Mastectomy as a prevention for breast cancer

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11854

Keywords:

Breast cancer; Mastectomy; Positive factors; Negative factors.

Abstract

The discovery of the possibility of predicting the development of breast cancer has possible, so a woman can perform a genetic test and fi nd out what her probability of developing breast cancer, however, the discovery of the probability does not mean mastectomy is indicated. In this regard, the work aims to clarify what breast cancer is, how it develops, which genes are involved in the neoplastic process and what forms of prevention, as well as explaining what is mastectomy and what are its types, addressing the positives and negatives for the lives of patients who undergo such surgery. It is a descriptive narrative research with a qualitative approach, of literary analysis through the databases: virtual libraries (SciELO - Scientifi c Electronic Library Online (http // www.scielo.org / index.php); LILACS (Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences); VHL - Virtual Health Library (http // www.base. Bvs.br/index.php); reference books; reliable websites. There was no year restriction for selected publications that involved the studied topic.Conclusion: Like other breast cancer prevention methods, mastectomy is a measure that has its positive and negative points, but in short it is an effective preventive measure, but more studies are needed to solidify the practices of this method as prevention.

References

Amendola, L. C. B. (2005). Vieira, R. A contribuição dos genes BRCA na predisposição hereditária ao câncer de mama. Revista Brasileira de Cancerologia; 51(4), 325-330

Barata, R. B. (2009). Como e porque as desigualdades sociais fazem mal à saúde. Fiocruz.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. (2013). Departamento de Atenção Básica. Controle dos cânceres do colo do útero e da mama / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. (2a ed.), Editora do Ministério da Saúde.

D’ávila, K., Vargas, L., Machado, L., Sousa, L., Saffer, P., Alexandre, C., Castro, E. C., (2000). Câncer de Mama, Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, Departamento de Genética e Evolução, Disciplina de Genética Porto Alegre.

Figueiredo, N. M. A., Moreira, M. C., Machado, Wiliam, C. A., Santos, I., Camargo, T. C., Braune, M. (2010). O Corpo Sadio que adoece por câncer: um “caranguejo” no corpo in Viana, D. L., Leão, E. R., & Figueiredo, N., M. A., (Organizadores) –Yendis Editora.

Gomes, R., Skaba, M. M. V. F., Vieira, R. J. S. (2002). Reinventando a vida: proposta para uma abordagem sócio-antropológica do câncer de mama feminina. Cad Saúde Pública;18(1),197-204.

Inca. Instituto Nacional De Câncer. (2011). Coordenação Geral de Ações Estratégicas. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil, Inca. 118.

Leite, F. M. C., Bubach, S., Amorim, M. H. C., Castro, D. S., & Primo, C. C. (2012). Mulheres com Diagnóstico de Câncer de Mama em Tratamento com Tamoxifeno: Perfil Sociodemográfico e Clínico. Revista Brasileira de Cancerologia. 57(1), 15-21.

Machado, M. X., Soares, D. A. S., & Oliveira, S. B. (2017). Significados do câncer de mama para mulheres no contexto do tratamento quimioterápico. Physis Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 27(3), 433-451.

Monteiro, A. (2011). O dilema da decisão de Mastectomia Bilateral como prevenção lógicas do Câncer de Mama: aspectos éticos e bioéticos. Revista - Centro Universitário São Camilo -;5(4), 443-450.

Robbins, V., & Cotran, K. (2010). Bases patológicas das doenças/ Vinay Kumar [et al]; tradução de Patrícia dias Fernandes [et al]. Rio de janeiro: Elsevier.

Sant’anna, D. B. (2001). Corpos de passagem: ensaios sobre a subjetividade contemporânea. Estação Liberdade.

Silva, A. G. (2010). A parteira de Monte Azul. JM Gráfica e Editora Ltda,

Silva, S. É. D., et al. (2010). Representações sociais de mulheres mastectomizadas e suas implicações para o autocuidado. Rev. bras. Enferm. Brasília, 63(5), 727-734.

Silver, L. M. (2001). De volta ao éden. Tradução Dinah de Abreu Azevedo. Mercuryo.

Vieira, C. P., Lopes, M. H. B. M., Shimo, A. K. (2007). Sentimentos e experiências na vida das mulheres com câncer de mama. RevEscEnferm USP; 41(2), 311-6.

Published

11/01/2021

How to Cite

ANDRADE, W. B. de .; GUERRA, M. de F. S. de S. .; ARAUJO , A. M. B. .; SOUZA, J. P. de .; PORTO, M. de J. .; NASCIMENTO, M. B. .; SANTANA, W. N. B. de .; SANTOS, G. P. .; SANTANA, A. F. de .; SILVA, S. R. S. . Mastectomy as a prevention for breast cancer. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e26610111854, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11854. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11854. Acesso em: 18 jan. 2021.

Issue

Section

Health Sciences