Care process to the cardiac patient post-surgery in Primary Health Care: integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14542

Keywords:

Nursing Process; Primary Health Care; Continuity of Patient Care; Thoracic surgery.

Abstract

Chronic patients who have undergone a surgical procedure are in a period of fragility. In view of this, the nurse in Primary Health Care has an important role in the care process, as he needs to have skills to fortify the patient, helping him to face difficulties related to his disease, promoting his security and self-confidence. Being of this professional's particularity, the patient's different look, analyzing him as a biopsychosocial being. Based on this reality, the objective of this study is to highlight the scientific production about the nursing care process for post-surgical cardiac patients in Primary Health Care. This is an Integrative Literature Review, which seeks to deepen about the topic of interest, through analysis and synthesis of primary studies. The development of this study took place in five stages: formulation of the problem, literature search, data evaluation, data analysis and presentation. Regarding the results, it was found that patients affected by cardiovascular disea-ses and submitted to cardiac surgery, are subject to face several changes in their lives, involving physical, emotional and psychosocial aspects. Finally, it was noticed that through relevant assistance techniques, such as therapeutic listening, and through the nurse's different view, understanding the patient as a broad and complex being, nursing care in Primary Health Care is presented differently, resulting in a positive application to the care process of this group of patients.

Author Biographies

Jéssica da Silva Silveira, Universidade Federal do Rio Grande

Graduação em enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. (2021)

Daiani Modernel Xavier, Universidade Federal do Rio Grande

Graduada em Letras Português Espanhol/ Licenciatura Plena pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG (2004) e Especialista em Leitura e Produção de Textos (2006). Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande/FURG (2012). Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande/FURG (2014).  Doutora em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande/FURG (2016). Pós-doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande/FURG (2019).

Janice Mendieta Lima, Universidade Federal do Rio Grande

Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Rio Grande (2007). Especialização em Urgência, Emergência e Trauma pelo SEG/CELLER. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande-FURG. 

Janaína Sena-Castanheira, Universidade Federal do Rio Grande

Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Rio Grande (2002), Licenciatura em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande (2002), Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande (2004), Especialização em Saúde Pública pelo Instituto Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (2006), Aperfeiçoamento em Vigilância Sanitária pela Fiocruz (2008). Doutorado em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande (2011).

Marta Regina Cezar-Vaz, Universidade Federal do Rio Grande

Graduação em Enfermagem pela FURG (1980), Mestrado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (1989) e Doutorado em Filosofia da Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996). Pós-doutorado na University of London - London School Hygiene and Tropical Medicine (LSHTM) - Department of Public Health and Policy ? Health Services Research Unit (2007). 

References

Araújo, N. R. de, Araújo, R. A. de, & Bezerra, S. M. M. da S. (2014). Sobrepeso e repercussão da obesidade no pós-operatório de cirurgia de revascularização miocárdica. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48(2), 236-241. https://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000200006

Balduino, A. de F. A., Mantovani, M. de F., & Lacerda, M. R. (2009). O processo de cuidar de enfermagem ao portador de doença crônica cardíaca. Escola Anna Nery, 13(2), 342-351. https://doi.org/10.1590/S1414-81452009000200015

Bin, G., Costa, M. C. S., Vila, V. da S. C., Dantas, R. A. S., & Rossi, L. A. (2014). Significados de apoio social de acordo com pessoas submetidas à revascularização do miocárdio: estudo etnográfico. Revista Brasileira de Enfermagem, 67 (1), 71-77. https://dx.doi.org/10.5935/0034-7167.20140009

Borges, M. F., & Turrini, R. N. T. (2011). Readmissão em serviço de emergência: perfil de morbidade dos pacientes. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 12(3), 453-461. http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/4258/3288

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Presidência da República. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Callegaro, G. D., Koerich, C., Lanzoni, G. M. de M., Baggio, M. A., & Erdmann, A. L. (2012). Significando o processo de viver a cirurgia de revascularização miocárdica: mudanças no estilo de vida. Revista Gaúcha de Enfermagem, 33(4), 149-156. https://doi.org/10.1590/S1983-14472012000400019

Crossetti, M. da G. O. (2012). Revisão integrativa de pesquisa na enfermagem o rigor científico que lhe é exigido. Rev Gaúcha Enferm, 33(2), 8-9. https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v33n2/01.pdf

Erdmann, A. L., Meirelles, B. H. S., Lanzoni, G. M. de M., Baggio, M. A., Higashi, G. D. C., Koerich, C., Cunha, K. S. da, & Kahl, C. (2017). Paciente cardíaco revascularizado: processo de referência e contrarreferência dos serviços de saúde de Santa Catarina. Com. Ciências Saúde, 28(1), 91-95. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/periodicos/ccs_artigos/paciente_%20revasculaizado.pdf

Ferreira, S. R. S., Périco, L. A. D., & Dias, V. R. F. G. (2018). A complexidade do trabalho do enfermeiro na Atenção Básica à Saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(1), 752-757. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0471

Galter, C., Rodrigues, G. da C., & Galvão, E. C. F. (2010). A percepção do cardiopata para a vida ativa após recuperação de cirurgia cardíaca. J Health Sci Inst, 28(3), 255-258. http://repositorio.unip.br/journal-of-the-health-sciences-institute-revista-do-instituto-de-ciencias-da-saude/a-percepcao-do-paciente-cardiopata-para-vida-ativa-apos-recuperacao-de-cirurgia-cardiaca/

Kahl, C., Cunha, K. S. da, Lanzoni, G. M. de M., Higashi, G. D. C., Erdmann, A. L., & Baggio, M. A. (2018). Referência e contrarreferência: repercussões da revascularização miocárdica na perspectiva da Atenção Primária. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(5), 2359-2366. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0598

Kaufman, R., Kuschnir, M. C. C., Xavier, R. M. A., Santos, M. A., Chaves, R. B. M., Müller, R. E., Pinheiro, M. C. C. M., Ribeiro, A. L. P., & Azevedo, V. M. P. (2011). Perfil Epidemiológico na Cirurgia de Revascularização Miocárdica. Rev Bras Cardiol., 24(6), 369-376. http://www.onlineijcs.org/english/sumario/24/pdf/v24n6a05.pdf

Kirby, S. E., Dennis, S. M., Jayasinghe, U. W, & Harri, M. F. (2010) Fatores relacionados ao paciente em readmissões frequentes: a influência da condição, acesso aos serviços e escolha do paciente. BMC Health Services Research, 10 (216), 1-8. https://doi.org/10.1186/1472-6963-10-216

Koerich, C., Lanzoni, G. M. de M., Meirelles, B. H. S., Baggio, M. A., Higashi, G. D. C., & Erdmann, A. L. (2017). Perfil epidemiológico da população submetida à revascularização cardíaca e acesso ao sistema único de saúde. Cogitare Enfermagem, 22(3), 1-9. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.50836

Kossovsky, M. P., Perneger, T. V., Sarasin, F. P., Bolla, F., Borst, F., Gaspoz, J. M. (1999). Comparação entre readmissões planejadas e não planejadas para um Departamento de Medicina Interna. Journal of Clinical Epidemiology, 52(2), 151- 156. https://doi.org/10.1016/S0895-4356(98)00142-5

Lanzoni, G. M. de M., Koerich, C., Meirelles, B. H. S., Erdmann, A. L., Baggio, M. A., & Higashi, G. D. C. (2018). revascularização miocárdica: referência e contrarreferência do paciente em uma instituição hospitalar. Texto & Contexto - Enfermagem, 27(4), 1-10. https://doi.org/10.1590/0104-07072018004730016

Lima, D. W. da C., Vieira, A. N., & Silveira, L. C. (2015). A escuta terapêutica na clínica de enfermagem em saúde mental. Texto & Contexto - Enfermagem, 24 (1), 154-160. https://doi.org/10.1590/0104-07072015002450013

Ministério da Saúde. (2012). Política Nacional de Atenção Básica. Ministério da Saúde, 1(1), 9-26. http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf

Ministério da Saúde. (2017). Principais causas de morte. Departamento de análise de saúde e vigilância de doenças não transmissíveis. Secretaria de vigilância em saúde. http://svs.aids.gov.br/dantps/centrais-de-conteudos/paineis-de-monitoramento/mortalidade/gbd-brasil/principais-causas/

Ministério da Saúde. (2020). Sistema Único de Saúde (SUS): estrutura, princípios e como funciona. Governo Federal. https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z-1/s/sistema-unico-de-saude-sus-estrutura-principios-e-como-funciona

Miotello, M., Koerich, C., Lanzoni, G. M. de M., Erdmann, A. L., & Higashi, G. D. C. (2020) Atuação do enfermeiro na consolidação do cuidado longitudinal à pessoa com doença arterial coronariana. Revista de Enfermagem da UFSM, 10(49), 1-20. https://doi.org/10.5902/2179769234628

Nery, R. M., Barbisan, J. N., & Mahmud, M. I. (2007). Influência da prática da atividade física no resultado da cirurgia de revascularização miocárdica. Rev Bras Cir Cardiovasc, 22(3), 297-302. https://doi.org/10.1590/S0102-76382007000300005

Oliveira, R. M. de, Sena, Z. G. F. de, Frota, L. M. da C. P., & Oliveira, J. B. B. de. (2010). Qualidade de vida de mulheres submetidas à cirurgia de revascularização do miocárdio em um hospital público. Rev Bras Promoç Saúde (RBPS), 23(3), 237-242. https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/2022/2317#

Oliveira, E. L. de, Westphal, G. A., & Mastroeni, M. F. (2012). Características clínico-demográficas de pacientes submetidos a cirurgia de revascularização do miocárdio e sua relação com a mortalidade. Rev Bras Cir Cardiovasc, 27(1), 52-60. https://doi.org/10.5935/1678-9741.20120009

Oliveira, A. P. D. de, Cavalcante, A. M. R. Z., Carneiro, C. de S., Santos, V. B., Moorhead, S., Lopes, J. de L., & Barros, A. L. B. L. de. (2020). Educação em saúde: a eficácia das intervenções em pacientes com insuficiência cardíaca. Revista Brasileira de Enfermagem, 73(2), 1-8. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0782

Organização Pan-Americana da Saúde. (2017). Doenças cardiovasculares. https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5253:doencas-cardiovasculares&Itemid=1096

Organização Pan-Americana da Saúde. (2018). Folha informativa - Transtornos mentais. https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5652:folha-informativa-transtornos-mentais&Itemid=839

Organização Pan-Americana da Saúde. (2019). Folha informativa-Tabaco. www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5641:folha-informativatabaco&Itemid=0

Organização Pan-Americana da Saúde. (2020). Doenças cardiovasculares. https://www.paho.org/pt/topicos/doencas-cardiovasculares

Pietrobon, R. C., & Barbisan, J. N. (2010). Impacto da cirurgia de revascularização do miocárdio na cessação do tabagismo. Rev Bras Cir Cardiovasc, 25(1), 79-84. https://doi.org/10.1590/S0102-76382010000100017

Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016. (2016). Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.html#:~:text=1%20o%20Esta%20Resolu%C3%A7%C3%A3o%20disp%C3%B5e,existentes%20na%20vida%20cotidiana%2C%20na

Ribas, E. do N., Bernardino, E., Larocca, L. M., Neto, P. P., Aued, G. K., & Silva, C. P. C. da. (2018). Enfermeira de ligação: uma estratégia para a contrarreferência. Revista Brasileira de Enfermagem, 71 (Supl. 1), 546-553. https://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0490

Soares, G. M. T., Ferreira, D. C. de S., Gonçalves, M. P. C., Alves, T. G. de S., David, F. L., Henriques, K. M. de C., & Riani, L. R.. (2011). Prevalência das Principais Complicações Pós-Operatórias em Cirurgias Cardíacas. Rev Bras Cardiol., 24(3), 139-146. http://sociedades.cardiol.br/socerj/revista/2011_03/a_2011_v24_n03_01prevalencia.pdf

Souza, M. T. de, Silva, M. D. da, & Carvalho, R. de. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, 8 (1), 102-106. https://doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

Stevens, B., Pezzullo, L., Verdian, L., Tomlinson, J., George, A. & Bacal, F. (2018). A carga econômica das doenças cardíacas no Brasil. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 111 (1), 29-36. https://doi.org/10.5935/abc.20180104

Whittemore, R, & Knafl, K. (2005). The integrative review: updated methodology. Journal of Advanced Nursing, 52(5), 546-553. http://dx.doi.org/10.1111 / j.1365-2648.2005.03621.x

World Health Organization. (2018). The top 10 causes of death. https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death

World Health Organization. (2019). The Impact Of Chronic Disease In Brazil: Chronic diseases are the major. https://www.who.int/chp/chronic_disease_report/media/brazil.pdf?ua=1

Published

09/04/2021

How to Cite

SILVEIRA, J. da S. .; XAVIER, D. M. .; LIMA, J. M.; SENA-CASTANHEIRA, J.; CEZAR-VAZ, M. R. Care process to the cardiac patient post-surgery in Primary Health Care: integrative review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e38910414542, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14542. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14542. Acesso em: 15 may. 2021.

Issue

Section

Health Sciences