The influence of spirituality and religiosity in health care on the perception of health care students

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.25300

Keywords:

Comprehensive health care; Health sciences; Spirituality; Religion.

Abstract

Objective: To know the understanding of academics entering health courses in relation to spirituality and religiosity in health care. Methodology: descriptive study of qualitative approach, with intentional convenience sampling. For the conception of the research, data related to the profile of the interviewees were collected, with application of the FICA instrument containing 04 evaluation domains: faith/belief, importance/influence, community and action in the treatment. Then, the data were analyzed by the content analysis technique. Results: The analysis of the results showed four categories: "Conception about faith/belief in the personal experience of the individual"; "The importance of religiosity and spirituality and the influence it plays on the daily lives of people and health professionals"; "How can the religious community contribute and assist in the life of society?" "How care provided in treatment should be seen by health professionals and how it may affect and/or contribute to therapy." Conclusion: It was found that most participants understand religiosity and spirituality as effective psychological resources for coping with unfavorable health situations.

Author Biographies

Aparecida Samanta Lima Gonçalves, Faculdade Santo Agostinho

Graduacao em enfermagem.

Valdenice Ferreira dos Reis, Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais

Graduação em enfermagem. 

Karita Santos da Mota, Universidade Federal de Alfenas

Graduacao em enfermagem. 

Nadine Antunes Teixeira , Universidade Estadual de Montes Claros

Graduacao em enfermagem. Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais. 

Giuliana de Fátima Gonçalves Braga Ribeiro Escolástico, Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais

Graduacao em enfermagem. Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais. 

Mariana Stefany Cardoso Nascimento , Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais

Graduacao em odontologia. Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais. 

Marcell Gonçalves Grillo, Faculdade de Saúde e Humanidades Ibituruna

Graduacao em enfermagem. Faculdade de Saúde e Humanidades Ibituruna.

Lucinei Santos Alves, Faculdades Unidas do Norte de Minas Gerais

Graducao em enfermagem. 

References

Abuchaim, S. C. B. (2018). Espiritualidade/Religiosidade como Recurso Terapêutico na Prática Clínica: concepção dos Estudantes de Graduação em Medicina da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência da Saúde CEDESS) - Universidade Federal de São Paulo.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Edições 70, 229.

Boff, L. (2004). Novas Fronteiras da Igreja. Ed Versus, 102.

Braghetta, C. C., Lucchetti, G., Leão, F. C., Vallada, C., Vallada, H., & et al. (2011). Aspectos éticos e legais da assistência religiosa em hospitais psiquiátricos. Revista de Psiquiatria Clínica, 38(5), 186-193.

Bousso, R. S, Misko, M. D, & Serafim, T. (2010). The relationship between religion, illness and death in life histories of family members of children with life-threatening diseases. Revista Latino-Americana de Enfermagem Ribeirão Preto, 18 (2), 156-162.

Brasil. (2010). Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBGE. Censo Demográfico 2010. Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. 89- 105.

Brandão, J. L. et al. (2020). Espiritualidade e Religiosidade no contexto da integralidade da assistência: reflexões sobre o cuidado integral em saúde e enfermagem. Research, Society and Development, 9(10), 1-22.

Carneiro, L. C., Serafim, M. C., & Tezza, R. (2018). Uma Análise Bibliométrica da Relação entre Ética e Espiritualidade/Religiosidade nas Organizações. Revista Interdisciplinar de Gestão Social -RIGS, 7(1), 43-166.

Dezorzi, L. W., & Crossetti, M. G. O. (2008). A espiritualidade no cuidado de si para os profissionais de enfermagem em terapia intensiva. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 16(2), 212-217.

Dias, C. M. B. L. C. (2011). Religiosidade intrínseca e extrínseca: Implicações no bem-estar subjetivo de adultos de meia idade. 2011. 51f. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia) – Universidade de Lisboa, Lisboa.

Dias, F.A. et al. (2020). Espiritualidade e saúde: uma reflexão crítica sobre a vida simbólica. Research, Society and Development, 9(5), 1-24.

Farinasso, A. L. D. C., & Labate, R. C. (2012). Luto, religiosidade e espiritualidade: um estudo clínico-qualitativo com viúvas idosas. Revista Eletrônica de Enfermagem, 14(3), 588-595.

Fornazari, S. A., & Ferreira, R. E. R. (2010). Religiosidade/Espiritualidade em Pacientes Oncológicos: Qualidade de Vida e Saúde. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 26(2), 265-272.

Gomes, A. M. T. & Santo, C. C. D. E. (2013). A espiritualidade e o cuidado de enfermagem: desafios e perspectivas no contexto do processo saúde doença. Revista Enfermagem UERJ, 21(2), 261-262.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2012). Censo Brasileiro de 2010. IBGE.

Jardim, G. M. (2015). Religião numa visão sociológica e científica. 2015. 15f. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Santa Maria.

Koenig, H. G. (2005). Saúde e Espiritualidade. Revista Vivasaúde, 15, (82).

Koenig, H. G. (2012). Medicina, religião e saúde: o encontro da ciência e da espiritualidade. Porto Alegre (RS): L & PM.

Lisboa, S. (2016). A ciência da fé. Revista Super Interessante. https://super.abril.com.br/ciencia/a-ciencia-da-fe/

Lucchetti, G., Granero, A. L., Bassi, M. R., Latorraca, R., & Nacif, P. A. S. (2010). Espiritualidade na Prática Clínica: o que o Clínico deve Saber? Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 2(8), 54-158.

Minayo, M.C.S. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. Hucitec, 2013.

Oliveira, M. R. D., & Junges, J. R. (2012) Saúde mental e espiritualidade/religiosidade: a visão de psicólogos. Estudos de Psicologia, 17(3), 469-476.

Panitiz, O. G., et al. (2018). Instrumento de abordagem da espiritualidade na prática clínica. Acta médica - ligas acadêmicas, 39 (1), 37-45.

Peterle, E. A. (2014). Importância da Religiosidade. Universo UFES.

Pinto, A. N., & Falcão, E. B. M. (2013). Religiosidade no contexto médico: entre a receptividade e o silêncio. Revista Brasileira de Educação Médica, 38(1), 38-46.

Pinto, E. B. (2009). Espiritualidade e Religiosidade: Articulações. Revista de Estudos da Religião – REVER, 1(1),68-83.

Puchalski, C., & Romer A. L. (2000). Taking a spiritual history allows clinicians to understand patients more fully. Journal of Palliative Medicine, 3(1), 129-137.

Puchalsky, C., et al. (2009). Improving the Quality of Spiritual Care as a Dimension of Palliative Care: The Report of the Consensus Conference. Journal of Palliative Medicine, 12(10), 885-904.

Santos, N. C. D. S., & Abdala, G. A. (2014). Religiosidade e qualidade de vida relacionada à saúde dos idosos em um município na Bahia, Brasil. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 17(4), 795-805.

Silva, R. R. D., & Siqueira, D. (2009). Espiritualidade, religião e trabalho no contexto organizacional. Psicologia em Estudo, 14(3), 557-564.

Tavares, M. D. M. (2018). Espiritualidade e religiosidade no cotidiano da enfermagem hospitalar. Revista de Enfermagem UFPE on line, 12(4), 1097-1102.

Zanetti, G. C. et al. (2018). Percepção de acadêmicos de medicina e de outras áreas da saúde e humanas (ligadas à saúde) sobre as relações entre espiritualidade, religiosidade e saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, 1(42), 65-72.

Zerbetto, S. R. et al. (2017). Religiosidade e espiritualidade: mecanismos de influência positiva sobre a vida e tratamento do alcoolista. Escola Anna Nery, 21(1), 1-8.

Published

03/03/2022

How to Cite

GONÇALVES, A. S. L. .; ALMEIDA, J. A. .; SANTOS, M. A. O. .; OLIVEIRA, F. H. Álvares .; PARAÍSO, A. F. .; REIS, V. F. dos; MOTA, L. R. .; PEREIRA, S. G. S. .; MOTA, K. S. da .; TEIXEIRA , N. A.; ESCOLÁSTICO, G. de F. G. B. R.; NASCIMENTO , M. S. C. .; GRILLO, M. G. .; RIBEIRO, A. G. de S.; ALVES, L. S. . The influence of spirituality and religiosity in health care on the perception of health care students. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 3, p. e46811325300, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i3.25300. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25300. Acesso em: 15 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences