Nurse's actions towards the prevention of cervical cancer in Primary Care

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18519

Keywords:

Nurse; Family Health Strategy; Pap test; Cervical Neoplasms; Primary Health Care.

Abstract

The objective of the research was to investigate the actions to prevent cervical cancer developed by nurses in the context of primary care. This is an exploratory field research, with a qualitative approach, in which 10 nurses from the Family Health Strategy (ESF) were interviewed during the month of January 2021 from a municipality in the interior of Paraíba, through a semi-structured script. Data were analyzed using Bardin's content analysis technique. The research was approved by the Research Ethics Committee of the Health Sciences Center of the Federal University of Paraíba - CEP/CCS under the opinion 4.473.220, CAAE No. 40327520.7.0000.5188. The material analyzed generated two major categories: 1. Actions to prevent cervical cancer; 2. Adherence of women to preventive examination: strategies, difficulties and evaluation mechanism. The strategies mentioned to facilitate adherence to Pap smears refer to information and awareness regarding the test in educational activities, conversation circles and active search for women. The nurses highlighted difficulties in the adherence of women to the Pap smear, mainly related to the opposition of the spouse, shame, shame and prejudice.

Author Biographies

Ariane Thaysla Nunes de Medeiros, Universidade Federal da Paraíba

Graduanda em enfermagem.

Karina Karla de Sá Gomes Trevizolo, Universidade Federal da Paraíba

Bacharela e licenciada em enfermagem. Mestranda em Enfermagem.

Smalyanna Sgren da Costa Andrade, Faculdade de Enfermagem e Medicina Nova Esperança

Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba. Especialista em Enfermagem Obstétrica. Pós-graduada em Acupuntura pela Associação Brasileira de Acupuntura. Professora adjunta do Curso de Graduação em Enfermagem e do Mestrado Profissional em Saúde da Família da Faculdade de Enfermagem e Medicina Nova Esperança, bem como da pós-graduação em Enfermagem Obstétrica e Ginecológica da Faculdade de Enfermagem São Vicente de Paula (FESVIP) e da ESPECIALIZA.

Jael Rúbia Figueiredo de Sá França, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em Enfermagem pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba.

Cíntia Bezerra Almeida Costa, Universidade Federal da Paraíba

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba. Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Escola de Enfermagem Santa Emília de Rodat. Doutora pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP. Professora Adjunta da Universidade Federal da Paraíba.

References

Alves, R. S. S., Sousa , F. L. L. de, Leite, A. C., Silva, M. P. B., Silva, L. de L., Silva, J. M. da, Silva, L. A. C. da, Martins, I. M., Fonseca, R. M. ., Silva, L. da

C., Medeiros, G. F., Sampaio, B. C. A. B., Santos, J. F. dos, Souza, R. D. ., & Araújo, L. V. F. de. (2021). Saúde da mulher: Medidas preventivas para o câncer de colo do útero. Research, Society and Development, 10(1), e32610110503.

Amaral, M. S., Gonçalves, A. G., & Silveira, L. C. G. (2017). Prevenção do câncer de colo de útero: a atuação do profissional enfermeiro nas unidades básicas

de saúde. Revista Científica FacMais, 8(1), 198-223.

Barbosa, G. S. L., Silva Souza, A. T., Júnior, F. C. F. V., Júnior, E. J. F., de Melo Oliveira, D. M., Martins, F. L. R., ... & dos Santos Pedrosa, J. I. (2020). Realização do exame citopatológico em mulheres: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 9(11), e2339119006-e2339119006.

Bardin, L. (2016). Análise de conteúdo. Edições 70.

Carvalho, P. G. D., & Rodrigues, N. C. P. (2018). Trajetórias assistenciais de mulheres entre diagnóstico e início de tratamento do câncer de colo uterino. Saúde em Debate, 42, 687-701.

Conceição, J. P. S., da Silva Medeiros, M. M., Rodrigues, L. M. S., Bráz, M. R., Balbino, C. M., & Silvino, Z. R. (2017). O conhecimento do enfermeiro sobre a prevenção do câncer de colo de útero na atenção básica. Revista Enfermagem Atual In Derme.

Conselho Federal de Enfermagem. (2017). Resolução COFEN n° 0564/2017: Aprova o novo código de ética dos profissionais de enfermagem. http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-5642017_59145.html

Dantas¹, P. V. J., Leite, K. N. S., César, E. S. R., da Costa, S., Silva, R., de Souza, T. A., & do Nascimento, B. B. (2018). Conhecimento das mulheres e fatores da não adesão acerca do exame papanicolau.

Dias, C. F., Micheletti, V. C. D., Fronza, E., Alves, J. D. S., Attademo, C. V., & Strapasson, M. R. (2019). Perfil de exames citopatológicos coletados em estratégia de saúde da família. Rev. pesqui. cuid. fundam.(Online), 192-198.

Farias, A. P. N. (2019). A roda de conversa como metodologia educativa na humanização da assistência em um hospital psiquiátrico de Minas Gerais.

Furlan, F.L.S., Machoski, M.C.C., Bernardi, G.F., & Augusto, S.B. (2019). Impacto de características socioeconômicas na adesão ao Papanicolaou. Rev. Méd. Paraná, 77(1), 60-64.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. (2020). Estatísticas de Câncer. https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. (2020). Câncer de Colo do Útero. https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-do-colo-do-utero/profissional-de-saude

Leite, A. C., Silva, M. P. B., Alves, R. S. S., Feitosa, L. M. H., do Nascimento Ribeiro, R., de Moraes Prado, A., ... & Soares, N. C. F. B. (2020). Atribuições do enfermeiro no rastreamento do câncer de colo do útero em pacientes atendidas na Unidade Básica de Saúde. Research, Society and Development, 9(11), e65191110190-e65191110190.

Lopes, V. A. S., & Ribeiro, J. M. (2019). Fatores limitadores e facilitadores para o controle do câncer de colo de útero: uma revisão de literatura. Ciência & Saúde Coletiva, 24, 3431-3442.

Medeiros Moura, R. C., & da Silva, M. I. (2016). Atuação do enfermeiro na prevenção do câncer de colo do útero. Carpe Diem: Revista Cultural e Científica do UNIFACEX, 14(2), 53-64.

Ministério da Saúde. (2012). Resolução n° 466/2012: Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Ministério da Saúde. (2016). Resolução n° 510/2016: Normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. http://conselho.saude.gov.br/images/comissoes/conep/documentos/NORMAS-RESOLUCOES/Resoluo_n_510_-_2016_-_Cincias_Humanas_e_Sociais.pdf

OliveiraI, J. L. T., & FernandesII, B. M. (2017). Intervenções de enfermagem na prevenção do câncer cérvico-uterino: perspectivas das clientes.

Paiva, A. R. O., Nunes, P. B. S., Do Vale, G. M. V. F., Prudêncio, F. D. A., Silva, R. F., Nôleto, J. D. S., & Milanez, L. D. S. (2017). O enfermeiro da atenção básica na prevenção do câncer do colo do útero: revisão integrativa. Revista uningá, 52(1).

Ribeiro, A.M.N., Ribeiro, M.F.S., Costa, K.B., Oliveira, M. P.S., Lima, A.C. E., Cunha, M.A.P., Nascimento, I.C.S., & Sotero, A.S. (2019). O papel do enfermeiro na prevenção do câncer de colo do útero. Brazilian Journal Of Surgery And Clinical Research, 27(3), 132-134.

Ribeiro, B. C., Skonieczny, N. E., De Bortoli, C. D. F. C., & Massafera, G. I. (2020). Rastreamento do câncer de colo do útero em um município do sudoeste do Paraná. Rev. Saúde Pública Paraná (Online), 41-50.

Silva Oliveira, D., Sá, A. V., Gramacho, R. D. C. C. V., da Silva, R. D. C. V., & de Souza Oliveira, J. (2019). Atuação da enfermeira frente aos fatores que interferem na adesão de mulheres idosas ao exame de Papanicolau. Revista Enfermagem Contemporânea, 8(1), 87-93.

Silva, A. B., Rodrigues, M. P., de Oliveira, A. P., & de Melo, R. H. V. (2017). Prevenção do câncer cervicouterino: uma ação realizada pelos enfermeiros da estratégia saúde da família?. Revista Ciência Plural, 3(2), 99-114.

Published

12/08/2021

How to Cite

MEDEIROS, A. T. N. de; TREVIZOLO, K. K. de S. G.; ANDRADE, S. S. da C.; FRANÇA, J. R. F. de S.; COSTA, C. B. A. Nurse’s actions towards the prevention of cervical cancer in Primary Care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e348101018519, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18519. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18519. Acesso em: 18 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences