Construction and validation of an instrument for nursing consultation for patients from target groups or with chronic kidney disease in primary health care

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i12.20200

Keywords:

Technology; Nursing; Chronic kidney disease; Validation.

Abstract

The study aimed to build and validate an instrument for nursing consultation to patients from target groups or with chronic kidney disease in Primary Health Care. This is a methodological research of the development of tools type. The study was carried out in four phases: 1. Construction of the instrument based on an integrative literature review, 2. Conception of the instrument that covered the stages of the nursing process, 3. Recruitment of judges to participate in the study, and 4. Content validation regarding the structure, presentation, clarity and relevance of the material with 18 judges. Data analysis was performed based on the Content Validation Index (CVI) and the binomial test to assess the experts' agreement and consistency in relation to the instrument's items. In the statistical analysis, the instrument's global CVI was 0.90 (95%CI: 0.86 – 0.93). When performing the binomial test to identify agreement between the evaluators, it was observed that when an agreement of 80% was stipulated, it was not possible to obtain differences between the judges. As for the evaluation of the items of the nursing consultation instrument, 94.4% (n=17) of the judges considered that all aspects of the history, nursing diagnoses and interventions and results were clear and relevant. It is concluded that the study achieved its objectives regarding the validation of contents such as structure, presentation, clarity and relevance of the material. It was found that all content contained in the instrument was considered significant for improving the quality of nursing consultations for patients from target groups or patients with CKD.

Author Biographies

Welmer Danilo Rodrigues Rocha, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

Graduado em Enfermagem pela Faculdade Guaraí - FAG (2011), especialista em Nefrologia Multidisciplinar (2016) pela Universidade Federal do Maranhão/UNASUS e especialista em Urgência e Emergência (2016) pela Universidade Cândido Mendes. Mestrando em em Engenharia Biomédica pela Universidade Brasil. Atualmente enfermeiro do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins campus Colinas do Tocantins e docente na Faculdade de Colinas do Tocantins - Grupo Uniesp.

Nivaldo Antonio Parizotto, Universidade Federal da Paraíba

Nivaldo Antonio Parizotto fez a graduação em Fisioterapia na PUC de Campinas, mestrado em Fisiologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) e concluiu o doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas em 1998. Realizou seu estudos de Pós-doutorado no Wellman Center for Photomedicine da Harvard Medical School em Boston (USA). Atualmente é PROFESSOR TITULAR SÊNIOR da Universidade Federal de São Carlos, Professor visitante do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraíba em João Pessoa e está como professor da UNIARA no PPG-Biotecnologia (Medicina Regenerativa e Química Medicinal) e professor colaborador no PPG-Engenharia Biomédica da Universidade Brasil.

References

Alexandre, N. M. C. & Coluci, M. Z. O. (2011). Validade de conteúdo nos processos de construção e adaptação de instrumentos de medidas. Ciência & Saúde Coletiva https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000800006

Barbosa, A. C. Q. & Rodrigues, J. M. (2006). Primeiro censo de recursos humanos da atenção primária do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: Observatório de Recursos Humanos em Saúde, UFMG,

Bastos, R. M. R. & Bastos, M. G. (2007). Inserção do programa de saúde da família na prevenção da doença renal crônica. J. Bras. Nefrol., 29, 32-34.

Campos, G. W. S., Guerrero, A. V. P. (2008). Manual de práticas de atenção básica: saúde ampliada e compartilhada. Aderaldo & Rothschild.

Brasil. (2009). Conselho Federal de Enfermagem (BR). Resolução Nº 358 do Conselho Federal de Enfermagem, de 15 de outubro de 2009 (BR). Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem, e dá outras providências. http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

Brasil. (2017). Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução COFEN nº 564, de 6 de novembro de 2017. Aprova a reformulação do Código de Ética dos profissionais de enfermagem. http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-5642017_59145.html

Doak, C. C., Doak, L. G., & Root, J. H. Teaching patients with low literacy skills. (2a ed.), Lippincott, 1996.

Echer, I. C. Elaboração de manuais de orientação para o cuidado em saúde. Revista Latino-Americana de Enfermagem. 2005. https://doi.org/10.1590/S0104-11692005000500022

Herdman, T. H. & Kamitsuru, S. (2017). NANDA International nursing diagnoses: Definitions classification, 2018-2020. Theime, http://dx.doi.org/10.1055/b-006-161141

Hoerger, T. J., Simpson S. A., Yarnoff B. O., Pavkov M. E., Burrows N. R., Saydah S. H., Williams D. E., & Zhuo X, (2015). The future burden of CKD in the United States: a simulation model for the CDC CKD Initiative. American Journal of Kidney Diseases, 65, 403–411...

Kidney Disease: Improving Global Outcomes (KDIGO) CKD Work Group. Leitura rápida do KDIGO 2012: Diretrizes para avaliação e manuseio da doença renal crônica na prática clínica. Kidney Int (Suppl) 2013, 3:1-150. https://www.scielo.br/pdf/jbn/v36n1/0101-2800-jbn-36-01-0063.pdf.

Lopes, M. V. O., Silva, V. M., & Araújo, T. L. (2013). Validation of nursing diagnosis: challenges and alternatives. Rev Bras Enferm. 66, 649-55, http://dx.doi.org/10.1590/S0034- 71672013000500002. https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672013000500002&script=sci_abstract

Lucian, R., & Dornelas, J. S. (2015). Mensuração de Atitude: Proposição de um Protocolo de Elaboração de Escalas. Revista de Administração Contemporânea, 19, 157-177.

Monteiro, G. T. R., & Hora, H. R. M. (2014). Pesquisa em saúde pública: como desenvolver e validar instrumentos de coleta de dados. Curitiba: Appris,.

Moreira, M. F., Nóbrega, M. M. L. & Silva, M. I. T. (2003). Comunicação escrita: contribuição para a elaboração de material educativo em saúde. Revista Brasileira de Enfermagem. https://doi.org/10.1590/S0034-71672003000200015

Oliveira, L. L., Mendes, I. C., Balsells, M. M. D., Bernardo, E. B. R., Castro, R. C. M. B., Aquino, P. S. & Damasceno, A. K. C. (2019). Educational hypermedia in nursing assistance at birth: building and validation of content and appearance. Rev Bras Enferm. https://doi.org/10.1590/0034-7167/2018-0163

Organização Pan-Americana da Saúde. (2015). Plano de ação sobre a saúde dos trabalhadores. 54º Conselho Diretor da OPAS, 67ª Sessão do Comitê Regional da OMS para as Américas, de 28 de setembro a 2 de outubro de 2015, Washington, DC. Washington, DC: OPAS.

Paula, E. A., Costa, M. B., Colugnati, F. A. B., Bastos, R. M. R., Vanelli, C. P., Leite, C. C. A., Caminhas, M. S., & Paula R. B. (2016). Strengths of primary healthcare regarding care provided for chronic kidney disease. Rev. Latino-Am. Enfermagem. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.1234.2801.

Polit, D. F. & Beck, C. T. (2019). Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. (9a ed.), p.196, Artmed.

Saraceni, V., & Miranda, A. E. (2012). Relação entre a cobertura da Estratégia Saúde da Família e o diagnóstico de sífilis na gestação e sífilis congênita. Cadernos de Saúde Pública. 28, 490-496. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2012000300009

Seixas, P. (2009). Avanços e perspectivas na política de gestão de recursos humanos: desenvolvimento de pessoas e qualificação dos profissionais do SUS/SP. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) 48, 15-25 <http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-18122009000300004&lng=pt&nrm=iso

Travagim, D. A. S., & Kusumota, L. (2009). Atuação do enfermeiro na prevenção e progressão da doença renal crônica. Rev Enferm UERJ., 17, 388-93.

Wynd, C. A., Schmidt B., & Schaefer, M. A. (2003). Two quantitative approaches for estimating content validity. West J Nurs Res. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12955968/

Published

16/09/2021

How to Cite

ROCHA, W. D. R.; PARIZOTTO, N. A. . Construction and validation of an instrument for nursing consultation for patients from target groups or with chronic kidney disease in primary health care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 12, p. e149101220200, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i12.20200. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/20200. Acesso em: 3 mar. 2024.

Issue

Section

Engineerings