Epidemiological aspects of tuberculosis in the City of Caxias, in the State of Maranhão

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13284

Keywords:

Prevalence; Epidemiology; Nursing.

Abstract

Tuberculosis (TB) is an infectious and endemic infectious disease, caused by Mycobacterium tuberculosis, reaching almost all organs and tissues of the human body. This study aimed to describe the epidemiological aspects of tuberculosis in the city of Caxias in the state of Maranhão in the period 2015-2019. This is a documentary, descriptive, retrospective study, with a quantitative approach to the data, carried out from 2015 to 2019, using data from the Ministry of Health's Notifiable Diseases Information System (SINAN). This study evaluated 325 cases of TB in the mentioned period. It can be observed that there was a prevalence of TB cases in males (67.7%), in which there was a predominance of the age group of 20 to 39 years (33.5%). Regarding race, there was a statistically significant prevalence of brown skin (70.8%), in which most individuals had low education. With regard to prevalence, 2016 had the highest rates (23.7%). The predominant clinical form of the disease was pulmonary (91.4%), in which almost all were new cases (82.8%). In view of the problems encountered, it is clear that TB remains a major public health problem. It is necessary that more actions aimed at combating pathology be put into practice and that governments see the extent of the problem. It is considered that more studies should be carried out in this line of investigation, in order to prove the need to search for new ways to approach the theme, aiming to decrease the number of cases.

Author Biographies

Rogério Cruz Mendes, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Wenderson Costa da Silva, Univerisdade Estadual do Maranhão

Univerisdade Estadual do Maranhão, Brasil 

Chrisllayne Oliveira da Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Alanna Nunes Soares, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Karine Costa Melo, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Deusilene dos Santos Anjos, Centro Universitário Planalto do Distrito Federal

Centro universitário planalto do Distrito Federal, Brasil

Ianeska Bárbara Ribeiro do Nascimento, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Linccon Fricks Hernandes, Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória

Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, Brasil

Layse Siqueira Costa Miranda, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Brunna Matos Sousa, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Lia Marinho da Silva Queiroz, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Lorena da Conceição Sousa Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Kaio Germano Sousa da Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Rodrigo de Lima Souza, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Lucas Sousa Guimarães, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

Ludmylla Lima da Conceição, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão, Brasil

References

Abreu, R. G., Rolim, L. S., Sousa, A. I. A., & Oliveira, M. R. F. (2020). Tuberculose e diabetes: associação com características sociodemográficas e de diagnóstico e tratamento. Brasil, 2007-2011. Rev. bras. Epidemiol, 23, 01-13.

Almeida, A. A., Barros, H. J. M., Silva, T. C., Medeiros, R. L. S. F. M., Nascimento, M. M. P., & Temoteo, R. C. A. (2015). Perfil clínico-epidemiológico de casos de tuberculose. Rev enferm UFPE on line, 9(9), 1007-1017.

Barioto, J. G., & Anversa, L. (2015). Perfil epidemiológico dos casos de tuberculose notificados no município de Bauru, estado de São Paulo, Brasil. BEPA, 12(134), 01-11.

Barros, P. G., Pinto, M. L., Silva, T. C., Silva, E. L., & Figueiredo, T. M. R. M. (2014). Perfil Epidemiológico dos casos de Tuberculose Extrapulmonar em um município do estado da Paraíba, 2001–2010. Cad. Saúde Colet., 22(4), 343-350.

Bertolozzi, M. R., Takahashi, R. F., Hino, P., Litvoc, M., & França, F. O. S. (2014). O controle da tuberculose: um desafio para a saúde pública. Rev Med, 93(2), 83-89.

Brasil. (2019). Manual de Recomendações para o Controle da Tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. (2011). Tratamento diretamente observado (TDO) da tuberculose na atenção básica: protocolo de enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde.

Carvalho, A. C. C., Cardoso, C. A. A., Martire, T. M., Migliori, G. B., & Sant’Anna, C. C. (2018). Aspectos epidemiológicos, manifestações clínicas e prevenção da tuberculose pediátrica sob a perspectiva da Estratégia End TB. J. bras. pneumol, (44)2, 134-144.

Carvalho, F. A. F. T. (2019). Análise da distribuição espacial dos casos de tuberculose pulmonar na área insular do município de Santos/SP e a estratégia DOTS, 2006 – 2014. (Tese de Doutorado) Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde Coletiva, Universidade Católica de Santos, Santos, SP, Brasil.

Carvalho, L. O. R., Duarte, F. R., Menezes, A. H. N., & Souza, T. E. S. (2019). Metodologia científica: teoria e aplicação na educação a distância: Petrolina-PE: Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Chaves, E. C., Carneiro, I. C. R. S., Santos, M. I. P. O., Sarges, N. A., & Neves, E. O. S. (2017). Aspectos epidemiológicos, clínicos e evolutivos da tuberculose em idosos de um hospital universitário em Belém, Pará. Rev. bras. geriatr. Gerontol, 20(1), 45-55.

Costa, R. H. F., Silva, H. R., Matos, R. P. S., & Silva, Y. A. (2020). Estudo epidemiológico das variáveis sociodemográficas dos casos notificados de tuberculose no estado do Piauí. Research, Society and Development, 9(4), 1-11.

Deus Filho, A., & Carvalho, I. M. S. (2018). Epidemiological profile of patients with tuberculosis in a teresina-pi university hospital. Jornal de Ciências da Saúde do Hospital Universitário da UFPI, 1(1), 51-60.

Ferreira Neto, P. T. P., Oliveira, V. G., & Pimenta, F. P. (2020). Novas tecnologias para o tratamento da tuberculose: o que as patentes nos dizem. Quím. Nova, 43(7), 998-1009.

Fontes, G. J. F., Silva, T. G., Sousa, J. C. M., Feitosa, A. N. A., Silva, M. L., Bezerra, A. L. D., & Assis, E. V. (2019). Perfil epidemiológico da tuberculose no Brasil no período de 2012 a 2016. Rev. Bra. Edu. Saúde, 9(1), 19-26.

Fregona, G., Cosme, L. B., Moreira, C. M. M., Bussular, J. L., Dettoni, V. V., Dalcolmo, M. P., & Maciel, E. L. N. (2017). Fatores associados à tuberculose resistente no Espírito Santo, Brasil. Rev. Saúde Pública, 51(41), 1-11.

Freitas, W. M. T. M., Santos, C. C., Silva, M. M., & Rocha, G. A. (2016). Perfil clínico-epidemiológico de pacientes portadores de tuberculose atendidos em uma unidade municipal de saúde de Belém, Estado do Pará, Brasil. Revista Pan-Amazônica de saúde, 7(2).

Junges, J. R., Burille, A., & Tedesco, J. (2020). Tratamento Diretamente Observado da tuberculose: análise crítica da descentralização. Interface (Botucatu), 24, 1-13.

Magno, E. S., Saraceni, V., Souza, A. B., Magno, R. S., Saraiva, M. G. G., & Bührer-Sékula, S. (2017). Fatores associados à coinfecção tuberculose e HIV: o que apontam os dados de notificação do Estado do Amazonas, Brasil, 2001-2012. Cad. Saúde Pública, 33(5), 1-11.

Novotny, T., Hendrickson, E., Soares, E. C. C., Sereno, A. B., & Kiene, S. M. (2017). HIV/AIDS, tuberculose e tabagismo no Brasil: uma sindemia que exige intervenções integradas. Cad. Saúde Pública, 33(3), 1-4.

Oliveira, L. B., Costa, C. R. B., Queiroz, A. A. F. L. N., Araújo, T. M. E., Sousa, K. A. A., & Reis, R. K. (2018). Análise epidemiológica da coinfecção tuberculose/HIV. Cogitare Enferm, 23(1), 1-8.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM.

