Specialization and specialty in Physiotherapy: strategies for professional qualification

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21865

Keywords:

Physiotherapy; Specialization; Physiotherapy specialty; Professional qualification.

Abstract

Physical therapy is the profession that, among many competencies and skills, aims to develop, maintain, and restore movement and functional capacity throughout life. The specialization in this profession has a great contribution and enhances the technical capacity and assertive decision making in what corresponds to the promotion, prevention and recovery of the health of their patients. In view of this, this study aimed to describe the specializations and specialties in physical therapy as strategies for training and professional qualification. A descriptive bibliographic review was carried out using the following databases as a source: SciELO, COFFITO, CREFITOS and Health Sciences Descriptors. The importance and contribution of the processes of specializations and specialties was observed for the formation and professional qualification of the physiotherapist, from the moment of reflecting on the specialty during graduation to the application of the knowledge and praxis in the day-to-day work of assistance or teaching acquired in the specializations. It was also observed which strategies and tools are used for training and improvement for the physical therapy professional. It is estimated that physical therapists seek more qualification either through Latu Sensu, Stricto Sensu specializations and/or Professional Specialty through qualification exams, so that they can act in a more precise way in the health-disease process of the population and improve their practice.

References

ABRAFIDEF. 2012. Especialização e especialidade. Edital ABRAFIDEF. Editorial. Fisioter. Pesqui. 19 (2). Jun. https://www.scielo.br/j/fp/a/NBgjMKBT49n886DsYPFvBJD/?lang=pt.

Almeida, A. L. J & Guimarães, R. B. 2009. O Lugar Social do Fisioterapeuta Brasileiro. Fisioter. Pesqui., São Paulo , v. 16, n. 1, p. 82-88, Mar.

Barros, F. B. M. 2008. Poliomielite, Filantropia E Fisioterapia: O Nascimento Da Profissão De Fisioterapeuta No Rio De Janeiro Dos Anos 1950. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 13, n. 3, p. 941-954, June.

Bispo Junior, J. P. 2009. Formação Em Fisioterapia No Brasil: Reflexões Sobre A Expansão Do Ensino E Os Modelos De Formação. Hist. cienc. saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 16, n. 3, p. 655-668, Set.

Carvalho, C., R.A. Hennington, E. A. 2015. A Abordagem Do Envelhecimento Na Formação Universitária Dos Profissionais De Saúde: Uma Revisão Integrativa. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol, Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 417-431.

Coffito, conselho federal de fisioterapia e terapia ocupacional. 1987. Resolução n. 80. Baixa Atos Complementares à Resolução COFFITO-8, relativa ao exercício profissional do Fisioterapeuta, e à Resolução COFFITO-37, relativa ao registro de empresas nos Conselhos Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Seção I, p. 7609.

Costa, C. M. M. et al. 2014. Contribuições Da Pós-Graduação Na Área Da Saúde Para A Formação Profissional: Relato De Experiência. Saúde soc., São Paulo , v. 23, n. 4, p. 1471-1481, Dec.

Crefito 1, conselho regional de fisioterapia e terapia ocupacional 1ª Região. 2021. Definição de fisioterapia e áreas de atuação. https://www.crefito1.org.br/profissoes/fisioterapia/.

Crefito 2, conselho regional de fisioterapia e terapia ocupacional 2ª região. Especialidades. 2021. http://www.crefito2.gov.br/Fisioterapia/especialidades/--34.html.

Crefito 3, conselho regional de fisioterapia e terapia ocupacional 3ª região. 2021. Definição. http://www.crefito3.org.br/dsn/Fisioterapia.asp. Acesso em 14 de Out. 2021.

Crefito 4, conselho regional de fisioterapia e terapia ocupacional 4ª região. 2021. Especialidades. https://www.crefito1.org.br/profissoes/fisioterapia/.

Health Sciences Descriptors: DeCS. 2017. *. rev. and enl. ed. São Paulo: BIREME / PAHO / WHO. http://decs.bvsalud.org/I/homepagei.htm.

Hostins, R. C. L. 2013. Formação De Pesquisadores Em Programas De Excelência De Pós-Graduação Em Educação. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 18, n. 53, p. 415-434, June.

Jurdi, A. P. S. et al. 2018. Revisitar Processos: Revisão Da Matriz Curricular Do Curso De Terapia Ocupacional Da Universidade Federal De São Paulo. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 22, n. 65, p. 527-538, Apr.

Krawczyk, N. 2011. Reflexão Sobre Alguns Desafios Do Ensino Médio No Brasil Hoje. Cad. Pesqui., São Paulo , v. 41, n. 144, p. 752-769, Dec. 2011.

Maciel et al. 2017. Perspectivas E Motivações Para A Escolha Da Especialização: Uma Visão De Graduandos De Fisioterapia. Revista Brasileira de Saúde Funcional. vol 1, n 1.

Mariotti, M. C. et al. 2018. Características Profissionais, De Formação E Distribuição Geográfica Dos Fisioterapeutas do Paraná - Brasil. Fisioter. Pesqui., São Paulo , v. 24, n. 3, p. 295-302, Sept.

Mendonça & Farias. 2020. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Educação: teoria e prática, v. 30, n. 63, p. 1-7, 28 ago.

Moher et al. 2015. Preferred Reporting Items for Systematic Review and Meta-Analysis Protocols (PRISMA-P) 2015 statement. Syst Rev. 4(1):1. doi: 10.1186/2046-4053-4-1 .

Naves, C. R & Brick, V. S. 2011. Análise Quantitativa E Qualitativa Do Nível De Conhecimento Dos Alunos Do Curso De Fisioterapia Sobre A Atuação Do Fisioterapeuta Em Saúde Pública. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 16, supl. 1, p. 1525-1534.

Nobrega, A. C. L. 2000. A Importância Do Título De Especialista. Rev Bras Med Esporte, Niterói , v. 6, n. 1, p. III, Feb.

Pereira et al. 2018. Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UAB/NTE/UFSM 1. 1ª edição.

Pita, B. & Guirro, E. 2012. Especialização e Especialidade. Fisioter. Pesqui., São Paulo, v. 19, n. 2, p. 95-96, June.

Published

31/10/2021

How to Cite

SILVA, G. A. da .; TEIXEIRA, G. M. .; JUNIOR, R. S. D.; URUBÁ, C. V. T.; COSTA, L. da S.; PEREIRA, J. E. da S. . Specialization and specialty in Physiotherapy: strategies for professional qualification. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e231101421865, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21865. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21865. Acesso em: 19 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences