Aging and meaning of life from the perspective of Viktor E. Frankl

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.10068

Keywords:

Meaning of life; Covid-19; Human development; Motivation; Pandemic.

Abstract

This article aims to point out and discuss the representation and social significance attributed to the last phase of human development, namely old age, to revise its concepts based on the thought of Viktor Frankl under the theoretical bias of Logotherapy and Existential Analysis, punctuating and problematizing the ethics that govern contemporary society, based on the will to meaning that is the motivational action of existence. The theoretical foundations of Logotherapy and Frankl's existential analysis were used in this work, through bibliographic survey, seeking contributions to the theme of this article. For mental health of the elderly it is crucial not to stop living what Frankl suggests that the person never is, but always becomes. A being that is never finished, but while he is living, he has a task or a mission to be accomplished, until the last breath. Live with courage every moment of life.

References

Aquino, T. A. A. (2013). Logoterapia e análise existencial: uma introdução ao pensamento de Viktor Frankl. São Paulo: Editora Paulus.

Beckert, M., Irigaray, T., Quarti, & Trentini, C. M. (2012). Qualidade de vida, cognição e desempenho nas funções executivas de idosos. Estudos de Psicologia (Campinas), 29(2), 155-162. https://doi.org/10.1590/S0103-166X201200020000.

Dubois-Dumée, J-P. (2019). Envelhecer sem ficar velho. A aventura espiritual. São Paulo: Paulinas.

Espíndula, J. A. G., Ferreira, N. N. (2017). Saúde e Sentido de Vida: As Vivências do Envelhecer. Revista da Associação Brasileira de Logoterapia e Análise Existencial. 6(1), 37-52. https://doi.org/10.22478/ufpb.2316-9923.2017v6n1.32130.

Fizzote, E. (1997). Conquista da liberdade: proposta da logoterapia de Viktor Frankl. São Paulo: Editora Paulus.

Frankl, V. E. (1991). Em Busca de Sentido: um psicólogo no campo de concentração. Petrópolis: Vozes.

Frankl, V.E. (1992). A presença Ignorada de Deus. Editora Sinodal, Editora Vozes.

Frankl, V. E. (2015). O sofrimento de uma vida sem sentido. São Paulo: Ed. É Realizações.

Frankl, V. E. (2019). A psicoterapia na prática. Petrópolis: Vozes.

Freitas, M. L. S. (2018). Pedagogia do sentido. Contribuições de Viktor Frankl para a educação. Ribeirão Preto: IECVF.

Goldfarb, D. C. (1998). Corpo, tempo e envelhecimento. São Paulo : Casa do Psicólogo.

Griffa, M. C, Moreno, J. E. (2017). Chaves para a Psicologia do Desenvolvimento, tomo 2: adolescência, vida adulta, velhice. Reimpressão. São Paulo: Paulinas.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). Idosos indicam caminhos para uma melhor idade. Recuperado de https://censo2021.ibge.gov.br/2012-agencia-de noticias/noticias/24036-idosos-indicam-caminhos-para-uma-melhor-idade.html.

Ivic, S. (2013). O Direito dos idosos na União Europeia. Revista de Ciências Sociais, 56, 1, 185-205. http://dx.doi.org/10.1590/S0011-52582013000100008.

Jesus, L. M. (2018). Qual é o sentido? reflexões sobre o sentido da vida a partir de Viktor Frankl. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Koche, J. C. (2011). Fundamentos de metodologia científica. Petrópolis: Vozes. Recuperado de http://www.brunovivas.com/wp-content/uploads/sites/10/2018/07/K%C3%B6che-Jos%C3%A9-Carlos0D0AFundamentos-de-metodologia-cient%C3%ADfica-_-teoria-da0D0Aci%C3%AAncia-e-inicia%C3%A7%C3%A3o-%C3%A0-pesquisa.pdf

Lewis, C. S. (2017). Ética para viver melhor: diferentes atitudes para agir corretamente. São Paulo: Planeta.

Medeiros, A. Y. B. V., Pereira, E. R., Silva, R. M. C. R. A., Dias, F. A. (2020). Fases psicológicas e sentido da vida em tempos de isolamento social por pandemia COVID-19 uma reflexão a luz de Viktor Frankl. Research, Society and Development 9, 5. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i5.3131.

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) (2020). Recuperado de HTTPS://www.paho.org/pt/covid19.

Oliveira. N. R. (2018). Entre a pressa e a pausa: sentidos para o lazer e o ócio. Natal: Offser Editora.

Pereira, A. S. et al (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358 /2019/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf

Pereira, I. S. (2009). A ética do sentido da vida na logoterapia de Viktor Frankl. 2009. 125f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE).

Pereira, I. S. (2017). O Pensamento Político de Viktor E. Frankl. Revista Logos e Existência, 6 (2), 125-136. https://periodicos.ufpb.br/index.php/le/article/view/32363/22508.

Pintos, C. G. (1999). A Logoterapia em contos: o livro como recurso terapêutico. (2a ed.). São Paulo: Editora Paulus.

Pintos, C. G. (2017). O mar me contou. A logoterapia aplicada ao dia a dia. São Paulo: Editora Cidade Nova.

Rogers, C. R. (2020). Um Jeito de Ser. São Paulo: E.P.U., 2020.

Published

18/11/2020

How to Cite

Silva, F. L. H. da ., Assis , M. D. de ., Durand, T. P. ., Santos, E. N. M. ., Honorato, M. C. M. ., & Pontes, A. de M. . (2020). Aging and meaning of life from the perspective of Viktor E. Frankl. Research, Society and Development, 9(11), e38591110068. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.10068

Issue

Section

Human and Social Sciences