Pinto, P. F. P. S., Silveira, C., Rujula, M. J. P., Chiaravalloti Neto, F., & Ribeiro, M. C. S. A. (2017). Perfil epidemiológico da tuberculose no município de São Paulo de 2006 a 2013. Rev Bras Epidemiol, 20(3), 549-557.

Rabahi, M. F., Silva Júnior, J. L. R., Ferreira, A. C. G., Tannus-Silva, D. G. S., & Conde, M. B. (2017). Tratamento da tuberculose. J Bras Pneumol, 43(5), 472-486.

Santana, N. A., Fraga, I. M. N., & Moreira, T. (2019, maio). Adesão ao tratamento da tuberculose e a contribuição do enfermeiro em Sergipe. Anais do Congresso Internacional de Enfermagem, Aracaju, SE, Brasil, 2.

Santos, T. A., & Martins, M. M. F. (2018). Perfil dos casos de reingresso após abandono do tratamento da tuberculose em Salvador, Bahia, Brasil. Cad. saúde colet., 26(3), 233-240.

Silva, D. R., Muñoz-Torrico, M., Duarte, R., Galvão, T., Bonini, E. H., Arbex, F. F., & Mello, F. C. Q. (2018). Fatores de risco para tuberculose: diabetes, tabagismo, álcool e uso de outras drogas. J. bras. pneumol, 44(2), 145-152.

Silva, P. F., Moura, G. S., & Caldas, A. J. M. (2014). Fatores associados ao abandono do tratamento da tuberculose pulmonar no Maranhão, Brasil, no período de 2001 a 2010. Cad. Saúde Pública, 30(8), 1745-1754.

Silva, W. A., Soares, Y. J. A., Sampaio, J. P. S., & Chaves, T. V. S. (2017). Perfil epidemiológico dos casos notificados de tuberculose no Piauí nos anos de 2010 a 2014. R. Interd., 10(3), 31-38.

Soares, K. R. M., Nunes, E. M., Leite, K. N. Z, Soares, C. M., & Medeiros, H. R. L. (2019). Perfil epidemiológico da tuberculose no município de Patos- PB no período de 2013 a 2017. Temas em Saúde, 19(3), 460-473.

Soares, V. M., Almeida, I. N., Figueredo, L. J. A., Haddad, J. P. A., Oliveira, C. S. F., Carvalho, W. S., & Miranda, S. S. (2020). Fatores associados à tuberculose e à tuberculose multirresistente em pacientes atendidos em um hospital de referência terciária em Minas Gerais, Brasil. J. bras. pneumol, 46(2), 1-8.

Sousa, G. O., Sales, B. N., Gomes, J. G. F., & Silva, M A. (2020). Epidemiologia da tuberculose no nordeste do Brasil, 2015 – 2019. Research, Society and Development, 9(8), 1-12.

Tavares, C. M., Cunha, A. M. S., Gomes, N. M. C., Lima, A. B. A., Santos, I. M. R., Acácio, M. S., & Souza, C. D. F. (2020). Tendência e caracterização epidemiológica da tuberculose em Alagoas, 2007-2016. Cad. Saúde Colet., 28(1), 107-115.

Published

20/03/2021

How to Cite

MENDES, R. C.; SILVA, W. C. da .; SILVA, C. O. da .; SOARES, A. N.; MELO, K. C. .; ANJOS, D. dos S.; NASCIMENTO, I. B. R. do .; HERNANDES, L. F.; MIRANDA, L. S. C. .; SOUSA, B. M. .; QUEIROZ, L. M. da S.; SILVA, L. da C. S. .; SILVA, K. G. S. da .; SOUZA, R. de L.; GUIMARÃES, L. S.; CONCEIÇÃO, L. L. da. Epidemiological aspects of tuberculosis in the City of Caxias, in the State of Maranhão. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e39810313284, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13284. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13284. Acesso em: 12 apr. 2021.

Issue

Section

Review Article