The role of community health worker in disseminating information about the main cancers of interest in basic care

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11556

Keywords:

Medical Oncology; Community Health Workers; Primary health care.

Abstract

This work aims to evaluate the previous knowledge of community health workers (CHW) working in Belém-Pará on the main types of cancer in primary care (PC). For this, a cross-sectional, descriptive study was carried out, in which 66 CHW participated, from six family health units in the administrative district of Guamá. In order to assess knowledge, a questionnaire was applied with objective questions addressing the axes: socioeconomic and demographic of the participants; previous knowledge about the pathophysiology of cancer; prevention and risk factors of major cancers in PC and levels of organization of Oncology Care. Among the results, it was found that most respondents knew the pathophysiology, as well as the correct definition of metastasis (87.88%). Regarding the cancer prevention aspect, 95.45% indicated measures or risk factors that are related to the development of the disease. However, few distinguished the levels of specialized care in oncology and their duties; as well as the periodicity and age group involved in screening for breast cancer (27.27%) and cervix (30.30%), that is, only a minority claimed to know the proper conduct for screening breast and cervix cancer according to the Ministry of Health. In addition, having a family member with cancer was statistically relevant as to the number of correct statements (p <0.05). It is concluded that, possibly, there are deficiencies in the knowledge of CHW on this theme, with a higher percentage of correct answers in those who had relatives affected with some type of cancer.

References

Almeida B. (2013). O papel do agente comunitário de saúde no câncer de colo de útero [Monografia]. Uberaba (MG): Universidade Federal de Alfenas.

Amaral, A. F., Araújo, E. S., Magalhães, J. C., Silveira, E. A. D., Tavares, S. B. D. N. & Amaral, R. G. (2014). Impacto da capacitação dos profissionais de saúde sobre o rastreamento do câncer do colo do útero em unidades básicas de saúde. Rev Bras Ginecol Obstet, 36(4):182-7.

American Cancer Society. 01 de setembro 2019. Cancer Facts & Figures 2019. Atlanta: American Cancer Society.: https://azskincancerinstitute.org/sites/default/files/acs_facts_and_figures.pdf

Araújo, E. T. H., Almeida, C. A. P. L., Sá, G. G. M. & Moura, L. K. B. (2017). Produção científica da formação e atuação do agente comunitário de saúde sobre hanseníase e tuberculose. Rev Pre Infec e Saúde, 3(4), 46-56.

Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012, 1-110.

Brasil. Portaria n. º 2.436, de 21 de setembro de 2017.Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União 2017, 21 set.

Brito, L. M. (2016). O agente comunitário de saúde na prevenção do câncer: ressignificando o papel deste trabalhador. Revista Espaço Ciência & Saúde, 4(1), 1-15.

Dantas, A. S., Moura, S. G., Albuquerque, K. F., Gerônimo, V. S., Andrade, J. H. & Dantas, M. S. (2018). Representações sociais de agentes comunitários de saúde acerca do câncer de próstata. Revista de pesquisa Cuidado é fundamental online, 10 (1), 145-152.

Ferreira, M. L. S. M. & Dupas, G. (2016). Repercussão do diagnóstico do câncer de mama no contexto familiar. Revista Brasileira de Pesquisa em Saúde/Brazilian Journal of Health Research, 18(4), 84-92.

Gomes, A. F. (2011). O papel do Agente Comunitário de Saúde na prevenção e detecção precoce do câncer de colo de útero [Monografia]. Campos Gerais (MG): Universidade Federal de Minas Gerais.

Gomes, C. R. G., Izidoro, L. C. R., & da Mata, L. R. F (2015). Fatores de risco para o câncer de próstata e aspectos motivacionais e dificultadores na realização de práticas preventivas. Investigación Y Educación En Enfermería, 33 (3). https://revistas.udea.edu.co/index.php/iee/article/view/24449.

Hanahan, D. & Weinberg, R. A. (2011). Hallmarks of cancer: the next generation. Cell, 144(5), 646-674.

Instituto Nacional De Câncer [homepage na internet]. Câncer de Próstata. https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-prostata/profissional-de-saude.

Instituto Nacional De Câncer INCA. (2019). Onde Tratar Pelo Sus. https://www.inca.gov.br/onde-tratar-pelo-sus/para.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva INCA. Rio de Janeiro, 2019. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. p. 120.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva INCA. (2020). ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. (6a ed.), rev. atualizada, p.13.

Manoel, A. L., Rodrigues, A. B., Piva, E. Z., Warpechowski, T. P. & Schuelter-Trevisol F. (2017). Avaliação do conhecimento sobre o vírus do papiloma humano (HPV) e sua vacinação entre agentes comunitários de saúde na cidade de Tubarão, Santa Catarina, em 2014. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 26(2),. 399-404.

Mattos, K., Blomer, T. H., Campos, A. C. B. F & Silvério, M. R. (2016). Estratégias de enfrentamento do câncer adotadas por familiares de indivíduos em tratamento oncológico. Revista Psicologia e Saúde.

Ministério da Saúde. Portaria nº 140, de 27 de fevereiro de 2014. Redefine critérios e parâmetros para organização, planejamento, monitoramento, controle e avaliação dos estabelecimentos de saúde habilitados na atenção especializada em oncologia e define as condições estruturais, de funcionamento e de recursos humanos para a habilitação destes estabelecimentos no âmbito do SUS. Diário oficial da União, 2014.

Pereira, A., Shitsuka, D., Parreira, F., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Núcleo de Tecnologia Educacional NTE. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Prolla, C. M. D., Silva, P. S., Netto, C. B. O., Goldim, J. R. & Ashton-Prolla, P. (2015). Conhecimento sobre câncer de mama e câncer de mama hereditário entre enfermeiras de um hospital público. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 23 (1), 90-97. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0185.2529.

Rodrigues, B. C., Carneiro, A. C. M. O., Silva, T. L., Solá, A. C. N., Manzi, N. M., Schechtman, N. P., Magalhães, H. L. G. O. & Dytz, J. L. G. (2012). Educação em Saúde para a Prevenção do Câncer Cérvico-uterino. Rev Bras Educ Med, 36 (1), 149-14.

Santos, A. C. S. & da Silva Varela, C. D. (2016). Prevenção do câncer de colo uterino: motivos que influenciam a não realização do exame de Papanicolaou. Revista Enfermagem Contemporânea, 4(2).

Silva, A. B., Rodrigues, M. P., Oliveira, A. P. & Melo, R. H. V. (2017). Prevenção do câncer cervicouterino: uma ação realizada pelos enfermeiros da estratégia saúde da família? Revista Ciência Plural, 3 (2), 99-114.

Silva, A. R. S., Alves, E. R. P., Barros, M. B. S. C., Bushatsky, M., Souto, C. M. M. R. & Figueira Filho, A. S. S. (2011). Educação em saúde para detecção precoce do câncer de mama. Rev. RENE, 12, 952-959.

Silva, P. A. & Riul, S. S. (2011). Câncer de mama: fatores de risco e detecção precoce. Revista Brasileira de Enfermagem, 64(6), 1016-1021. https://doi.org/10.1590/S0034-71672011000600005.

Stormo, A.R., Moura, L. & Saraiya, M. (2014). Cervical Cancer-Related Knowledge, Attitudes, and Practices of Health Professionals Working in Brazil’s Network of Primary Care Units. The Oncologist, 19, 375–382.

Vogelstein, B., Papadopoulos, N., Velculescu, V. E., Zhou, S., Diaz, L. A. & Kinzler, K. W. (2013). Cancer genome landscapes. Science, 339(6127), 1546-1558.

World Health Organization WHO. 01 de setembro 2019. Câncer. https://www.who.int/health-topics/cancer#tab=tab_1

Published

11/01/2021

How to Cite

SILVA, A. L. M. da; SILVA, W. T. da .; TEIXEIRA, E. B.; KHAYAT, A. S. .; RODRIGUES, T. V. P.; KHAYAT, B. C. M. The role of community health worker in disseminating information about the main cancers of interest in basic care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e24810111556, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11556. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11556. Acesso em: 19 jan. 2021.

Issue

Section

Health Sciences