From tradition to technique: perspectives and realities of felling and burning agriculture in Amazon

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11799

Keywords:

Burnings; Agriculture; Amazon; Family farming.

Abstract

The felling and burning system is still practiced in the Amazon, contributing to environmental destruction. The objective was to present the perspectives and realities of slash and burn agriculture in the Amazon, as well as their relations involved. A bibliographic survey was used to carry out the study. Farmers persist in this system, as it is low cost and easy to adopt, due to the low fertility of most soils in the Amazon region, the high cost of fertilizers and correctives. The main current focuses of burning in the Amazon are associated with agriculture, especially on a family scale. The fires practiced cause damage to the environment, fauna and flora. This system, proves to be unsustainable still present in the agricultural environment, mainly in family farming in the Northern region of Brazil, an aggravating factor for the local fauna and flora.

References

Alves, L. M. (2009). Sistemas Agroflorestais (SAF’s) na restauração de ambientes degradados. Programa de Pós-graduação em Ecologia Aplicada ao Manejo e Conservação de Recursos Naturais, UFJF, Juiz de Fora.

Alves, R., & Modesto Junior, M. D. S. (2020). Roça sem fogo: da tradição das queimadas à agricultura sustentável na Amazônia. Embrapa Amazônia Oriental-Livro técnico (INFOTECA-E). http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1119432

Carvalho, O. M. D., Neto, J. M. D. S., Carvalho, E. M. D., & Pereira, S. A. (2008). A Nova Economia Institucional–N Ei E Os Sistemas Agroflorestais–Saf’S: Um Estudo Com Duas Organizações Agroflorestais Na Região Amazônica (No. 1349-2016-107258).

Costa, C. D., Figueiredo, R. D. O., & Santos, I. D. O. (2011). Influência do uso da terra no Nordeste Paraense sobre indicadores físico-químicos de qualidade da água do escoamento superficial no solo. In Embrapa Meio Ambiente-Artigo em anais de congresso (ALICE). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 19, 2011, Maceió. Anais... Maceió: Associação Brasileira de Recursos Hídricos, 2011. 15p..

Costa, C.F.G. (2011). Hidrogeoquímica do escoamento superficial em solos de uma mesobacia no nordeste paraense. (Dissertação Mestrado em Ciências Florestais). Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém. http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/56718/1/2011TS09.pdf

da Costa, C. F., Figueiredo, R. D. O., Oliveira, F. D. A., & Santos, I. P. D. O. (2013). Escoamento superficial em Latossolo Amarelo distrófico típico sob diferentes agroecossistemas no nordeste paraense. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17(2), 162-169. 10.1590/S1415-43662013000200007.

de Oliveira Silva, A. K., & de Barros Silva, H. P. (2015). O processo de desertificação e seus impactos sobre os recursos naturais e sociais no município de Cabrobó–Pernambuco–Brasil. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, 8(1), 203-215. DOI: http://dx.doi.org.10.18468/pracs.

Denich, M., Kanashiro, M., & Vlek, P. L. G. (1999). The potential and dynamics of carbon sequestration in traditional and modified fallow systems of the Eastern Amazon region, Brazil (pp. 213-229). CRC Press: Boca Raton, FL, USA. 10.1201/9780203753187-11.

Dias, G. F. (2009). Queimadas e incêndios florestais cenários e desafios: subsídio para a educação ambiental. Brasília: IBAMA, 2.

Fearnside, P. M. (1997). Limiting factors for development of agriculture and ranching in Brazilian Amazonia. 57(40):531-549.

Ferreira, M., & de Oliveira, L. C. (2001). Potencial produtivo e implicações para o manejo de capoeiras em áreas de agricultura tradicional no nordeste paraense. Embrapa Amazônia Oriental-Comunicado Técnico (INFOTECA-E). http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/403377

Freitas, J. D. L. (2008). Sistemas agroflorestais e sua utilização como instrumento de uso da terra: o caso dos pequenos agricultores da ilha de Santana, Amapá, Brasil. 2008. 247f (Tese de doutorado). Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém.

da Luz Freitas, J., dos Santos, E. S., Lima, R. B., & de Lima Silva, T. (2013). Comparação e análise de sistemas de uso da terra de agricultores familiares na Amazônia. Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota), 3(1), 100-108. http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n1p100-108.

Gliessman, S. R. (2001). Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. Ed. da Univ. Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS. 653.

EM, I. A. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis IBAMA. https://www.mma.gov.br/component/k2/item/11586-ibama-instituto-brasileiro-do-meio-ambiente-e-dos-recursos-naturais-renovaveis

Kato, O. R., Kato, M. D. S. A., Vielhauer, K., Block, A., & Jesus, C. D. (2003). Cultivo do milho em sistema de corte e trituração da capoeira na região nordeste do Pará-efeito da época do preparo de área. Embrapa Amazônia Oriental.

Kato, O., Kato, M. D. S., Sá, T. D. A., & Figueiredo, R. (2004). Plantio direto na capoeira. Embrapa Amazônia Oriental-Artigo em periódico indexado (ALICE).

Kato, O. R., Kato, M. D. S., de Carvalho, C. J. R., Figueiredo, R. D. O., Camarão, A. P., & Sá, T. D. A. (2007). Plantio direto na capoeira: uma alternativa com base no manejo de recursos naturais. Embrapa Amazônia Oriental-Capítulo em livro científico (ALICE)

Mackensen, J., Holscher, D., Kllnge, R. & Folter, H., (1996). Nutrient transfer to the atmosphere by burning of debris in eastern Amazonia. Forest Ecology and Management, 86(1-3): 121 -128. DOI: https://doi.org/10.1016/S0378-1127(96)03790-5

Marcolan, A. L., Locatelli, M. & Fernandes, S. R., (2009). Atributos químicos e físicos de um Latossolo e rendimento de milho em diferentes sistemas de manejo da capoeira: 1-6. Embrapa (Comunicado Técnico 352), Porto Velho – RO.

Mattos, L., Brondízio, E. S., Romeiro, A., & Orair, R. (2010). Agricultura de pequena escala e suas implicações na transição agroecológica da Amazônia brasileira. Amazônica, 2 (2): 264-292. http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v2i2.399.

Melo, A. C. G. & Durigan, G. (2010). Impacto do fogo e dinâmica da regeneração da comunidade vegetal em borda de Floresta Estacional Semidecidual. Revista brasileira de Botânica, 33 (1): 37-50. https://doi.org/10.1590/S0100-84042010000100005.

Ministério do Meio Ambiente. Agricultura Sustentável- MMA. (2000). https://www.mma.gov.br/informma/item/3045-governo-estimula-agriculturasustentavel-na-amazonia

Nair, P.K.R, (1993). An introduction to agroforestry. Kluwer Academic Press. The Netherlands. 449p.

Oliveira, J. S. R., Kato, O. R., Oliveira, T. F., Queiróz, J. & Cardoso, R. (2007) Agricultura familiar e safs: produção com conservação na Amazônia Oriental, nordeste paraense. In: congresso brasileiro de sistemas de produção. Agricultura familiar, políticas públicas e inclusão social. 2007. Anais.Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical.

Rego, A. K. C., & Kato, O. R. (2018). Agricultura de corte e queima e alternativas agroecológicas na Amazônia. Novos Cadernos NAEA, Belém, 20 (3), ISSN 2179-7536. http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v20i3.3482

Sá, T. D. A., Kato, O. R., Carvalho, C. J. R. & Figueiredo, R. O., (2007). Queimar ou não queimar? De como produzir na Amazônia sem queimar. São Paulo: Revista USP: 72:90-97. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i72p90-97

Sampaio, C. A., Kato, O. R. & Silva, D.N., (2008). Sistema de corte e trituração da capoeira sem queima como alternativa de uso da terra, rumo a sustentabilidade florestal no Nordeste paraense. Revista Gestão Social e Ambiental. 2:41-53, https://doi.org/10.24857/rgsa.v2i1

Santos, I. A., Brienza junior, S. & Alegre, J., (2007). Agricultura sem fogo na Amazônia Oriental: formiga como indicador agroecológico: 53-56. Embrapa Amazônia Oriental (Artigo em periódico indexado), São Paulo.

Santos, J. C, (2008). Sustentabilidade socioeconômica e ambiental de sistemas de uso da terra da agricultura familiar no estado do Acre. 1-182. Tese (Doutorado em Economia Aplicada) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

Silva, J. M. N., Carreiras, J. M.B., Rosa, I. & Pereira, J. M. C. (2011). Greenhouse gas emissions from shifting cultivation in the tropics, including uncertainty and sensitivity analysis. Journal of Geophysical Research, 116 (3): 1-21. https://doi.org/10.1029/2011JD016056.

Sollins, P., Spycher, G & Gliessman, C.A, (1984). Net nitrogens mineration from lightand heavy-fraction forest soil organic matter. Soil Biology and Biochemistry 16 (1): 31-37. https://doi.org/10.1016/0038-0717(84)90122-6.

Sousa, S. G. A., Araujo, M. I., & Wandelli, E. V. (2015). Saberes tradicionais dos povos ama¬zônicos no Contexto do processo de transição agroecológica. Revista

AmbientalMente Sustentable (AMS). 2(20), 1696 – 1717. 10.17979/ams.2015.2.20.1694.

Thomaz, E. L. (2013). Slash-and-burn agriculture: Establishing scenarios of runoff and soil loss for a five-year cycle. Agriculture, Ecosystems and Environment, 168 (3). 10.1016/j.agee.2013.01.008.

Published

17/01/2021

How to Cite

SILVA, A. O. da .; SILVA, A. O. da; SANTOS, D. C. R. .; ROSÁRIO, I. C. B. do .; BARATA, H. da S. .; RAIOL, L. L. . From tradition to technique: perspectives and realities of felling and burning agriculture in Amazon. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e38310111799, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11799. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11799. Acesso em: 20 apr. 2021.

Issue

Section

Review Article