Regeneration of Protium pallidum Cuatrec. in clearings originated from selective logging in the Eastern Brazilian Amazon

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13534

Keywords:

Forest dynamics; Entry and recruitment; Seedling survival; Forest increment.

Abstract

The objective of this research was to evaluate the dynamics of Protium pallidum Cuatrec. Regenerants, in clearings resulting from selective logging, nine clearings were used in this study, ranging in size from 231m2 to 748m2. Each clearing had its center determined and from the edge four strips of 10m x 50m were marked in the North, South, East and West directions. For the evaluation of natural regeneration, three plots of 2m x 2m were implanted in each strip, at distances of 0, 20 and 40m respectively. the mathematical models called Natural Regeneration Rate (TR%), Ingresso (I%) and Mortality (M%) were used. Three-way analysis of variance was performed. There was no significant difference in the TR% values as a function of distances, as well as directions and also as a function of years, however this TR% had the highest values recorded for the South direction and in the plot 40m away in the interior of the sub- grove.

References

Brokaw, N. V. L. (1985). Gap-phase regeneration in a tropical forest. Ecology, 66: 682-687. https://doi.org/10.2307/1940529.

Brokaw, N. V. L., & Scheiner, S. M. (1989). Species composition in gaps and structure of a tropical forest. Ecology, 70, 538-541. https://esajournals.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.2307/1940196

Brown, N. (1993).The implications of climate and gap microclimate for seedling growth conditions in a Bornean lowland rain forest. Journal of Tropical Ecology, 9, 153-168. 10.1017/S0266467400007136

Canham, C. D. (1989). Different responses to gaps among shadetolerant tree species. Ecology, 70, 548-550. https://doi.org/10.2307/1940200

Carneiro, F. S., Ruschel, A. R., Freitas, L. J. M., Pinheiro, K. A. O., D'arace, L. M. B., & Maestri, M. P. (2019). Resiliência do volume de madeira de espécies comerciais em diferentes áreas experimentais na Amazônia Oriental. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, 10(6), 15-31. http://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2019.006.0003

Carvalho, J. O. P. (1999). Dinâmica de florestas naturais e sua implicação para o manejo florestal. In: Simpósio Silvicultura Na Amazônia Oriental: Contribuições do Projeto EMBRAPA, Anais. Belém: EMBRAPA, 174-179. https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/394985/dinamica-de-florestas-naturais-e-sua-implicacao-para-o-manejo-florestal

Clark, D. B. (1990). The role of disturbance in the degeneration of neotropical moist forests. In: Bawa, K. B., Hadley, M. (Eds.). Reproductive ecology of tropical forest plants. Paris: UNESCO. p. 291-315.

Corrêa, B. S. & Berg, E. V. D. (2002). Estudo da dinâmica da população de xylopia brasiliensis Sprengel em relação a parâmetros populacionais e da comunidade em uma floresta de galeria em Itutinga, MG, Brasil. Revista Cerne, 8(10), 01-012. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=74408101

Denslow, J. S. (1980). Gap partitioning among tropical rainforest trees. Biotropica, 12, 47-55. https://doi.org/10.2307/2388156

Felfili, J. M. (1995). Growth, recruitment and mortality in the Gama gallery forest in central Brazil over a six-year period. Journal of Tropical Ecology, Cambridge, 11(1), 67-83. https://doi.org/10.1017/S0266467400008415

Jardim, F. C. S. Mortalidade e crescimento na floresta equatorial de terra-firme. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Série Botânica, 6(2), 222-234, 1990.

Johns, A. G. (1997). Timber production and biodiversity conservation in tropical rain forests. Cambridge University Press. p. 210. https://doi.org/10.1017/CBO9780511525827.

Malheiros, M. A. B. (2001). Caracterização do fluxo de radiação fotossinteticamente ativa, irradiância espectral e relação vermelho:vermelho extremo em clareiras da exploração florestal seletiva, em Moju-Pará, Brasil, 93f. Dissertação (Mestrado) – FCAP. Belém.

Marquis, R. J., Yung, H. J. & Braker, H. E. (1986). The influence of undertory vegetation cover on germination and seedlings establishment in a tropical lawland wet forest. Biotropica. 18(4): 273-278. https://doi.org/10.2307/2388569.

Mendonça, A. C. A. (2003). Caracterização e simulação dos processos dinâmicos de uma área de floresta tropical de terra firme utilizando matrizes de transição. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba – PR. https://hdl.handle.net/1884/2507

Mesquita, R. C. G. (1998). O impacto da remoção do dossel de uma mata secundária no crescimento de duas espécies de interesse econômico da Amazônia. In: Gascon, C. & Montinho, P. Floresta Amazônica: Dinâmica, Regeneração e Manejo. Manaus. 261-274.

Mory, A. M., Jardim, F. C. S. (2001). Comportamento de Eschweilera odora (Popp.) Miers (Matamata-branco) em diferentes níveis de desbaste por anelamento. Revista de Ciências Agrárias, Belém, (36), 29-53, https://cepnor.ufra.edu.br/index.php?journal=ajaes& page=article&op=view&path%5B%5D=1985&path%5B%5D=606

Mory A. M. (2000). Comportamento de espécies arbóreas em diferentes níveis de desbaste por anelamento. 100f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – FCAP, Belém.

Nappo, M. E., Griffith, J. J., Martins, S. V., Marco Júnior, P., Souza, A. L., & Oliveira Filho, A. T. (2005). Dinâmica da estrutura diamétrica da regeneração natural de espécies arbóreas e arbustivas no sub-bosque de povoamento puro de mimosa scabrella bentham, em área minerada, em poços de caldas, MG. Revista Árvore, Viçosa-MG, 29(1), 35-46. https://doi.org/10.1590/S0100-67622005000100005

Nascimento, Z. P. D. (2003). Dinâmica da população de Lecythis idatimon Aublet em floresta tropical de terra-firme explorada seletivamente. 66f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém.

Nemer, T. C. (2003). Dinâmica da população de Eschweilera odora (Popp.) Miers (Matamata-branco) em floresta tropical de terra firme manejada, Moju – Pará – Brasil. 76f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém.

Pereira, L. C., Higuchi, N. & Santos, J. (2000). Taxas de mortalidade e recrutamento de espécies arbóreas em florestas manejadas e não manejadas (primárias) de terra firme da região de Manaus. In: Jornada De Iniciação Científica, Vol. 9, Anais. Manaus: INPA, p. 247-250.

Santos, P. L. (1985). Levantamento semidetalhado dos solos e avaliação da aptidão agrícola das terras para cultura de dendê e seringueira. Projeto Moju – Pará. Relatório técnico. Rio de Janeiro: Embrapa/SNLCS. 192p. https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/674758/levantamento-semidetalhado-dos-solos-e-avaliacao-da-aptidao-agricola-das-terras-do-campo-experimental-do-caldeirao-do-cpaaembrapa-iranduba-amazonas.

Serrão, D. R., Jardim, F. C. S. & Nemer, T. C. (2003). Sobrevivência de seis espécies florestais em uma área Explorada seletivamente no município de moju, Pará. Revista Cerne, Universidade Federal de Lavras, Lavras. 9(2), 153-163, https://www.researchgate.net/publication/237039520_Sobrev ivencia_de_seis_especies_florestais_em_uma_area_explorada_seletivamente_no_municipio_de_Moju_Para.

Silva, J. N. M., Carvalho, J. O. P., Lopes, J. C. A., Almeida, B. F., Costa, D. H. M., Oliveira, L. C., Vanclay, J. K., & Skovsgaard, J. P. (1999). Crescimento e produção de uma floresta tropical da Amazônia brasileira treze anos após a exploração. In: Simpósio Silvicultura Na Amazônia Oriental: Contribuições Do Projeto Embrapa, Anais. Belém: EMBRAPA. p.186-189. https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/394987/crescimento-e-producao-de-uma-florestal-tropical-da-amazonia-brasileira-treze-anos-apos-a-exploracao.

Silva, J. N. M. (1989). The behaviour of the tropical rain forest of the Brazilian Amazon after logging. England. 312 f. Thesis. Oxford University.

Vasconcelos, L. M. R. (2004). Avaliação da dinâmica populacional de Rinorea guianensis Aublet (Acariquarana) Violaceae, em uma floresta tropical primária explorada seletivamente, Moju – PA. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal Rural da Amazônia. Belém. 63f.

Vieira, G. & Hosokawa, R. T. (1989). Composição florística da vegetação da regeneração natural 1 ano após diferentes níveis de exploração de uma floresta tropical úmida. Acta Amazonica, 19, 401-413. https://doi.org/10.1590/1809-43921989191413

Vieira, G. (1995). Dynamics of the remaining plant population in gaps after logging in the Amazon. In: Malik, A. R. A., Nik, A. R., Mohamad, A., See, L. S., Hoy, A. W. H.& Choon, K. K. (Eds.). Forestry and Forest Products Research: proceeding of the third conference. Malaysia: Forest Research Institute Malaysia. p. 54-67.

Whitmore, T. C. (1991). Tropical rain forest dynamics and its implications for management. In: Gomez-Pompa A., Whitmore T.C. & Hadley M. Rain forest regeneration and management. Paris: UNESCO. 667-689.

Published

20/03/2021

How to Cite

COSTA, S. C. C. da .; JARDIM, F. C. da S. .; CARNEIRO, F. da S. .; AMORIM, M. B. .; PINHEIRO, K. A. O. . Regeneration of Protium pallidum Cuatrec. in clearings originated from selective logging in the Eastern Brazilian Amazon. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e41510313534, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13534. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13534. Acesso em: 17 apr. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences