias, D. R., Domingues, H., & Cotta, D. M (2019). Planejamento estratégico em Organizações Não Governamentais: o caso da Atlimarjom. Research, Society and Development, 8(5), e3985761, 2019. 10.33448/rsd-v8i5.761. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/761.

Silva, A. A. da (2004). A gestão da seguridade social brasileira: entre a política pública e o mercado. Cortez.

Stake, R. E. (2011). Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Penso.

Tenório, G. F. (2008). Um espectro ronda o terceiro setor: o espectro do mercado. Unijuí.

Tenório, G. F. (1998). Gestão social: uma perspectiva conceitual. Revista de Administração Pública. 32(5):7-23.

Triviños, A. N. S (1987). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. Atlas.

Yin, R. K (2005). Estudo de Caso: planejamento e métodos. Bookman.

Published

25/01/2021

How to Cite

RIBAS, T. A. M.; GHIDORSI, J. D. B. .; ALLEBRANDT, S. L.; KOHLER , R.; MAROSKI, K. M. Social management in the third sector and its effects on human development: a case study in a Civil Society Organization (CSO) that operates in the state of Rio Grande do Sul / Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e48610111918, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11918. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11918. Acesso em: 1 mar. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences