What is good for the voice: analysis of information used by the internet

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i12.20065

Keywords:

Voice; Habits; Internet; Health Promotion; Access to information.

Abstract

Analyze the form and content of information about what is good for the voice, served on ten most accessed Google Platform sites. This descriptive research did not need to be referred to the University Ethics Committee. The platform chosen to search the data was Google, as it became the main internet search tool. On April 15, 2021, the Google platform was accessed the phrase "what is good for the voice" was inserted for data search. At that time, the registration of approximately 142,000,000 results was made, and the ten links of the first page were selected. The findings were presented in numerical form and percentage. The results indicate that the sites use words that are easy to understand (100%), point to the importance of eating apple (90%) and liquids (90%) and warn against milk and derivatives (30%), and do use of screams and whispers (50%). It was concluded that these sites portray information present in the literature. However, aspects related to general health should be highlighted and related to voice production.

References

Este artigo é uma Adaptação de Trabalho de Conclusão de Curso de Sara Giovana Simões Gibeli.

Amorim, E. M., & Lima, S. C. (2017). Ensino de língua inglesa e letramento digital: uma análise de atividades em sites gratuitos de idiomas. Artefactum – Revista de estudos em linguagem e tecnologia, 15(2), 1-10.

Aydos, R. B. S., Motta, L., & Teixeira, S. B. (2000). Eficácia da hidratação na redução de queixas vocais de professores. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol, 14, 10-15.

Bardin L. (2006). Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Behlau, M. A., & Pontes, P. A. (2009). Higiene Vocal: cuidando da voz. Rio de Janeiro: Revinter.

Behlau, M., Madazio, G., Rehder, M. I., Azevedo, R., & Ferreira, A. E. Voz profissional: Aspectos Gerais da Atuação Fonoaudiológica. In: M. S., Behlau (Ed.). Voz: o livro do especialista. (2 ed., pp. 287-367). Rio de Janeiro: Revinter.

Buarque, C. (1991). A voz do dono e o dono da voz. Almanaque.

Cgi.br (2021). Três em cada quatro brasileiros já utilizam a Internet, aponta pesquisa TIC Domicílios 2019. Disponível em: https://www.cgi.br/noticia/releases/tres-em-cada-quatro-brasileiros-ja-utilizam-a-internet-aponta-pesquisa-tic-domicilios-2019.

Costa, A. G., Monteiro, E. M. L. M., Vieira, N. F. C., & Barroso, M. G. T. (2004). A dança como meio de conhecimento do corpo para promoção da saúde dos adolescentes. DST j. bras. Doenças sex. transm, 16 (3), 43-9.

Czeresnia, D. (2003). O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: D., Czeresnia, C. M., & Freitas (Eds.), Promoção da Saúde: conceitos, reflexões, tendências. (1 ed., pp.39-53). Rio de Janeiro: Fiocruz.

Dessie-Leite, A. P., Duprat, A. C., & Busch, R. (2011). Comparação de hábitos de bem-estar vocal entre cantores líricos e populares. Rev. CEFAC, 13(1), 123-131.https://doi.org/10.1590/S1516-18462010005000118.

Dornelas, R., Giannini, S. P., & Ferreira, L. P. (2015). Dia Mundial da Voz em notícia: análise das reportagens sobre a Campanha da Voz no Brasil. CoDAS. 27(5), 492-7. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20152014204.

Ferreira, L. P., Alves, I. A., Esteves, A. A., & Biserra, M. P. (2012). Voz do professor: fatores predisponentes para o bem-estar vocal. Distúrb Comum, 24(3), 379-387.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2009). 17,2% dos brasileiros fumam; 52,1% deles pensam em parar. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo.html?busca=1&id=1&idnoticia=1505&t=17-2-brasileiros-fumam-52-1-deles-pensam-parar&view=noticia.

Instituto Nacional do Câncer. (2021). Dados e números da prevalência do tabagismo. Disponível em: https://www.inca.gov.br/observatorio-da-politica-nacional-de-controle-do-tabaco/dados-e-numeros-prevalencia-tabagismo.

Instituto Nacional do Câncer. (2019). Câncer de laringe. Disponível em:https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-laringe.

Junqueira P. A. S., & Trezza, P. A. (2006). Princípios básicos da terapia vocal. In S. S. Costa; O. L. M. Cruz; & J. A. O. Oliveira (Eds.), Otorrinolaringologia: princípios e práticas. (2 ed.) Porto Alegre: Artmed.

Konflanz, A. L., Rodrigues, S. A. Jr., Ferreti, F., & Lutinski, J. A. (2021). Promoção da saúde realizada pela Estratégia de Saúde Bucal em municípios do sul do Brasil. Research, Society and Developmen, 10(10), 1-10. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18814.

Kyrillos, L., Cotes, C., & Feijó, D. (2003). Voz e corpo na TV: A fonoaudiologia a serviço da comunicação. São Paulo: Globo.

Moura, E. C., & Malta, D. C. (2011). Consumo de bebidas alcóolicas na população adulta brasileira: características sociodemográficas e tendência. Rev. bras. epidemiol, 14(1), 61-70.

https://doi.org/10.1590/S1415-790X2011000500007.

Paolucci, R., Neto, A. P., & Luiza, R. (2016). Avaliação da qualidade da informação em sites de tuberculose: análise de uma experiência participativa. Saúde debate, 41, 84-100. https://doi.org/10.1590/0103-11042017S08.

Passanha, A., Garcia, H. S., Certavo-Mancuso, A. M., Andrade, S. C., & Vieira, V. L. (2011). Caracterização do consumo de leite em idosos. Rev. bras. crescimento desenvolv. hum., 21(2), 319-326.

Parente, F. S., Oliveira, R. C. M., Santos, L. C. M., Tsukimata, M. Y., Silva, J. M. R., Sacramento, R. C, Vasconcelos, L. A., Pereira, C. E. A., Sousa, J. S., & Lopes, L. J. S. (2020). Health Education: a socio educational tool for health promotion for children in a public school in Belém do Pará, Brazil. Research, Society and Developmen, 9(7), 1-13. http://dx.doi.org/10.33448/rs-v9i7.3896.

Penteado, R. Z., Chun, R. Y., & Silva, R. C. (2005). Do Higienismo às ações promotoras de saúde: a trajetória em saúde vocal. Distúrb Comum, 17(1), 9-17.

Pinho, S. R. M. (1998). Fundamentos em Fonoaudiologia - Tratando os Distúrbios da Voz. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan.

Ribeiro, V. V., Frigo, L. F., Bastilha, G. R., & Cielo, C. A. (2016). Aquecimento e desaquecimento vocais: revisão sistemática. Rev. CEFAC, 18(6), 1456-1465. https://doi.org/10.1590/1982-0216201618617215.

Serafim, A. L., Vieira, E. L., & Lindemann, I. L. (2004). Importância da água no organismo humano. VIDYA- Revista eletrônica, 24, 147-150.

Sobreira, F. (2018). Primeira página do Google não é a mais importante. Disponível em: https://flammo.com.br/blog/primeira-pagina-do-google/.

Souza T., Mello, T. (1998). Um século de cuidados com a voz profissional falada: a contribuição da fonoaudiologia. Dissertação mestrado, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Silva, N. K. S. de., Bandeira, M. P. A., & Sousa, K. Y. B. de. (2021). Perfil vocal dos professores de uma escola filantrópica da Cidade de Teresina. Research, Society and Developmen, 10(8), 1-13. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3896.

Teixeira, M. A. B. Jr., Sferra, L. F. B., & Bottcher, L. B. (2011). A importância do lazer para a qualidade de vida do trabalhador. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto.

Vieira, V. P. (2012). Distúrbios da voz – “rouquidão”. Orientações baseadas em evidências para os pacientes. Diagn Tratamento, 17(3), 138-9.

Viola, I. C. (1997). Estudo descritivo das crenças populares no tratamento das alterações vocais em profissionais da voz. Dissertação de mestrado, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Pauto, SP, Brasil.

We are social e hootsuite. (2021). Disponível em: https://www.amper.ag/post/we-are-social-e-hootsuite-digital-2021-resumo-e-relat%C3%B3rio-completo.

Wolff, G.S. (2014). Relação entre voz e doença do refluxo em cantores: revisão de literatura. Monografia de graduação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. SC, Brasil.

Published

25/09/2021

How to Cite

GIBELI , S. G. S. .; FERREIRA , L. P. .; RANGEL, A. C. F. . What is good for the voice: analysis of information used by the internet. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 12, p. e414101220065, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i12.20065. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/20065. Acesso em: 17 apr. 2024.

Issue

Section

Health Sciences