Quality of life in patients with pressure injuries

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i17.24391

Keywords:

Pressure injury; Quality of life; Nursing care.

Abstract

Objective. The present work aims to reflect on the quality of life in patients with pressure injuries. This writing is bibliographical in nature, as the proposal presented was investigated in scientific articles (GIL, 2011) for a better understanding of the research topic. Methodology. Thus, the following authors were used as authors: Portugal and Christovam (2018); Rodrigues and Soriano (2011); Moro and Caliri (2016) among others and others. Results. In addition, through the literature and systematic review, it was possible to perceive the barriers experienced by patients with pressure injuries, their incidence, among other markers that greatly affect the quality of life of these injured people (a), thus proposing solutions to improve their condition. clinical, as well as the sharing of information for the same and their family, and this becomes possible when (a) health professionals establish a clear, informative and objective language on the subject. In this sense, they (a) must have continued training on the theme-generator, as well as courses, readings, debates, among other means of exchanging knowledge. Conclusion. Therefore, their quality of life is notorious when there is equity in health care.

References

Ascari, R. A. et al. (2014) Úlcera por pressão: um desafio para a enfermagem. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, 6(1), 11-16. https://www.mastereditora.com.br/periodico/20140301_132755.pdf

Almeida, F., Costa, M. M. S., Ribeiro, E. E. S., Santos, D. C. O., Silva, N. D. A., Silva, R. E., Saraiva, K. P., & Pereira, P. C. B. (2019) Assistência de enfermagem na prevenção da lesão por pressão: uma revisão integrativa. Revista eletrônica acervo em saúde. https://doi.org/10.25248/reas.e1440.2019.

Almeida, S. et al. (2019). Depressão em pacientes com lesões traumáticas da medula espinhal e úlceras de pressão. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, 28(2), 282-288, https://doi.org/10.1590/S1983-51752013000200019.

Araujo, M. T. et al. (2019). Análise de custo da prevenção e do tratamento de lesão por pressão: revisão sistemática. Revista Enfermagem Atual In Derme, 89(27). https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/47.

Caldini, L. N. et al. (2018) Avaliação de tecnologia educativa sobre lesão por pressão baseada em indicadores de qualidade assistenciais.

https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-947609.

Ferro, J. S. R. et al. (2021). A influência das lesões por pressão na qualidade de vida e inclusão social: a percepção dos usuários de cadeiras de rodas. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde da UNIARP. https://doi.org/10.33362/ries.v9i1.1739.

Gil, A.C. (2011). Métodos e Técnicas de Pesquisa social. (6a ed.), Atlas,

Machado, D. O. et al. (2018). Cicatrização de lesões por pressão em pacientes acompanhados por um serviço de atenção domiciliar. Texto & Contexto-Enfermagem, 27(2). https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072018000200329&script=sci_abstract&tlng=pt.

Moro, J. V., & Caliri, M. H. L. (2016). Úlcera por pressão após a alta hospitalar e o cuidado em domicílio. Escola Anna Nery, 20(3). https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-783892.

Monteiro, D. S. et al. (2021). Incidência de lesões pele, risco e características clínicas de pacientes críticos. Texto & Contexto - Enfermagem [online]. 30, e20200125. https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2020-0125.

Mota, D. R. et al. (2016). Qualidade de vida em portadores de lesão medular com úlceras. Enfermaria Global. 5, 13-21. http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1695-61412016000200002&lang=pt.

Macedo, F. P. et al. (2018). Fatores associados a incidência de úlcera por pressão durante a internação hospitalar. Revista da Escola de Enfermagem da USP.51. https://doi.org/10.1590/s1980-220x2016015803223.

Munoz, N. et al. (2020). O papel da nutrição na prevenção e cura de lesões por pressão a recomendação da diretriz de pratica clinica internacional de 2019. Clinical Monagement Extra. 33, 123-136. https://journals.lww.com/aswcjournal/Fulltext/2020/03000/The_Role_of_Nutrition_for_Pressure_Injury.3.aspx.

National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP). (2016). Revista de Enfermagem do Centro Oeste Mineiro, 6(2). 10.19175/recom.v6i2.1423.

Oliveira, A. C et al. (2019). Qualidade de vida de pessoas com feridas crônicas. Acta Paulista de enfermagem, 32(2), 194-201. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002019000200194.

Pachá, H. H. P et al. (2018). Lesão por Pressão em Unidade de Terapia Intensiva: estudo de caso-controle. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(6), 3027-3034. https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672018000603027&script=sci_arttext&tlng=pt.

Portugal, L. B. A., & Christovam, B. P. (2018). Estimativa do Custo do Tratamento da Lesão por Pressão, Como Prevenir e Economizar Recursos. Revista Enfermagem Atual In Derme, 86(24). https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/93/18.

Rodrigues, A. M., Soriano, J. V. (2011). Fatores influenciadores dos cuidados de enfermagem domiciliários na prevenção de úlceras por pressão. Revista de Enfermagem Referência, (5), 55-63. http://dx.doi.org/10.12707/RIII1119

Souza, N. R et al. (2017). Fatores predisponentes para o desenvolvimento da lesão por pressão em pacientes idosos: uma revisão integrativa. Estima–Brazilian Journal of Enterostomal Therapy, 15(4). https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/442.

Sousa, S. A. M., da Silva Pires, P., Macedo, M. P., Oliveira, L. S., Batista, J. E. T., & Amaral, J. M. (2017). Lesão por pressão: incidência em unidades críticas de um hospital regional. https://pdfs.semanticscholar.org/4d1f/99ab60e81743744cc34b05596fa40eaac948.pdf .

Santos, C. T et al. (2020). Indicadores da nursing autocomes classification para avaliação de pacientes com lesão por pressão: concenso de especialistas. Escola Anna Nery, 25(5). https://www.scielo.br/j/ean/a/8t8rjTqvJKgX3rFbCDMkXWb/?lang=pt.

Published

27/12/2021

How to Cite

SOUSA, G. D. F. de .; CARVALHO, M. M. de .; BARROS, C. N. .; MIGUEL, C. W. S. .; COSTA, C. S. .; SILVA, F. F. P. A. da .; SANTOS, F. A. da C. dos .; LOPES, L. de O. .; SILVA, M. J. B. .; LEITE, S. do N. .; MAURIZ, I. P. . Quality of life in patients with pressure injuries. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 17, p. e233101724391, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i17.24391. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24391. Acesso em: 24 jan. 2022.

Issue

Section

Health Sciences