Identification of socio-environmental impacts resulting from the implementation of the sewage treatment station in the Semi-arid Region of Paraíba

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18678

Keywords:

Basic sanitation; Waste generation; Environmental quality; Environmental management.

Abstract

The present research aims to identify the positive and/or negative impacts resulting from the implementation of a Sewage Treatment Plant (STP) from the perspective of the surrounding community in the municipality of Sumé, Paraíba. To this end, the STP was chosen for its relevance in the social/local scenario, since this enterprise has the potential to generate social and environmental impacts. The study area was delimited considering the radius of 1 km around the STP, in order to characterize the number of residences that make up the neighborhood. The residences evaluated are located at different strategic points, as a way to ascertain their influence on the interviewees' conception according to the place where they live. After delimiting the study's area of coverage, it was possible to apply the questionnaire in the form of a semi-structured interview with the community around the STP, in order to serve as an instrument to assess the perception of the population about the social and environmental impacts caused by this enterprise. The data were tabulated in Excel 2019® spreadsheet and analyzed qualitatively and quantitatively. According to the results obtained, 70% of the interviewees indicated that the STP presented negative impacts, such as: increase in the proliferation of insects, bad smell, and a higher incidence of diseases in the areas close to the STP. In this sense, the implementation of the STP brought negative impacts on the socio-environmental sphere, and the degree of proximity of the respondents' homes to the STP was crucial in the classification of these impacts.

References

Abdelmoneim, R. O. A., Mahdi, R. M. M. E., Elahmer, R. M. E., Elansary, R. A. D., Mohamed, S. E. W., Abdelgader, S. H. A., Ahmed, S. S. A., & Abdalrhman, S. M. A. (2017). Health hazards related to Soba sewage treatment plant, Sudan. Journal of public health in Africa, 8 (2), p. 140-143.

Alencar, M. L. S. (2008). Os sistemas Hídricos, o bioma Caatinga e o Social na bacia do Rio Sucuru: Riscos e Vulnerabilidades. Campina Grande, Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola). Universidade Federal de Campina Grande, 157 p.

ANA - Agência Nacional de Águas. (2017). Atlas Esgotos. Brasília, Despoluição de Bacias Hidrográficas, Brasil.

Brasil. Resolução CONAMA Nº 430 de 13 de maio de 2011. (2011). Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução nº 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Diário Oficial da União. República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF.

Bressane, A., Roveda, J. A. F., Roveda, S. R. M. M., Martins, A. C. G., Reis, F. A. G. V., & Giordano, L. D. C. (2018). Seleção de alternativas de projeto através de um índice global de impactos ambientais. Geociências, São Paulo, 37 (1), p. 155-166.

Brito, E. A. T. (2010). Verificação da valorização imobiliária a partir da revitalização da ETE Lagoa Encantada. Cuiabá, Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Mato Grosso.

Britto, E. R. (2007). Auditoria Ambiental e em Saneamento. Rio de Janeiro. ABES- Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental.

Capelli, L., Sironi, S., Del Rosso, R., Bianchi, G., & Davoli, E. (2012). Olfactory and toxic impact of industrial odour emissions. Water Science and Technology, 66, p. 1399-1406.

Castanheira, J. P. A., & Baydum, V. P. A. (2015). Percepção dos Impactos Socioambientais da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Relatados pelos Moradores do Residencial Olho d´Água, Jaboatão dos Guararapes, PE. Revista Brasileira de Geografia Física, 8 (3), p. 876-887.

CESAN - Companhia Espírito-santense de Saneamento. (2013). Apostila Tratamento de Esgoto. Disponível em: http://www.cesan.com.br/wpcontent/uploads/2013/08/APOSTILA_TRATAMENTO_ESGOTO.pdf

Christodoulou, A., & Stamatelatou, K. (2016). Overview of legislation on sewage sludge management in developed countries worldwide. Water Science and Technology, 73 (3), p. 453-462.

Drew. G. H., Smith, R., Gerard, B., Burge, C., Loww, M., Kinnersley, R., Sneat, H. R., & Lon Ghurst. (2007). Approateness of selecting different averaging times for modeling chronic and acute exposure to environmental odours. Revista Atmospheric Environment, 41, p.2870-2880.

EPA - Environmental Protection Agency of United States. (2021). Secondary Treatment Standards. In: National Pollutant Discharge Elimination System (NPDES). Disponível em: https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=https://www.epa.gov/npdes&prev=search

Ferreira, M. P., & Garcia, M. S. D. (2017). Saneamento básico: meio ambiente e dignidade humana. Revista Dignidade, 2 (3), p. 1-12.

Francisco, P. R. M. (2010). Classificação e mapeamento das terras para mecanização do Estado da Paraíba utilizando sistemas de informações geográficas. Areia, Dissertação (Mestrado em Manejo de Solo e Água). Universidade Federal da Paraíba.

FUNASA - Fundação Nacional de Saúde. (2015). Manual de Saneamento. 4ª ed. Brasília.

Gebicki, J., Byliński, H., & Namieśnik, J. (2015). Measurement techniques for assessing the olfactory impact of municipal sewage treatment plants. Environmental Monitoring and Assessment, v. 188, n. 32, p. 1-15.

Google Earth. (2019). Imagem de satélite da área da ETE no município de Sumé-PB, 2019. Disponível em: https://earth.google.com/

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010. Histórico e população estimada do Município–2516300. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/

La rovere, E. L. (2002). Manual de auditoria ambiental para estações de tratamento de esgotos domésticos. Rio de Janeiro.

Leoneti, A. B., Prado, E. L., & Oliveira, S. V. W. B. (2011). Saneamento básico no Brasil: considerações sobre investimentos e sustentabilidade para o século XXI. Revista de Administração Pública, 45 (2), p. 331-348.

Lins, G. A. (2010). Avaliação de Impactos em Estação de tratamento de esgotos (ETE). Rio de Janeiro, Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental). Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Liu, Z. (2021). Urban sewage treatment odor gas release characteristics and regional differences. Environmental Technology & Innovation, 21, 101190.

Marçal, D. A., & Silva, C. E. (2017). Avaliação do impacto do efluente da estação de tratamento de esgoto ETE-Pirajá sobre o Rio Parnaíba, Teresina (PI). Engenharia Sanitária Ambiental, 22 (4), p. 761-772.

Medeiros, S. S., Salcedo, I. H., Santos, D. B., Batista, R. O., Santos Júnior, J. A., Lima, R. C. C., & Marin, A. M. P. (2014). Esgotamento sanitário: panorama para o semiárido brasileiro. Campina Grande. Instituto Nacional do Semiárido.

Nicell, J. A. (2009). Assessment and regulation of odour impacts. Atmospheric Environment, 43, p. 196-206.

Proença, H. C., Souza, L. H. P., Jardim, W., Toledo Filho, E. T. L., Felix, A. D. S., & Reda, A. L. L. (2016). Inovação no tratamento de esgoto em sistema isolado: viabilidade da aplicação da tecnologia Cleartec® num condomínio privado. In: XVI Safety, Health and Environment World Congress, Salvador-Ba, 14-19. Anais do XVI Safety, Health and Environment World Congress, Salvador-BA.

Ribeiro, G. N. (2014). Uso de geotecnologias no estudo da degradação das terras no município de Sumé-PB. Campina Grande, Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola). Universidade Federal de Campina Grande.

Sanesalto. (2016). Funcionamento da estação de tratamento de esgoto ST Isabel. Disponível em: http://www.sanesalto.com.br/servicos/tratamento-de-esgoto

Sena, J. P. O., Lucena, D. B., & Ribeiro, G. N. (2017). Eventos extremos de precipitação no sertão paraibano: Variação espaço-temporal. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 12 (4), p. 748-755.

Silva, F. H. B. (1994). Caracterização dos Padrões de Drenagem a partir de técnicas de Sensoriamento Remoto para Uso em Levantamentos de reconhecimento (Alta Intensidade) de Solos. Campina Grande, Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola). Universidade Federal de Campina Grande.

Silva, A. B. (2007). Avaliação da produção de odor na estação de tratamento de esgoto Paranoá e seus problemas associados. Brasília, Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos). Universidade de Brasília.

Silva e Sousa, T. J., Alonso, J. M., Leles, P. S. S., Silva Abel, E. L., Ribeiro, J. G., & Silva Santana, J. E. (2019). Mudas de Luehea divaricata produzidas com biossólido de duas estações de tratamento de esgoto. Advances in Forestry Science, 6 (2), p. 595-601.

SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. (2016). Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos – 2014, SNSA/MCIDADES, Ministério das Cidades, Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, Brasília.

Souza, R. C, & Salvador, N. N. B. (1997). “Proposta para Avaliação dos Impactos Sociais nos Processos de Implantação e Operação dos Serviços de Tratamento de Esgotos Sanitários”. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, 2 (3), p. 91-95.

Tavares, F. V. F. (2008). Remoção de surfactantes aniônicos em filtros biológicos percoladores com diferentes meios suporte aplicados ao pós-tratamento de efluentes de reatores UASB. Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais.

Vaz, A. P. R., Ducatti, M. L., & Pasqualetto, A. (2003). Avaliação de impactos ambientais nas estações de tratamento de esgotos sanitários: ETE–Lajes, Aparecida de Goiânia–GO. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), 1, p. 1-17.

Vergara, S. C. (2000). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3.ed. Rio de Janeiro: Atlas.

Published

10/08/2021

How to Cite

BARBOSA, R. B. G.; ALMEIDA, R. de S. .; MEIRA, A. C. S. .; SILVA, D. R. S.; MOURA, L. B. .; PESSOA, T. Identification of socio-environmental impacts resulting from the implementation of the sewage treatment station in the Semi-arid Region of Paraíba. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e263101018678, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18678. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18678. Acesso em: 21 oct. 2021.

Issue

Section

Engineerings