Oral health conditions in children from a public school in the south zone of João Pessoa – PB

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21202

Keywords:

Dental caries; Oral health.; Dental caries.; Public health; Pediatric dentistry.; Public health.

Abstract

This study aimed to evaluate the oral health condition of children and adolescents, verifying the prevalence of dental caries according to sex and age in students from elementary school in João Pessoa-PB, using the CPO-D and CEO-d indexes. It was an epidemiological, descriptive research, based on bibliographical study and can be characterized as observational of a transversal nature, through the intensive direct technique, with a quantitative approach. Of the 412 students, the sample totaled 52 children between 5 and 12 years old, being 31 female (59,6%) and 21 male (40,4%). The instrument for data collection was an evaluation form with the date of the examination, age and gender of the participants, as well as a model for filling out the dental chart. The collected data were stored in the StatisticalPackage for Social Sciences (SPSS) for Windows, version 20.0 database and analyzed using descriptive statistics. According to the results, it is observed that the evaluated students have a low prevalence of tooth decay both in primary dentition with a mean CEO-D value of 0.84, and in permanent dentition with a mean CPO-D of 1.04, satisfactory in relation to the national average. The importance of implementing and continuing education, prevention and oral health promotion programs aimed at this population was concluded, and the need for greater dental care, especially in primary dentition, was highlighted.

References

Antunes, J. L. F. & Narvai, P. C. (2010). Políticas de saúde bucal no Brasil e seu impacto sobre as desigualdades em saúde. Revista Saúde Pública, São Paulo, 44(2), 360-365.

Araujo, M. V. A. (2003). Estudo das condições de saúde bucal e necessidades de tratamento em pacientes do curso de odontologia da Universidade Federal do Pará. Dissertação de Mestrado em Clínica Integrada - Faculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Azevedo, A. C.; Valença, A. M. G. & Neto, E. A. L. (2012) Perfil epidemiológico da cárie dentária em escolares de 5 e 12 anos residentes no Município de Bayeux, Paraíba Arq Odontol. 48(2), 68-75.

Barros, A. J. D. & Bertoldi, A. D. (2002) Desigualdades na utilização e no acesso a serviços odontológicos: uma avaliação em nível nacional. Rev. Ciência e Saúbarrde Coletiva., 7(4), 709-717.

Bernardes, A. F. S., Campos Filho, M. A., Nascimento, F. S. (2020). Cárie dentária: índice CPO-D na região norte conforme as metas da organização mundial da saúde. Faculdades Cathedral. Trabalho de conclusão de curso.

Berti, M. et. al. (2013). Levantamento epidemiológico de cárie dentária em escolares de 5 a 12 anos de idade do município de Cascavel – PR. Cad. Saúde Coletiva. 21(4), 403-406.

Brito, Z. R. G. (2019). Série histórica de levantamentos epidemiológicos: planejamento e organização da saúde bucal de caratinga. Sistema UMA – SUS. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Fontelles, M. J.,et al. (2009). Metodologia da pesquisa científica: diretrizes para a elaboração de um protocolo de pesquisa.

Geus, J. L. et al. (2003). Prevalência de cárie e autopercepção da condição de saúde bucal entre crianças de escolas urbanas e rurais de Ponta Grossa – PR. Pesquisa brasileira odontopediatria clínica integrada. João Pessoa – PB, 13(1), 111-117.

Godoy, A. S. (1995). Pesquisa qualitativa - tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, 35(3), 20-29.

Luenenberg, L. N., Pires, P. S. (2020). Índice CPO-D em escolares da faixa etária de 12 anos – revisão integrativa. Repositório da Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC.

Matos, D. L. et al. Bambuí Project: an evaluation of private, public and unionized dental services. Rev. Saúde Pública, São Paulo, 36(2), 237- 43.

Mello, T. R.C. & Aantunes, J. L. F. (2004). Prevalência de cárie dentária em escolares da região rural de Itapetininga, São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, 20(3), 829-835.

Moraes, M. E. L. et al. (2002). Prevalência de cárie pelo índice CPO-D em portadores de síndrome de Down PGRO-Pós-Grad. Rev Odontol, 5(2).

Moraes, S. N. S.; Arsenian, M. B. & Tucci, R. (20014). Avaliação clínica e utilização do índice CPO-D/“ceo-d” em crianças da Escola Municipal José Carlos Porto-Paraty/RJ. J Health Sci Inst. 32(3), 235-40.

Organização mundial da saúde (OMS). Levantamentos básicos em saúde bucal: manual de instruções. 3. ed. São Paulo: Santos, 1991.

Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [free e-book]. Santa Maria/RS. Ed. UAB/NTE/UFSM.

Ribeiro, R. B. (2019). Índice CPOD e fatores associados dos moradores do bairro João XXIII no município de Caicó-RN. Dissertação de Mestrado Profissional em Educação, Trabalho e Inovação em Medicina - Escola Multicampi de Ciências Médicas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

Traebert, J. L. et al. (2001). Prevalência e severidade da cárie dentária em escolares de seis e doze anos de idade* Rev Saúde Pública, 35(3), 283-8.

Unfer, B. & Saliba, B. O. (2000). Avaliação do conhecimento popular e práticas cotidianas em saúde bucal. Rev Saúde Pública. São Paulo, 34(2), 19.

Vasconcelos, F. G. G. et al. (2018). Evolução dos Índices CEO-D/CPO-D e de Cuidados Odontológicos em Crianças e Adolescentes com Base no SB Brasil 2003 e SB Brasil 2010. R bras ci Saúde, 22(4), 333-340.

Published

15/10/2021

How to Cite

GUSMÃO, G. P. de .; LIMA, D. T. de B. .; GUSMÃO, M. L. P. de .; TORRES, B. O. .; BATISTA, M. I. H. de M. .; MARTINS, Y. V. de M. . Oral health conditions in children from a public school in the south zone of João Pessoa – PB . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e331101321202, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21202. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21202. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences