The Covid-19 pandemic and increased vulnerabilities

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18033

Keywords:

Covid-19; Vulnerabilities; Neoliberalism.

Abstract

This article carried out an analysis of the Covid-19 pandemic in order to verify its correlation with the increase in vulnerabilities. Thus, bibliographic and documentary research was methodologically used from a qualitative approach. The main objective of the analysis was to categorize vulnerabilities and perform the imbrications of the pandemic with this category, inscribed in the capitalist mode of production from its neoliberal direction. As specific objectives, this research aimed to identify the most vulnerable groups affected by the health crisis. In this sense, it was possible to observe as results that the pandemic affects with greater force the most vulnerable and impoverished groups of the population around the world, that is, the pandemic does not have the same effect for all. The study concludes by presenting as possible ways out of the pandemic crisis the overcoming of the capitalist mode of production, the weakening of the right, the strengthening of the state and the greater participation of the community.

Author Biography

Rogério Teixeira de Oliveira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutorando no Programa de Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Email: rtdoacad@gmail.com

 

References

Algebaile, E., & Oliveira, F. J. G. de. (2018). A superação do capitalismo em questão: com que práticas, em qual direção? In: XV Coloquio Internacional de Geocrítica Las ciencias sociales y la edificación de una sociedad post-capitalista. Anais. Barcelona.

Antunes, R. Prefácio. (2018). In: Raichelis, R., Vicente, D., Albuquerque, V. (org.). A nova morfologia do trabalho no Serviço Social. São Paulo: Cortez.

Brasil. (2020). Coronavírus Brasil. https://covid.saude.gov.br/.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

Brasil. (2016). Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm

Carmo, M. E., & Guizardi, F. L. (2018). O conceito de vulnerabilidade e seus sentidos para as políticas públicas de saúde e assistência social. Cadernos de Saúde Pública 2018, 34(3):e00101417. https://www.scielo.br/pdf/csp/v34n3/1678-4464-csp-34-03-e00101417

Ceensp. (2020). Vulnerabilidades sociais no contexto da Covid-19. https://portal.fiocruz.br/video/ceensp-vulnerabilidades-sociais-no-contexto-da-covid-19.

Chomsky, N. (2020). Não podemos deixar a Covid-19 nos levar ao autoritarismo. Dossiê Coronavírus e sociedade. Boitempo.

Denzin, N. K., & Lincoln, Y. S. (2011). Introduction: The discipline and practice of qualitative research. The Sage Handbook of qualitative research (4th ed.), 1-19). Sage.

Dardot, Pierre e Laval, Christian. (2016). A nova razão do mundo. Ensaio sobre a sociedade neoliberal. Boitempo.

Fiocruz. (2020). Fiocruz lança ações de apoio a populações vulneráveis. https://portal.fiocruz.br/noticia/covid-19-fiocruz-lanca-acoes-de-apoio-populacoes-vulneraveis

Fiocruz. (2020 a). Boletim Observatório Covid-19 – Semanas epidemiológica 46 e 47. https://portal.fiocruz.br/conteudo-documento/arquivo-tipo-de-documento/arquivo/boletim-epidemiologico

Fonseca, J. J. S. da. (2002). Metodologia da pesquisa científica. UEC.

Harvey, D. (2012). O enigma do capital e as crises do capitalismo. Boitempo.

Harvey, D. (2013). A importância da imaginação pós-capitalista. http://www.irishleftreview.org

Harvey, D. (2016). 17 contradições e o fim do capitalismo. Boitempo.

Gaskell, G. (2002). Entrevistas individuais e grupais. In: M. W. Bauer, & G. Gaskell (Orgs.), Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Vozes.

Kodama, Kaori, Pimenta, Tania Salgado. (2020). Condições de vida e vulnerabilidades nas epidemias: do cólera no século 19 à Covid-19. http://coc.fiocruz.br/index.php/pt/todas-as-noticias/1794-condicoes-de-vida-e-vulnerabilidades-nas-epidemias-do-colera-no-seculo-19-a-covid-19.html#.X77U12hKiUl

Mancebo, Deise. (2020). Pandemia e educação superior no Brasil. Revista Eletrônica de Educação. 14, 1-15, e4566131. http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4566/1053

Medeiros, J. (2020). O futuro pós-pandemia: prever e agir. Dossiê Coronavírus e sociedade. Boitempo.

Ministério da Saúde. (2020). Sobre a doença. https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca

Netto, J. P. (2005). Capitalismo monopolista e serviço social. Cortez.

Organização Internacional do Trabalho [OIT] (2020). Perda de empregos aumenta e quase metade da força de trabalho global corre o risco de perder os meios de subsistência. http://www.ilo.org/brasilia/noticias/WCMS_743197/lang--pt/index.htm.

Organização das Nações Unidas [ONU] (2019). Fome atinge mais de 820 milhões de pessoas no mundo. https://news.un.org/pt/story/2019/07/1680101

Organização das Nações Unidas [ONU] (2020). Stop the pandemic: Safety and health at work can save lives. https://un.org/en/observances/work-safety-day

Raichelis, R., & Yazbek, M. C. (2018). Estudo avaliativo da implementação do Sistema Único de Assistência Social: uma proposta de investigação em desenvolvimento. In: Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, 16., 2018, Vitória. Anais [...]. UFES.

Santos, B. de S. (2020). A cruel pedagogia do vírus. Edições Almedina. Coimbra.

Sevalho G. (2018). O conceito de vulnerabilidade e a educação em saúde fundamentada em Paulo Freire. Interface (Botucatu), 22(64):177-188.

Published

22/07/2021

How to Cite

OLIVEIRA, R. T. de. The Covid-19 pandemic and increased vulnerabilities. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e13810918033, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18033. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18033. Acesso em: 26 sep. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences