A physiotherapeutic view on the main injuries in basketball: literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.24770

Keywords:

Sports injuries; Basketball; Physiotherapy.

Abstract

Basketball (Basketball) is a well-known sport around the world, it was created in the United States in 1891 by the great James Naísmíth, arriving in Brazil in 1896. The request for physical, technical and tactical improvement, as a result of high performance sports training, is associated with various physical and biomechanical imbalances, such as muscle retractions, postural misalignments and injuries. Athletes are subject to injury at any stage of training or competition, where injuries become frequent. The objective of this study is to evaluate which types of injuries most affect basketball players, being evaluated all types of studies with amateur and professional athletes. A literature review is being carried out through scientific articles indexed in the databases, referring to the last twenty years (2001 to 2021), available on the websites SCIELO, GOOGLE ACADÊMICO, PUBMED and SITE CONFEDRAÇÃO BRASILEIRA DE BASQUETEBOL. We conclude that it is an aggressive sport, that many injuries occur during training and championships, but with the performance of sports physiotherapy in prevention and rehabilitation, you can obtain a significant improvement or decrease in the risk of injuries.

References

Acquesta, F. M., Peneireiro, G. M., Bianco, R., Amadio, A. C., & Serrão, J. C. (2007). Características dinâmicas de movimentos selecionados do basquetebol. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, 7(2), 174-182.

Almeron, M. M., Pacheco, A. M., & Pacheco, I. (2009). Relação entre fatores de risco intrínsecos e extrínsecos e a prevalência de lesões em membros inferiores em atletas de basquetebol e voleibol. Ciência & Saúde, 2(2), 58-65.

Arena, S. S., & Carazzato, J. G. (2007). A relação entre o acompanhamento médico e a incidência de lesões esportivas em atletas jovens de São Paulo. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 13, 217-221.

Borin, J. P., Gonçalves, A., & Chalita, L. V. S. (2008). Lesões de atletas de elite do basquetebol paulista através de modelagem para dados categóricos nominais. Revista de Educação Física/Journal of Physical Education, 77(141).

Brum G. R.; Miotto M.; Tadiello G. S. A utilização da bandagem na estabilidade do tornozelo em atletas de basquetebol, ConScientiae Saúde, novembro/ 2012.

Cardoso, P. G. G. (2018). Prevenção e Reabilitação de Lesões dos Músculos Isquiotibiais e do Ligamento Cruzado Anterior em Contexto Desportivo.

Carvalho, B. T. S., Putarov, C. B., Ferrari, E. C., & Grabowski, J. L. (2010). Lesões esportivas em atletas de basquete masculino veterano de Maringá. REVISTA UNINGÁ, 26(1).

Castro, A., Crozara, L. F., Karuka, A. H., Spinoso, D. H., Hallal, C. Z., & Marques, N. R. (2011). Efeito da simulação do jogo de basquetebol sobre o pico de torque e razão funcional dos músculos estabilizadores do tornozelo. Rev Bras Ciênc Mov, 19(4), 68-76.

Confederação brasileira de basquetebol (cbb). http//www.cbb.com.br

Dario b. E. S.; Barquilha g.; Marques r. M. Lesões esportivas: um estudo com atletas do basquetebol bauruense, rev. Bras. Cienc. Esporte, campinas, v. 31, n. 3, p. 205-215, maio 2010.

Ferreira, S., Macedo, R., & Carvalho, P. (2015). Avaliação isocinética dos músculos extensores e flexores do joelho em atletas de basquetebol feminino da Região Norte. Publicação oficial do Grupo de Interesse em Fisioterapia no Desporto da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas, 2, 30-8.

Gaida, J. E., Cook, J. L., Bass, S. L., Austen, S., & Kiss, Z. S. (2004). Are unilateral and bilateral patellar tendinopathy distinguished by differences in anthropometry, body composition, or muscle strength in elite female basketball players? British journal of sports medicine, 38(5), 581–585. https://orcid.org/0000-0003-2632-0363

Gantus, M. C., & Assumpção, J. D. Á. (2002). Epidemiologia das lesões do sistema locomotor em atletas de basquetebol. Acta Fisiátrica, 9(2), 77-84.

Gianoudis j.; Webster k. E.; Cook j. Are unilateral and bilateral patellar tendinopathy distinguished by differences in anthropometry, body composition, or muscle strength in elite female basketball players, received: 11 December 2007 / accepted: 08 January 2008 / published (online):

Kofotolis, N., & Kellis, E. (2007). Ankle sprain injuries: a 2-year prospective cohort study in female Greek professional basketball players. Journal of athletic training, 42(3), 388–394.

Louw, Q., Grimmer, K., & Vaughan, C. (2006). Knee movement patterns of injured and uninjured adolescent basketball players when landing from a jump: a case-control study. BMC musculoskeletal disorders, 7(1), 1-7.

Lozana, C.B., Pereira, J.S. Frequência de lesões osteomioarticulares e tempo de afastamento das atividades esportivas em atletas de basquetebol de alto rendimento. Fitness & Performance Journal, v.2, n.1, p. 17-22, 2003.

Mann l.; Kleinpaul j. F.; Teixeira c. S. Modalidades esportivas: impacto, lesões e a força de reação do solo, Maringá, v. 21, n. 3, p. 553-562, 2010.

Maresch, G. K. (2016). As Percepções dos Jovens Universitários do Curso de Fisioterapia sobre o Processo de Escolha e Inserção Profissional (Doctoral dissertation, Dissertação de Mestrado Acadêmico em Educação da UNIVALI–Universidade do Vale do Itajaí. http://www. univali. br/Lists/TrabalhosMestrado/Attachments/1937/Gabriela% 20Karina% 20Maresch. pdf).

Moiler k.; Hall t. Robinson k. The role of fibular tape in the prevention of ankle injury in basketball: a pilot study, journal of orthopedic & sports physical therapy, 2006.

Moreira, N. B., Mazzardo, O., Vagetti, G. C., Oliveira, V. D., & Campos, W. D. (2017). Associação entre dependência do exercício físico e percepção da qualidade de vida no basquetebol master brasileiro. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 39, 433-441.

Moreira, P., Gentil, D., & Oliveira, C. D. (2003). Prevalência de lesões na temporada 2002 da Seleção Brasileira Masculina de Basquete. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 9, 258-262.

Neto a. F. A.; Tonin j. P.; navega m. T. Caracterização de lesões desportivas no basquetebol, fisioterapia e movimento, abril/junho / 2013.

de Oliveira, M. F., de Carvalho, F. F., & Junior, E. C. P. L. Estudo da incidência de lesões em atletas de basquetebol de alto nível nos 48º jogos regionais do estado de São Paulo. XVI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica. UNIVAP. São José dos Campos-SP: UNIVAP, 495-497.

Owoeye, O. B., Akodu, A. K., Oladokun, B. M., & Akinbo, S. R. (2012). Incidence and pattern of injuries among adolescent basketball players in Nigeria. Sports medicine, arthroscopy, rehabilitation, therapy & technology: SMARTT, 4(1), 15. https://orcid.org/0000-0003-2632-0363

Pinto, G. V., & Bezerra, M. R. S. (2016, November). Incidência de lesões no basquetebol em relação aos segmentos corporais e posição do atleta. In Congresso Internacional de Atividade Física, Nutrição e Saúde (No. 1).

Sacco, Isabel de C.N. et al. Influência de implementos para o tornozelo nas respostas biomecânicas do salto e aterrissagem no basquete. Revista Brasileira de Medicina do Esporte[online]. v. 10, n. 6, p. 447-452, dez. 2020. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s1517-86922004000600001&lng=en&nrm=iso>.

Silva A. S.; Abdalla R. J.; Fisberg M. Incidência de lesões musculoesqueléticas em atletas de elite do basquetebol feminino, acta ortopédica brasileira 15(1) - 2007.

Torres, S. F. (2004). Perfil epidemiológico de lesões no esporte.

Vaz V.; Cardoso E.; Gonzales T. E. Incidência de lesões relacionadas à equipe de basquetebol masculina, Salusvita, Bauru, v. 27, n. 1, p. 69-78, 2008.

Vieira i. B. Estudo epidemiológico das lesões desportivas no handebol, basquetebol, futebol e rugby, março/ 2014.

Waterman B. R.; Jr P. J. B.; Cameron K. L. Risk factors for syndesmotic and medial ankle sprain, ajsm preview, published on February 2, 2011.

Published

12/05/2022

How to Cite

FERRO, T. N. de L. .; SILVA, R. C. de L. .; OLIVEIRA, D. S. de . A physiotherapeutic view on the main injuries in basketball: literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e59111624770, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.24770. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24770. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Review Article