Anthropogenic actions and exploitation of environmental resources in rural areas, in the north of RS: historical and cultural issues and challenges to project new attitudes

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.19245

Keywords:

Anthropogenic actions; North of RS; Environment; Sustainability.

Abstract

The objective of this text is to reflect on historical, cultural aspects and anthropic actions in rural areas in the exploration of environmental resources, in the northern region of the state of Rio Grande do Sul. post-colonization and insertion of European migrants in the 20th century, the establishment of relations of production and use of natural resources and impacts generated by agricultural production. Therefore, it uses bibliographical sources, theoretical reflections and a diagnostic study carried out in twelve municipalities in the region. It points to the need to build new cultural perspectives, public policies, training programs and environmental education, in order to develop a collective social awareness capable of expanding the sustainable use of environmental resources, enabling the development of rural properties and the strengthening of chains productive.

Author Biographies

Genesio Mario da Rosa, Universidade Federal de Santa Maria

Prof. Associado do Departamento de Engenharia Florestal  Universidade Federal de Santa Maria-RS Campus de Frederico Westphalen 

Fabiana Regina da Silva, Universidade Federal de Santa Maria

Graduada em História/Licenciatura/URI Especialista em Gestão Educacional/UFSM Mestre em Educação/UFSM Doutora em História/UFSM  

Jefferson Alves da Costa Júnior, Universidade Federal de Santa Maria

Prof. Associado do Departamento de Engenharia e Tecnologia Ambiental  Universidade Federal de Santa Maria-RS Campus de Frederico Westphalen 

References

Aleixo, L. S. P. & Bastos, S. P. (2017). Direito ao meio ambiente: um direito humano. Direitos humanos e meio ambiente. Fortaleza: Expressão, 133-151.

Aumond, J. J. (1999). Desenvolvimento sustentável: realidade ou utopia? Revista de Estudos Ambientais. Blumenau: FURB / IPA, v. 1, n. 2, pp. 5-11.

Avelar, B. C. M. & Paschoal, S. R. R. I. (2012). Política Ambiental Municipal: importância do Plano Diretor em normatizar a ocupação e expansão urbana no que tange ao desenvolvimento sustentável e recuperação ambiental. In: Revista Âmbito Júridico. Direito Ambiental.

Bauman, Z. (2012). Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro- RJ: Zahar, 328p.

Brasil, Governo Federal. (1998). Lei Nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.

Brasil, Governo Federal. (1999). Lei de educação ambiental nº 9.795/99.

Brasil. (1988). Constituição Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal: Centro Gráfico, 296p.

Brasil. (2001). Estatuto da Cidade: Lei nº 10.257. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 273 p.

Brasil. (2011) Governo Federal. Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.

Brasil. (2011). Governo Federal. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação.

Brito, F. (2006). Corredores Ecológicos: uma estratégia integradora na gestão de ecossistemas. Florianópolis, UFSC.

Brundtland, G. H. (Org.). (1987). Nosso futuro comum. Rio de Janeiro: FGV.

Bulzico, B. A. A. (2009). O direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado: origens, definições e reflexos na ordem constitucional brasileira. 236 fl. Dissertação (Mestrado em Direitos Fundamentais e Democracia). Faculdades Integradas do Brasil, Curitiba.

Camerini, J. C. B. (2009). Os instrumentos jurídico-econômicos e a construção do desenvolvimento sustentável. Uma reflexão sobre o ICMS ecológico. Jus Navigandi, Teresina, ano 14, n. 2330.

Ceretta, C. A., Basso, C. J., Pavinato, P. S., Trentin, E. E. & Girotto, E. (2005). Produtividade de grãos de milho, produção de matéria seca e acúmulo de nitrogênio, fósforo e potássio na rotação aveia preta/milho/nabo forrageiro com aplicação de dejeto líquido de suínos. Ciência Rural, 35, 1287-1295.

Cmds, C. M. S. D. S. (2002). Plano de Implementação de Johanesburgo. Organização das Nações Unidas. Johanesburgo.

CNUMAH. (1972). Declaração de Estocolmo sobre o ambiente humano. Estocolmo.

Coimbra, J. de Á. A. (2000). Considerações sobre a interdisciplinaridade. Interdisciplinaridade em ciências ambientais, p. 52-70.

Conceição, F. T. D., Mazzini, F., Moruzzi, R. B. & Navarro, G. R. B. (2014). Influências naturais e antrópicas na qualidade da água subterrânea de poços de abastecimento público na área urbana de Marília (SP). Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 19(3), 227-238.

Drummond, J. A. & Schroeder, A. (1998). Programas de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e similares no Brasil - uma listagem preliminar. Rev. Ambiente & Sociedade. Campinas: NEPAM, nº. 2, p.139.

Embrapa. (2013). Centro Nacional de Pesquisas de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 353p.

Geraldino, C. F. G. (2014). Uma definição de meio ambiente. GEOUSP – Espaço e Tempo (Online), São Paulo, v. 18, n. 2, p. 403-415.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Editora, Atlas SA.

Gould, S. J. (2006). Darwin e os grandes enigmas da vida. Martins Fontes.

Hartshorne, R. (1978). Propósitos e natureza da geografia. 2. ed. Trad. Thomaz N. Neto. São Paulo: Hucitec.

IBGE. (2010). Censo demográfico. Disponível em: http://www. ibge. gov. br.

Junges, J. R. (2004). Ética Ambiental. São Leopoldo: UNISINOS.

Lago, A. A. C. (2007). Estocolmo, Rio, Joanesburgo: o Brasil e a três conferências ambientais das Nações Unidas. Thesaurus Editora.

Leff, E. (2001). Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Ed. 2, Petrópolis, RJ, Vozes/PNUMA. 343p.

Lewontin, R. (1998). A tripla hélice. São Paulo: Companhia das Letras.

Mattos, P. & Rodrigues, R. G. (2010). O desenvolvimento do diagnóstico estratégico em propriedades rurais do agronegócio: análise ambiental em uma propriedade rural familiar.

Mesquita, A. P. & Ferreira, W. R. (2017). O Município e o planejamento rural: o plano diretor municipal como instrumento de ordenamento das áreas rurais. Espaço em Revista, v. 18, n. 1.

Minayo, M. C. S. (2002). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 21ª ed. Petrópolis- RJ: Vozes. 80p.

Peloggia, A. U. G. (1997). Delineação e Aprofundamento temático da Geologia do Tecnógeno do Município de São Paulo (As consequências geológicas da ação do homem sobre a natureza e as determinações geológicas da ação humana em suas particularidades referentes à precária ocupação urbana). São Paulo, 262p. (Tese de Doutoramento, Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo).

Pietroblli, A. C.; Sorgato, A. C.; Targino, A. P.; Storck, A.; Mendonça, A. M.; Wastowski, A. D.; Nery, B. J.; Rosa, G. M.; Garlet, G.; Costa Junior, J. A.; Silva, J. C.; Stumm, J. O; Rosa, J. S. M.; Oliveira, L. P.; Silva, L.; Sippert, L. R.; Munaretto, L. F.; Natalli, L. E.; Gabriel, M.; Golombieski, R. M.; Schneider, S. I.; Barros, S. & Storck, T. R.. (2018). Desenvolvimento Sustentável Regional; fortalecimento de cadeias produtivas da agricultura familiar. 1. ed. Frederico Westphalen: Grafimax, v. 1. 282p.

Reigota, M. (2017). O que é educação ambiental. Brasiliense.

Rosa, G. M. D., Gabriel, M., da Silva, J. C., Mendonça, A. M., Junior, J. A. C., & Wastowski, A. D. (2018). Leaching of the different forms of nitrogen by the application of poultry litter, swine waste, and mineral nitrogen on corn cultures (Zea mays L.). Environmental quality management, 28(1), 131-138.

Rüsen, J. (2014). Cultura Faz Sentido: orientações entre o ontem e o amanhã. Petrópolis, RJ: Editora Vozes.

Rüsen, J. (2015). Teoria da História: Uma teoria da história como ciência. Curitiba: Editora UFPR.

Silva, F. R. (2014). A Constituição dos Processos Educacionais: História da Educação em Frederico Westphalen/RS (1917 – 1950). 197 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria – RS.

Silva, F. R. (2019). Associações polonesas União das Sociedades Kultura e Oswiata (Curitiba - PR) – antagonismos e polonidade(s) na diáspora (1890-1939). 407 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria - RS.

Valeirão, K.; Oliveira, A. R. (2013). Governamentalidade e práxis educacional na contemporaneidade. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 27, n. 54, p. 559-578.

Published

15/08/2021

How to Cite

ROSA, G. M. da; SILVA, F. R. da; COSTA JÚNIOR, J. A. da. Anthropogenic actions and exploitation of environmental resources in rural areas, in the north of RS: historical and cultural issues and challenges to project new attitudes . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e463101019245, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.19245. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19245. Acesso em: 24 oct. 2021.

Issue

Section

Review Article