Integrative review on biology, water quality and the order Odonata

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.17605

Keywords:

Effective indication; Effective indication; Aquatic invertebrates; Water resources.; Aquatic invertebrates; Water resources.

Abstract

Sciences such as biology generate information about ecosystems, such as aquatic ecosystems, and promote integration with ethnic knowledge associated with botany. The objective of this work was to carry out an integrative review about the interrelationship of biology with various environmental areas, under two aspects, conservation, and balance, to investigate the relationship between biology and research on water quality and the use of the order Odonata as bioindicator of the environmental quality of water bodies. The research method was deductively associated with a quantitative and qualitative approach of a basic nature. The data obtained and analyzed indicated that the biological terms are present in most of the selected literature (n = 46.2%); regarding water quality, there was a small reduction (n = 30.8%); the use of the order Odonata as bioindicators of water quality is still scarce (n = 22.9%). As for the use of descriptors in the analyzed research, the following citations were identified: "Biological terms and water quality" (n = 65.8%); "Odonata and water quality" (n = 21.1%); "Biological terms and Odonata" (n = 13.2%). The order Odonata, as a bioindicator, is evolving (Ʃ = 33.3%) and with high frequency (fr > 50%) when compared to the application of Biological Terms and Water Quality. So, the application of biology is already effective in environmental areas such as water quality analysis. However, the use of Odonata as bioindicators of water quality is not used very often yet. Thus, it is recommended that there is a greater appreciation by researchers of this relationship, which can contribute to the qualification and monitoring of this natural resource more comprehensively and effectively.

Author Biographies

Annanda Gabriely Moura de Souza, Universidade do Estado do Pará

Concluded the Natural Sciences - Biology course.

Vito de Jesus Lameira Neto, Universidade do Estado do Pará

Concluded the Natural Sciences - Biology course.

References

Altamiranda-S, M., Pérez, L. A. G., & Gutiérrez, M. L. C. (2010). Composición y preferencia de microhábitat de larvas de Odonata (Insecta), en la ciénaga San Juan de Tocagua (Atlántico, Colombia). Ecología, 32 (2), 399-410. https://www.researchgate.net/publication/262754677_Composition_and_microhabitat_preference_of_Odonata_larvae_insecta_in_the_San_Juan_de_Tocagua_swamp_Atlantico_Colombia

Almeida, J. R., Souza, R. C., Azevedo, F. M., Cagni, G. S., & Lizama, M .L. A. P. O uso de bioindicadores no monitoramento da qualidade dos recursos hídricos. In: Encontro Internacional de Produção Científica. 11. 2019. Anais eletrônicos. http://rdu.unicesumar.edu.br/bitstream/123456789/3678/1/Raquel%20Cosin%20de%20Souza.pdf

Alves, L. S.; Martins, L. A., & Jesus, L. B. (2019). Avaliação da qualidade da água na bacia do rio Camaragibe (Salvador – Brasil): diagnóstico dos parâmetros físico-químicos, microbiológicos e determinação do IQA. Revista Brasileira de Meio Ambiente, 6(1) 071-080. https://revistabrasileirademeioambiente.com/index.php/RVBMA/article/view/203/172

Amorim, A. C. F., & Castillo, A. R. (2009). As ordens Diptera, Hemíptera, Odonata e Coleóptera são tolerantes necessitando de menor concentração de oxigênio dissolvido. Revista Biodiversidade Pampeana, 7(1) 16-22. https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/biodiversidadepampeana/article/view/5454

ANA. (2011). Monitoramento da qualidade da água em rios e reservatórios. Educação a distância: Hidrologia e Qualidade da Água. Brasília: ANA.

Anelli, R. L. S. (2015). Uma nova cidade para as águas urbanas. Revista Estudos Avançados, 29(84) 69 – 84. https://www.scielo.br/pdf/ea/v29n84/0103-4014-ea-29-84-00069.pdf

Araújo, B. R. (2020). Taxonomia e diversidade das libélulas (Insecta: Odonata) do Mananciais da Serra, município de Piraquara, estado do Paraná, Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas); Universidade Federal do Paraná. https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/69143/R%20-%20D%20-%20BRENO%20RODRIGO%20DE%20ARAUJO.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Assis, J. V. M. (2018). Dinâmica da comunidade de macroinvertebrados bentônicos no baixo rio Xingu durante a fase inicial de operação da usina hidrelétrica (UHE) de Belo Monte. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais). Universidade Federal de São Carlos – São Paulo. https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10171

Barbosa, A. H. S., Silva, C. S. P., Araújo, S. E., Lima, T. B. B., & Dantas, I. M. (2016). Macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores da qualidade da água em um trecho do rio Apodi Mossoró. Revista Holos, 7(32) 121-132. http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/4183/1592, doi: https://dx.doi.org/10.15628/holos.2016.4183

Borges, L. R. (2018). Diversidade de Odonata e a sua relação com diferentes níveis de perturbação em ambientes aquáticos em uma área de Cerrado do Triângulo Mineiro. Dissertação (Mestrado em Conservação de Recursos Naturais). Universidade Federal de Uberlândia, Belo Horizonte. https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/21240/2/DiversidadeOdonataRela%C3%A7ao.pdf

Botelho, L. L. R., Cunha, C. C. A., Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, 5(11),121-136. https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220, doi: https://dx.doi.org/10.21171/ges.v5i11.1220

Braga, C. E. S., & Gutjahr, A. L. N. (2018). Inventário e análise dos macroinvertebrados aquáticos bioindicadores da qualidade da água no rio Uraim, Paragominas, Pará, Brasil. Revista Enciclopédia Biosfera, 15(28) 1068-1076. https://www.conhecer.org.br/enciclop/2018B/BIO/Inventario.pdf

Branco, S. M. (1995). Conflitos conceituais nos estudos sobre meio ambiente. Revista Estudos Avançados, 9(23) 217-223. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141995000100014, doi: https://dx.doi.org/10.1590/S0103-40141995000100014

Brasil, L. S., & Vilela, D. S. (2019). Peculiaridades regionais na percepção de brasileiros sobre libélulas: nomenclatura popular e conservação. Revista HETAERINA, 1(1) 15-20. https://www.researchgate.net/publication/330597999_Peculiaridades_regionais_na_percepcao_de_brasileiros_sobre_libelulas_nomenclatura_popular_e_conservacao

Braz, S. N., & Longo, R. M. (2019). Bioindicadores de Poluição ambiental: um estudo bibliométrico. Revista ANAP Brasil, 12(27) 42 – 53. https://www.amigosdanatureza.org.br/publicacoes/index.php/anap_brasil/article/view/2239/2082

Bruno. C. G. C. (2012). Avaliação da contaminação de córregos de Cerrado por metais pesados utilizando-se larvas de Odonata como bioindicadores. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais). - Universidade Federal de Uberlândia – MG. https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/13367/1/d.pdf

Calvão, L. B. (2016). Padrão de distribuição de Odonata (Insecta) em sistemas aquáticos com exploração de madeira na Amazônia Oriental: seleção de microhabitat e características morfológicas das libélulas. Tese (Doutorado em Zoologia), Universidade Federal do Pará – Pará. repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/8748/1/Tese_PadraoDistribuicaoOdonata.pdf

Calvão, L. B. (2018). Land use modifies Odonata diversity in streams of the Brazilian Cerrado. Journal of Insect Conservation, 22 (2018), 675-685. https://link.springer.com/article/10.1007/s10841-018-0093-5, doi: https://dx.doi.org/10.1007/s10841-018-0093-5

Camargo, F. C., Iwamoto, H.H., Galvão, C. M., Pereira, G. A., Andrade, R. B. & Masso, G. C. (2018). Competências e barreiras para Prática Baseada em Evidências na enfermagem: revisão integrativa. Revista Brasileira de Enfermagem, 7(4),2148-2156. https://www.scielo.br/pdf/reben/v71n4/pt_0034-7167-reben-71-04-2030.pdf. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0617

