The evaluation of the self-efficacy of nursing mothers in breastfeeding for nursing care

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11908

Keywords:

Breastfeeding; Child health; Women's health; Self efficacy; Nursing.

Abstract

Objectives: Identify the self-efficacy of nursing mothers regarding breastfeeding. Method: Quantitative descriptive study with 30 women breastfeeding in the mountainous region of Rio de Janeiro. Data collection took place between February 2018 and June 2019 and the Breastfeeding Self-Efficacy Scale was used, a scale based on the opinion criterion (Likert) that specifies the level of agreement in an affirmative. For each item, points were scored from 1 to 5: 1 = strongly disagree, 2 = disagree, 3 = sometimes agree, 4 = agree, 5 = strongly agree and domains with an average score of less than four were discussed. Study approved by the Research Ethics Committee of the Anna Nery School, opinion No. 2,630,264 / 2018. Results: 60% (18) of the women had low self-efficacy to breastfeed. In relation to the technical domain, the nursing mothers demonstrated difficulty in catching, controlling pain, performing the act in public places and adapting to the needs of the mother / baby and in the interpersonal domain, insecurity regarding the family support network and low concentration in the baby during feedings. The prevalence of exclusive breastfeeding was 30%. Conclusion: Knowledge of low self-efficacy items allows early detection of maternal weaknesses with regard to breastfeeding and consequently facilitates the promotion of exclusive breastfeeding for longer.

References

Barbosa, G. E. F., Silva, V. B. D., Pereira, J. M., Soares, M. S., Medeiros Filho, R. D. A., Pereira, L. B., & Caldeira, A. P. (2017). Dificuldades iniciais com a técnica da amamentação e fatores associados a problemas com a mama em puérperas. Revista Paulista de Pediatria, 35(3), 265-272.

Brasil. (2015). Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Ministério da Saúde.

Chagas, C. D. O. D. (2019). A influência da autoeficácia sobre os desfechos do aleitamento materno: revisão integrativa.

Conde, R. G., Guimarães, C. M. D. S., Gomes-Sponholz, F. A., Oriá, M. O. B., & Monteiro, J. C. D. S. (2017). Autoeficácia na amamentação e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. Acta Paulista de Enfermagem, 30(4), 383-389.

Costa, S., Fettermann, F. A., de Azevedo, L. D. S., de Freitas, H. M. B., Bordignon, J. S., & da Silveira Donaduzzi, D. S. (2019). A prática do aleitamento materno na percepção de mulheres primigestas. Vivências, 15(29), 289-310.

Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (2020). ENANI 2019: Resultados preliminares – Indicadores de aleitamento materno no Brasil.

Fernandes, E. T. B. S., Nascimento, E. R. D., Ferreira, S. L., Coelho, E. D. A. C., Silva, L. R. D., & Pereira, C. O. D. J. (2018). Prevenção do câncer do colo uterino de quilombolas à luz da teoria de Leininger. Revista Gaúcha de Enfermagem, 39.

Gouvea, M. P., & Castro, A. (2019). Ser mãe é tudo! Estereótipos relativos ao papel de mãe. Anais da Jornada Acadêmica de Psicologia, 1.

Hernandes, T. A., Fujinami, A. N., Raimundo, E. C., Cardoso, C. P., Higa, E. D. F. R., & Lazarini, C. A. (2017). Significado e dificuldades da amamentação: representação social das mães. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, 6(4), 247-257.

Lima C.M., Sousa L. B., Costa E. C., Santos M. P., Cavalcanti M. C e S. L., & Maciel N. D. S. (2019). Auto eficácia na amamentação exclusiva: avaliação dos domínios técnica e pensamentos intrapessoais em puérperas. Enfermagem em Foco,10(3), 9–14.

Lima, A. P. C., da Silva Nascimento, D., & Martins, M. M. F. (2018). A prática do aleitamento materno e os fatores que levam ao desmame precoce: uma revisão integrativa. Journal of Health & Biological Sciences, 6(2), 189-196.

Nunes, B. S., Gubert, M. B., & Bortolini, G. A. (2019). As recomendações oficiais sobre amamentação e alimentação complementar são acessíveis e conhecidas pelos profissionais de saúde brasileiros?. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, 14, 43327.

Oriá, M. O. B., & Ximenes, L. B. (2010). Traducción y adaptación cultural de la Breastfeeding Self-Efficacy Scale para el portugués. Acta Paulista de Enfermagem, 23(2), 230-238.

Primo, C. C., Mocelin, H. J. S., Zavarize, T. B., Lima, E. D. F. A., Lima, R. O. D., & Brandão, M. A. G. (2019). A percepção da mulher sobre os espaços para amamentar: suporte na teoria interativa de amamentação. REME rev. min. enferm, e-1261.

Santos, A. A., Resende, M. A., Maia, G. P., de Jesus Carvalho, N. C., & Júnior, A. D. P. F. (2020). O papel do enfermeiro na prevenção do desmame precoce. Revista Eletrônica Acervo Enfermagem, 2, e2232-e2232.

Santos, L. M. D. D., Rocha, R. S., Chaves, A. F. L., Dodou, H. D., Castelo, A. R. P., Feitoza, S. R., & Oriá, M. O. B. (2016). Application and Validation of Breastfeeding Self-Efficacy Scale–Short Form (BSES-SF) in Adolescent Mothers.

Silva, I. E., de Araújo, W. F., Rodrigues, W. S., & de Andrade Aoyama, E. (2020). A importância do enfermeiro no aleitamento materno exclusivo para a evolução da criança. Revista Brasileira Interdisciplinar de Saúde, 2(1).

Silva, R. M. M., Caldeira, S., Toninato, A. P. C., França, A. F. O., Pimenta, R. A. F., & Zilly, A. (2019). Promoção do aleitamento materno: práticas de médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 9.

Siqueira, S. M. C., dos Santos, A. P. R., & dos Santos, G. A. (2017). Ações desencadeadas pelo enfermeiro para promoção do aleitamento materno e prevenção do desmame precoce. Revista Brasileira de Saúde Funcional, 1(1), 56-56.

Souza, C. O. N. D., Ruchdeschel, T., Resende, F. Z., Leite, F. M. C., Brandão, M. A. G., & Primo, C. C. (2018). Escala interativa de amamentação: proposição baseada na teoria de médio alcance de enfermagem. Escola Anna Nery, 22(3).

Souza, M. L. B., Santos, T. P., Alves, O. M., Leite, F. M. C., Lima, E. D. F. A., & Caniçali Primo, C. (2020). Avaliação da autoeficácia na amamentação de puérperas. Enferm. foco (Brasília), 153-157.

Tavares, M. C., dos Santos Aires, J., Dodt, R. C. M., Joventino, E. S., Oriá, M. O. B., & Ximenes, L. B. (2010). Aplicação da Breastfeeding Self-Efficacy Scale-Short Form a puérperas em alojamento conjunto: um estudo descritivo. Online Brazilian Journal of Nursing, 9(1).

World Health Organization. (2019). Increasing commitment to breastfeeding through funding and improved policies and programmes: Global breastfeeding scorecard 2019.

Published

28/01/2021

How to Cite

GUERRA, B. C. de O.; SILVA, L. R. da; CHRISTOFFEL, M. M. .; MONNERAT, I. da C.; SILVA , L. J. da .; TEIXEIRA, S. V. B. .; SANTOS, I. M. M. dos; ZUZARTE, J. dos S. .; ESTRELA, A. C. G. dos S. . The evaluation of the self-efficacy of nursing mothers in breastfeeding for nursing care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e52110111908, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11908. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11908. Acesso em: 28 feb. 2021.

Issue

Section

Health Sciences