Emotional aspects arising from the abortion process: An integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15673

Keywords:

Miscarriage; Emotional aspects; Women.

Abstract

The issue of abortion in Brazil is one of the major public health problems today. This situation affronts not only women's mental and physical health, but also religious, cultural and socio-economic issues in which women are inserted. The study aimed to highlight the emotional factors that result from the abortion process. It is an integrative literature review, where the guiding question was formulated “What are the emotional changes that can affect women after the abortion process?”. A PICo strategy was set up, in which, by means of descriptors and keywords, the following databases were consulted, BIREME (Latin American and Caribbean Center for Health Sciences Information), SCIELO (Scientific Eletronic Library OnLine), MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online) served as an instrument for data collection. Only publications that answered the study question, published between 2014 and 2020, in Portuguese, English and Spanish and tests performed on humans were included. 10 studies were selected where they evaluated women from the abortion decision-making process and its reasons, until months later, when the thought of performing the act still lingers. The data presented in this research are intended to present the multifaceted nature of abortion described in the literature whose impact of the loss directly affects the woman's life. It affects her self-esteem, the way she sees her body, her state of mind and a possible future pregnancy.

Author Biographies

Maria Eduarda Leal de Carvalho Santos, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Kaio Germano Sousa da Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Eduardo Brito da Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Joyce de Sousa Leal, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Cristina Soares Oliveira, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Rondinelle dos Santos Chaves, Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa (IEPSL)

Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa (IEPSL)

Luana Pereira Ibiapina Coêlho, Faculdade de Venda Nova do Imigrante – FAVENI

Faculdade de Venda Nova do Imigrante – FAVENI

Pedro Henrique Medeiros de Andrade, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Karolayne Brito Silva, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Larissa Fernanda Pereira da Silva Araújo, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Antonia Alice Dias de Sena, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Livia Graciela Machado de Oliveira Bezerra, Universidade Estadual do Maranhão- UEMA

Universidade Estadual do Maranhão- UEMA

Mayra Raisa Sena Sousa, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Audicelia Sousa dos Santos, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Washington Walber Macedo dos Santos, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Patrícia Frazão da Costa, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Surama Almeida Oliveira, Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão- UNIFACEMA

References

Adesse, L., Jannotti, C. B., Silva, K. S., & Fonseca, V. M. (2016). Aborto e estigma: uma análise da produção científica sobre a temática. Ciência & Saúde Coletiva, 21(12), 3819-3832.

Bellhouse, C., Temple-Smith, M.J., & Bilardi, J.E. (2018). “É apenas uma daquelas coisas que as pessoas parecem não falar ...” Experiências de apoio social de mulheres após aborto espontâneo: um estudo qualitativo. BMC Women's Health, 18, e176.

Cardoso, B. B., Vieira, F. M. S. B., & Saraceni, V. (2020). Aborto no Brasil: o que dizem os dados oficiais?. Cadernos de Saúde Pública, 36(Suppl. 1), e00188718.

Kofod, E.H., & Brinkmann, S. (2017). Luto como fenômeno normativo: a normatividade difusa e ambivalente da perda infantil e do luto dos pais na cultura ocidental contemporânea. Culture & Psychology, 23 (4), 519-533.

Lemos, L. F. S., & Cunha, A. C. B. da. (2015). Concepções Sobre Morte e Luto: Experiência Feminina Sobre a Perda Gestacional. Psicologia: Ciência e Profissão, 35(4), 1120–1138.

.

McCallum, C., Menezes, G., & Reis, A. P. dos. (2016). O dilema de uma prática: experiências de aborto em uma maternidade pública de Salvador, Bahia. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, 23(1), 37-56.

Meaney, S., Corcoran, P., Spillane, N., & O'Donoghue, K. (2017). Experiência de aborto espontâneo: uma análise fenomenológica interpretativa. BMJ Open, 7(3), e011382.

Mirabete, J. F., & Fabrinni, R. N. (2018). Manual de Direito Penal. 34. ed. São Paulo: Atlas.

Mutiso, SK, Murage, A., & Mwaniki, AM (2019). Fatores associados a uma tela de depressão positiva após um aborto espontâneo. BMC Psychiatry, 19 (8), 1-6.

Nonnenmacher, D., Benute, G. R. G., Nomura, R. M. Y., Azevedo, G. D., Dutra, E. M. S., Rebouças, M. S. S., Luci, M. C. S., & Francisco, R. P. V. (2014). Abortion: a review of women's perception in relation to their partner's reactions in two Brazilians cities. Revista da Associação Médica Brasileira, 60(4), 327-334.

Oliveira, L. A. C., & Rodrigues, T. C. F. (2014). A descriminalização parcial do aborto. Athenas, 1(3), 13-27.

Pitilin, E. B., Banazeski, A. C., Bedin, R., & Gasparin, V. A. (2016). Nursing care in situations of induced /caused abortion: an integrative literature review. Enfermeria Global, 15(43), 439-451.

Roldán, M. (2016). Factores psicosociales asociados en mujeres con aborto. Hospital Roosevelt, Guatemala, septiembre 2015. Rev. Col. Méd. Cir. Guatem., 155(1), 28-32.

Santos, D. L. A., & Brito, R. S. (2016). Sentimentos de mulheres diante da concretização do aborto provocado. Revista Enfermagem UERJ, 24(5), e15613

Sell, S. E., Santos, E. K. A., Velho, M. B., Erdmann, A. L., & Rodriguez, M. J. H. (2015). Motivos e significados atribuídos por mulheres que vivenciaram o aborto provocado: uma revisão integrativa. Revista Da Escola de Enfermagem da USP, 49 (3), 495-501.

Published

31/05/2021

How to Cite

SANTOS, M. E. L. de C. .; SILVA, K. G. S. da; SILVA, C. O. da; SILVA, E. B. da .; LEAL, J. de S. .; OLIVEIRA, C. S. .; CHAVES, R. dos S. .; COÊLHO, L. P. I. .; ANDRADE, P. H. M. de .; SILVA, K. B. .; ARAÚJO, L. F. P. da S. .; SENA, A. A. D. de .; BEZERRA, L. G. M. de O. .; SOUSA, M. R. S. .; SANTOS, A. S. dos .; SANTOS, W. W. M. dos .; COSTA, P. F. da .; OLIVEIRA, S. A. . Emotional aspects arising from the abortion process: An integrative review . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e33010615673, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15673. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15673. Acesso em: 15 jun. 2021.

Issue

Section

Health Sciences