Campos, T. S. T., & Harter-Marques, B. (2019). Insetos bentônicos como indicadores da qualidade da água em áreas reabilitadas após mineração de carvão a céu aberto no sul de Santa Catarina, Brasil. Revista Tecnologia e Ambiente, (25), 247-261. http://periodicos.unesc.net/tecnoambiente/article/view/3483/pdf

Carvalho, A. P. M., Silva, J. N., Santos, V. S., Ferraz, R. R. (2017). Avaliação dos parâmetros de qualidade da água de abastecimento alternativo no distrito de Jamacaru em Missão Velha-CE. Revista de Iniciação Científica, Tecnológica e Artística, 7 (1), 35-51. http://www1.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistainiciacao/wp-content/uploads/2017/11/4-226_IC_ArtigoRevisado.pdf

Casari, S. A., & Constantino, R. (2012). Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto: Holos.

Chagas, F. B., Rutkoski, C. F., Bieniek, G. B., Vargas, G. D. L. P., Hartmann, P. A., & Hartmann, M. T. (2017). Utilização da estrutura de comunidades de macroinvertebrados bentônicos como indicador de qualidade da água em rios no sul do Brasil. Revista Ambiente & Água, 12(3) 416-425. https://www.scielo.br/pdf/ambiagua/v12n3/1980-993X-ambiagua-12-03-00416.pdf , doi: https://dx.doi.org/10.4136/smbi-agua.2015

Conceição, A. A. (2016). Macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores da qualidade de água em um açude urbano no recôncavo baiano. Monografia (Graduação em Biologia). Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – Bahia. www.repositoriodigital.ufrb.edu.br/bitstream/123456789/1446/1/TCC- Adreani Araujo da Conceição.pdf

Consatti, G., Santos, D. M., Renner, S., & Périco, E. (2014). Presença de Odonata em áreas preservadas e não preservadas nas matas ciliares do rio Taquari, RS. Revista de Iniciação Científica da ULBRA, Canoas, (12) 57-65. http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/ic/article/view/1062/977

Costa, W. M., Perticarrari, A. A (2020). contribuição do texto de divulgação cientifica no processo de ensino e aprendizagem dos ciclos biogeoquímicos. Ciências da Natureza e suas Tecnologias, 5(2), 923-943. http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/681/376. doi: http://dx.doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2020.v5.n2.p922-943.id681

Damaceno, I. V., Buys, S. C., Silva, C. C. , & Martins, R. F. (2013). Levantamento de Odonata (Insecta) ao longo das margens do Rio Dois de setembro, Município de Ecoporanga, noroeste do Estado do Espírito Santo. Boletim do Museu de Biologia Mello Leitão, (33) 25-33.

Dias, V. G.; Silva, V. F.; Souza, T. C. (2017). Macroinvertebrados bentônicos, uma maneira eficaz e barata de aferição da qualidade da água. VIII Mostra Integrada de Iniciação Científica, 8(1) 150. https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/10066/2/ivani_damacenoetal_IOC_2014.pdf

Dobler, G. H.; Reis, E., & Ferreira, F. W. (2015). Artrópodes bioindicadores da qualidade ambiental em valas de drenagem associadas ao arroio crespo, Chiapetta, RS. Revista Contexto & Saúde. 15(28) 28 – 31. https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoesaude/article/view/3032

Dorner, S. H., Wissmann, M. A., Silveira, M. S., & Schmidt, C. M. (2016). Cooperação científica: uma análise da rede formada pelos pesquisadores do programa de pós graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio da Unioeste. Revista Capital Científico, 14(2), 1-16. https://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/viewFile/3856/3000

Ferreira-Peruquetti, P. S., & De Marco Júnior, P. (2002). Efeito da alteração ambiental sobre as comunidades de Odonata em riachos de Matra Atlântica de Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 19(2),317-327. https://www.scielo.br/j/rbzool/a/nKQ9DBLqTdStVLt7q4DcDrq/?lang=pt&format=pdf#:~:text=O%20sistema%20l%C3%B3tico%20%C3%A9%20o,sofrendo%20com%20a%20a%C3%A7%C3%A3o%20antr%C3%B3pica.&text=Entretanto%2C%20no%20Brasil%2C%20ainda%20%C3%A9,sobre%20as%20comunidades%20de%20Odonata. Doi: https://dx.doi.org/10.1590/S101-81752002000200002

García Junior, M. D. N., Rakes, M., Pazini, J. B., Pasini, R. A., Garcia. F. R. M., & Grützmacher, A. D. (2019). The diversity of Odonata adults at Pampa Biome from Brazil. Revista Biologia Tropical, 67(1) 107-117. https://www.scielo.sa.cr/pdf/rbt/v67n1/0034-7744-rbt-67-01-107.pdf, doi: https://dx.doi.org/10.15517/rbt.v67i1.33285

Gode, L.; Peruquetti, P. F. (2015). Libélulas (Odonata) da Reserva Biológica de Pedra Talhada. In: Studer, A., L. Nusbaumer; R. Spichiger (Eds.). Biodiversidade da Reserva Biológica de Pedra Talhada (Alagoas, Pernambuco - Brasil.). Boissiera (68),199-203. Biodiv_PT_BR_6.6.1.pdf (anitastuder.org)

Hanauer, G.; Renner, S.; Périco, E. (2014). Inventariamento preliminar da fauna de libélulas (Odonata) em quatro municípios do Vale do Taquari/RS. Revista Destaques Acadêmicos, 6(3) 36-45. http://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/412/404

Hermont, A. P., Zina, L. G., Silva, K. D., Silva, J. M., & Martins-Junior, P. A. (2021). Revisões integrativas: conceitos, planejamento e execução. Arquivos em Odontologia, 57, 3-7. file:///D:/2021/Artigos%20submetidos/Research%20Society%20and%20Development/Annanda%20e%20Vito/25571-Texto%20do%20artigo-92014-1-10-20210310.pdf. doi: http://.dx.doi.org/10.7308/aodontol/2021.57.e01

IBGE. (1993). Normas de apresentação tabular. (3a ed.). Brasília: IBGE

Jardim, B. F. M. (2011). Variação dos parâmetros físicos e químicos das águas superficiais da bacia do Rio das Velhas-MG e sua associação com as florações de cianobactérias. Dissertação (Mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Universidade Federal de Minas Gerais, BH. https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/ENGD-8KDPVL/1/disserta__o_b_rbara_fernanda_de_melo_jardim.pdf

Kulkarni, A. S.; Subramanian, K. A. (2013). Habitat and seasonal distribution of Odonata (Insecta) of Mula and Mutha river basins, Maharashtra, India. Journal of Threatened Taxa, 5 (7), 4084–4095. https://www.threatenedtaxa.org/index.php/JoTT/article/view/997, doi: https://dx.doi.org/10.11609/JoTT.o3253.4084-95

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (2017). Metodologia do trabalho científico. (8ª ed). São Paulo: Atlas

Maia, E. L. S. (1973). Comportamento bibliométrico da língua portuguesa, como veículo de representação da informação. Ciência da Informação, 2(2), 99-138. http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/31/31

Marques, S. M., & Américo-Pinheiro, J. H. P. (2017). Algas como bioindicadores da qualidade da água. Revista Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista (ANAP Brasil), 10(19), 76-88. file:///C:/Users/Adm/Downloads/1651-3310-1-SM.pdf

Medeiros, A. C., Lima, M. O., & Guimarães, R. M. (2016). Avaliação da qualidade da água de consumo por comunidades ribeirinhas em áreas de exposição a poluentes urbanos e industriais nos municípios de Abaetetuba e Barcarena no estado do Pará, Brasil. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 21(3) 695-708.https://www.scielo.br/pdf/csc/v21n3/1413-8123-csc-21-03-0695.pdf doi: https://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015213.26572015

MICROSOFT CORPORATION. (2019). Project for Windows. Versão Excel 2019. Microsoft Corporation, Albuquerque. New México.

Miguéis, A., Neve, B., Silva, A. L., Trindade, A., & Bernardes, J. A. (2013). A importância da palavras-chave dos artigos científicos da área das Ciências Farmacêuticas, depositados no Estudo Geral: estudo comparativo com os termos atribuídos na MEDLINE, Revista Científica de Informação e Documentação, 4(2), 112-125. https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/69284/71742 doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v4i2p112-125

Miguel, T. B., Oliveira-Junior J..B., Ligeiro, R., & Juen, l. (2017). Odonata (Insecta) as a tool for the biomonitoring of environmental quality. Ecological Indicators, (81),555–566. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1470160X17303539, doi: https://dx.doi.org/10.1016/j.ecolind.2017.06.010

Monteles, J. S. (2012). Comunidade de insetos bentônicos em igarapés do Nordeste Paraense-Amazônia Oriental. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais). Universidade Federal do Pará – Pará. repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/6845/1/Dissertacao_ComunidadeInsetosBentonicos.pdf

Neiss, U. G. (2012). Taxonomia De Odonata (Insecta), com ênfase na caracterização morfológica e biologia de larvas, na Amazônia Central, Brasil. Tese( Doutorado em Ciências Biológicas – Entomologia). Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2078#:~:text=NEISS%2C%20Ulisses%20Gaspar.,%3A%20%5Bs.n.%5D%2C%202012.&text=Tese%20(Ci%C3%AAncias%20Biol%C3%B3gicas%20(Entomologia)),Nacional%20de%20Pesquisas%20da%20Amaz%C3%B4nia.

Nessimiam, J. L., Venticinque, E. M., Zuanon, J., De Marco Júnior, P., Gordo, M., Fidelis, L., Batista J. D., & Juen L. (2008). Land use, habitat integrity, and aquatic insect assemblages in Central Amazonian streams. Hydrobiologia, (614),117-131. https://link.springer.com/article/10.1007/s10750-008-9441-x, doi: https://dx.doi.org/10.1007/s10750-008-9441-x

Noronha, D. P.; Ferreira, S. M. (2000). Revisões de literatura. In: Campello, Bernadete Santos; Condón, Beatriz Valadares; Kremer, Jeannette Marguerite (Orgs.) Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Revisão de Literatura e Desenvolvimento Científico: conceitos e estratégias para confecção - PDF Download grátis (docplayer.com.br)

Oliveira, A. V. S., Araujo, C. S., Pereira, T. P. B., & Dantas J. O. (2012). Biomonitoramento da qualidade da água no rio Poxim Açu, São Cristóvão, Sergipe. VII Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa e Inovação. https://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/connepi/vii/paper/viewFile/3115/1554

Oliveira, M. A., Gomes, C. F. F., Pires, E. M., Marinho, C. G. S., & Della Lucia, T. M. C. (2014). Bioindicadores ambientais: inseto como instrumento desta avaliação. Revista Ceres, (61) 800-807. https://www.scielo.br/j/rceres/a/wwYgZqFJftwbBcKPNNDfwKq/?format=pdf&lang=pt doi: https://dx.doi.org/10.1590/0034-737x20142000005

Oliveira-Junior, J. M. B.; Juen, L. (2019). The Zygoptera/Anisoptera Ratio (Insecta: Odonata): A New Tool for Habitat Alterations Assessment in Amazonian Streams. Neotropical Entomology, 48(4) 552-560. https://reader.elsevier.com/reader/sd/pii/S1470160X21000534?token=C3833EFFE3FA0881FD80CF691495F366E233B6B4110BE04EAACD0E09EFC621996BB7057BD78565A85231FC9FDE4EE024&originRegion=us-east-1&originCreation=20210510225733

Pereira Junior. A., Holanda, L. B., Silva, A. C. S., Farias, N. S. N., Moura, A. J. S., & Silva, L. P. (2018). As diatomáceas como indicadoras da qualidade da água. Multidisciplinary reviwes, 1(1) 1-8. file:///C:/Users/Bio/Desktop/404990-cecde697ff484c02bfeb5426760a6624.pdf, doi: https://dx.doi.org/10.29327/multi.2018012

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da Pesquisa Científica. Santa Maria: UFSM.

Pereira, L. L. Silveira, A. S., Gonçalves, A. F., Cristo, J. P., Nunes, J, I. S., Ribeiro, R. P., & Pereira Júnior, A. (2019). Análise microbiológica e físico-química de águas de poços no município de Paragominas – PA. In: Pereira Junior, A.; Jesus, E. S. As múltiplas visões do meio ambiente e os impactos ambientais, 2 (9), 6-11. http://doi.editoracubo.com.br/10.4322/978-85-455202-1-4-09

, doi: https://dx.doi.org/10.4322/978-85-455202-1-4-09

Pereira, M. C. S. A. (2012). Diversidade de libélulas (Insecta: Odonata) em área de vegetação natural no município de Barroso, Minas Gerais. Monografia (Graduação em Ciências Biológicas). Universidade Federal de Lavras – MG. https://saojoaodelreitransparente.com.br/files/docs/MONOGRAFIA.pdf

Peruquetti, P. S. F (2004). Odonata (libélulas) do município de Luís Antônio, São Paulo, Brasil: relação com o uso do solo e riqueza faunística. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) – Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2004. https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/1777/TesePSFP.pdf?sequence=1.

Pimenta, S. M., Boaventura, G. R., Peña, A. P., & Ribeiro, T. G. (2016). Estudo da qualidade da água por meio de bioindicadores bentônicos em córregos da área rural e urbana. Revista Ambiente & Água, 11(1) 198-210. https://www.scielo.br/pdf/ambiagua/v11n1/1980-993X-ambiagua-11-01-00198.pdf , doi: https://dx.doi.org/10.4136/ambi.agua.1672

Piratoba, A. R. A., Ribeiro, H. M. C., Morales, G. P., & Gonçalves, W. G. (2017). Caracterização de parâmetros de qualidade da água na área portuária de Barcarena, PA, Brasil. Revista Ambiente & Água, 12 (3), 435-456. https://www.scielo.br/j/ambiagua/a/f45JMMTdfXvPWLmM6mbDX6K/abstract/?lang=pt, doi: https://dx.doi.org/10.4136/ambi-agua.1910

Prestes, R. M., & Vincenci, K. L. (2019). Bioindicadores como avaliação de impacto ambiental. Revista Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, 2(4) 1473-1493. https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/3258/3128

Ramos, C. I., Rosini, E. F., Vargas, R. R., & Azevedo, F. D’A. (2018). Macroinvertebrados aquáticos como bioindicadores da qualidade da água da bacia hidrográfica Popuca-Botinhas, Guarulhos (SP). Revista Geociências, 17(1) 29-34. Recuperado de http://revistas.ung.br/index.php/geociencias/article/view/3062/2558#

Rodrigues, I., Maciel, C. M., Maciel Júnior, A., Diniz, A., & Souza, L. (2015). Odonatas registradas no rio catolé grande, no município de Itapetinga, BA. Revista Enciclopédia Biosfera, 11(21) 2352-2364. http://www.conhecer.org.br/enciclop/2015b/biologicas/Odonatas%20registradas.pdf

Roland-Pérez, G. (2016). Los macroinvertebrados como bioindicadores de la calidad del agua: cuatro décadas de desarrollo en Colombia y Latino américa. Revista Academia Colombiana de Ciencias Exactas, Físicas y Naturales. 40(155) 254-274. http://www.scielo.org.co/pdf/racefn/v40n155/v40n155a07.pdf

Sá, R. J. S., Souza, A. G. S., Jesus. E. S., & Pereira Júnior, A. (2019). Indicadores biológicos de qualidade da água e as mudanças climáticas. Revista Multidisciplinary reviews, 2 (1), 1-8. https://www.malquepub.com/multi-e2019006#:~:text=RESUMO%20Uma%20esp%C3%A9cie%20%C3%A9%20um,das%20a%C3%A7%C3%B5es%2C%20associadas%20a%20elas, doi: https://dx.doi.org/10.29327/multi.2019006

Santos, D. M., Nunes, J. R. S., Arruda, N. D., Pinheiro, A. S. B., Nunes, P. A. S. S., & Flores, A. (2018). Odonatofauna (Insecta: Odonata) do córrego de São José em Tangará da Serra – MT. Revista Gestão Universitária, 10 p. 1-9. http://www.gestaouniversitaria.com.br/system/scientific_articles/files/000/000/416/original/Res_Exp_Daniela.pdf?1530676033

Silva, E. C., Silva, T. R., Ló, J. S., Lima, A. K. A., & Oliveira Júnior, L. M. B. (2018). Diversidade de Odonata (Insecta) em igarapés na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns (PA). Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, 9 (6), 109-119. http://www.sustenere.co/index.php/rica/article/view/CBPC2179-6858.2018.006.0013, doi: https://dx.doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2018.006.0013

Silva Filho, E. S. (2017). Eficiência de ninfas de libélula (Odonata) como potenciais predadores de larvas de Aedesaegypti, em condições laboratoriais em São Cristóvão, Sergipe. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso Superior Técnico Agrícola) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe, São Cristóvão. https://repositorio.ifs.edu.br/biblioteca/bitstream/123456789/293/1/Edivaldo%20Santos%20da%20Silva%20Filho.pdf

Silva, J. A., Ferreira, J. R., Almeida, L. O., Silva, H. P. B. (2018). Poluição em rios urbanos: o caso do rio Capibaribe em Limoeiro – PE. In: Congresso Nacional De Educação, 5, Pernambuco. Anais eletrônicos file:///C:/Users/Adm/Downloads/MODELO%20DA%20REVISTA.pdf

Soares, C. B., Hoga, L. A. K., Peduzzi, M., Sangaleti, C. Yonekura, T., Silva, D. R. A. D. (2014). Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados em enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem, São Paulo, 48(2) 335-345. https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n2/pt_0080-6234-reeusp-48-02-335.pdf

Souza, M. T., Silva, D., & Carvalho, R. (2010) Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, 8(1),102-106. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.pdf.

Tavares, R. I. S. (2018). A influência da complexidade e cor do ambiente sobre o comportamento de emergência e seleção de habitat em Odonata. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais). Universidade Federal de São Carlos – São Paulo. https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/9619?show=full

Teixeira, G. M. (2016). Macroinvertebrados aquáticos da estação ecológica do Caiuá, Diamante do Norte, Paraná. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas). Universidade Estadual de Londrina – Paraná. 10_projeto.pdf (iat.pr.gov.br)

Tavares, W. Q., Celerino, V. G., (2018). A importância da Bibliometria para a Indexação Automática, Revista Folha de rosto em Biblioteconomia e Ciência da Informação, 4(1), 7-14. https://periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/download/273/287/

Terra, V. R. Pratte-Santos. R., Aliprandi. R. B., Barcelos, F. B., Martins, J. L. D., Azevedo Júnior, R., & Barbieri. R. S. (2010). Estudo limnológico visando avaliação da qualidade das águas do rio Jucu Braço Norte, ES. Revista Natureza Online, 8 (1), 8-13. www.naturezaonline.com.br/natureza/conteudo/pdf/02_terravretal_0813.pdf

Zanella, L. (2012). A questão ambiental na visão de biólogos em formação continuada. Revista Brasileira de Educação Ambiental, 7(2) 37-43.file:///C:/Users/Adm/Downloads/1770-Texto%20do%20artigo-10216-1-10-20130812 doi: http://dx.doi.org/ 10.34024/revbea.2012.v7.1770

Published

25/07/2021

How to Cite

SOUZA, A. G. M. de; LAMEIRA NETO, V. de J. .; PEREIRA JUNIOR, A. Integrative review on biology, water quality and the order Odonata. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e24910917605, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.17605. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17605. Acesso em: 20 sep. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences