Mortality from Diabetes Mellitus in the state of Piauí from 2009 to 2019

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29133

Keywords:

Mortality; Diabetes mellitus; Epidemiology.

Abstract

Increased prevalence of diabetes mellitus mortality in developing countries has been observed in recent decades. This is largely due to the accelerated demographic and epidemiological transition process underway linked to other diseases aggravated by diabetes. The present work is a ecological study that had as its main objective to analyze the mortality by Diabetes Mellitus in the State of Piauí in the period from 2009 to 2019, describing the sex, age group, year and place of death and variations of the type of Diabetes according to the International Statistical Classification of Diseases and Health-Related Problems, Tenth Revision (ICD-10) codes E10 to E14 and indicators as secondary objectives. In a quantitative approach to obtain data on mortality, information was used from deaths reported to the Mortality Information System (SIM) and the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) as a source of data for population estimates and territorial density, as well as the DATASUS/TABNET platform of the Brazilian Ministry of Health. According to the data obtained, it was found that the state of Piauí reached 13,131 deaths from Diabetes mellitus during the period studied, being verified the predominance of women 56%, compared to men who represent 44%, the highest prevalence occurred in the mid-north region. In addition, there was an increase in the mortality rate in the period studied, observing a slight decrease in 2018, confirming a public health problem in the State of Piauí.

Author Biography

Evaldo Hipólito de Oliveira, Universidade Federal do Piauí

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (1990), graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal da Paraíba (1991), graduação em Direito pela Universidade Federal do Piauí (1999), Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (2010), mestrado em Administração pela Universidade Federal da Paraíba (2002), especialização em Vigilância Sanitária e Epidemiológica (1997) e Citologia Clínica (2005). Foi Diretor do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Piauí-LACEN-PI (2003 a 2007). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal do Piauí de microbiologia clínica e imunologia clínica (1994). Tem experiência na área de Farmácia (Interdisciplinaridade), atuando principalmente nos seguintes temas: análises clínicas ( bacteriologia, virologia, imunologia, citologia e hematologia ) e Vírus Linfotrópico de Células T Humanas-1/2-HTLV-1/2, HIV, HBV e HCV (Epidemiologa, Imunologia e Análise Molecular).

References

Barbosa, R. R. S., Silva, C. S., Sousa, A. A. P. (2021). Vozes que ecoam: Racismo, Violência e Saúde Da População Negra. Acervo aberto (Florianópolis). 24(2): 353-363. https://doi.org/10.1590/1982-0259.2021.e77967

Eleutério de Barros Lima Martins, A. M. ., Ferreira, R. C. ., Eleutério dos Santos-Neto, P. ., Alberto Quintão Rodrigues, C. ., Quintão Rodrigues, C. A. ., Nunes de Pinho Veloso, D. ., Maia e Cruz, J. ., da Cunha Dias, L. ., & Cristianismo Costa, D. . (2020). Delineamentos de estudos epidemiológicos e não epidemiológicos da área da saúde: uma revisão de literatura. Revista Unimontes Científica, 15(2), 64–80. https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/unicientifica/article/view/2030

Brasil, Departamento de Informática do SUS (DATASUS) (2020). Informações Epidemiológicas e Morbidade: banco de dados. https://datasus.saude.gov.br/informacoes-de-saude-tabnet/

Brasil(2010). IBGE, Cidades. Piauí. https://www.ibge.gov.br/cidades- e-estados.html?view=municipio, 2010.

Brasil(2006). Caderno de atenção domiciliar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde.

Consenso Brasileiro Sobre Diabetes (2002) – Diagnóstico e Classificação do Diabetes Melito e Tratamento do Diabetes Melito do Tipo 2. Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

Fonseca, K. P., & Rached, C. D. A. (2019). Complicações do diabetes mellitus. International Journal of Health Management Review, 5(1). https://doi.org/10.37497/ijhmreview.v5i1.149

CEPRO, Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí. (2019). Piauí em números. 11. ed., Teresina: Fundação CEPRO.

Klafke, A., Duncan B. B., Rosa, R. S., Moura, L., Malta, D. C., Schmidt M. I.,(2014). Mortalidade por complicações agudas do diabetes melito no Brasil, 2006- 2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília. 23(3):455-462. https://doi.org/10.5123/S1679-49742014000300008

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). População residente enviada ao Tribunal de Contas da União-2001-2019. IBGE, 1 p.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pi/panorama.

Jackson, C. L., et al. (2013). Disparidades entre negros e brancos nas tendências de excesso de peso e obesidade por nível educacional nos Estados Unidos, 1997–2008. Journal of Obesity, Nova York.140743. https://doi.org/10.1155/2013/140743.

Leite, F. M. C., et al. (2017). Análise da tendência da mortalidade feminina por agressão no Brasil, estados e regiões. Ciência & Saúde Coletiva. 22(9): 2971-2978. https://doi.org/10.1590/1413-81232017229.25702016

Manoel, LM de O., Ribeiro, LG, Oliveira, REM de ., & Ueta, JM (2021). Ações coletivas para o controle do diabetes mellitus tipo 2 na Atenção Primária à Saúde: Relato de experiência. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento , 10 (8), e49910817485. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i8.17485

Marques, M. V., Santos, S. S. A. N., Lima, M. V., Matos, M. K. M., Pereira, S. M., Amador, A. E.(2020). Distribuição espacial da mortalidade por diabetes no Brasil. Rev Saúde e Desenvolv Hum.8(3): 1-10. http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v8i3.6135

Olinda, A. S., Vieira, T. S., Archanjo A. B., Freitas,V. F., Arpini, J. K., Pinheiro, J. A., Silva, A. M. A.,(2021). Associação entre a faixa etária e a alteração nos níveis de glicose dos usuários do Sistema Único de Saúde do município de Alegre, ES. Anais da Semana de Biologia da UFES de Vitória.12 ed. Espírito Santo: Atlas.

Oraka, C. S., Faustino, D. M., Oliveira, E., Teixeira, J. A. M., Souza, A. S. P., Luiz, O. C. (2020). Raça e obesidade na população feminina negra: uma revisão de escopo. Saúde Soc. São Paulo.29(3): e191003.3-8. https://doi:10.1590/S0104-12902020191003

Saad, A. M. J.; Younes, Z. M. H.; Ahmed, H.; Brown, J. A.; AL Owesie, R. M.; Hassoun, A. A. K. (2018). Selfefficacy, self-care and glycemic control in Saudi Arabian patients with type 2 diabetes mellitus: a cross-sectional survey. Diabetes Res. Clin. Pract.2018. http://dx.doi.org/10.1016/j.diabres.2017.12.014.

Salin A. B., Bandeira, M. S. N., Freitas, P. R. N. D. O., SerpaI, I. (2019). Diabetes Mellitus tipo 2: perfil populacional e fatores associados à adesão terapêutica em Unidades Básicas de Saúde em Porto Velho-RO. Revista Eletrônica Acervo Saúde, (33): e1257. https://doi.org/10.25248/reas.e1257.2019.

Silva, A. B. P., Sgnaolin E., Scheer, V. L., Gomes, E. I. (2016). Prevalência de diabetes mellitus e adesão medicamentosa em idosos da Estratégia Saúde da Família de Porto Alegre/RS. Cad. Saúde Colet. Rio de Janeiro. 24(3): 308-316. https://doi.org/10.1590/1414-462X201600030017

Soares R. A., & Romanichen, F. M. D. F. (2020). Fatores relacionados à adesão ao uso de Insulinas em pacientes atendidos na Atenção Básica, Marialva, Paraná. Brazilian Journal of health Review, 3 (5): 15157-15172. https://doi:10.34119/bjhrv3n5-297.

Teixeira, C. S. (2015) A Influência da Globalização na Cultura Alimentar. In: VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade-AdCont.

Werneck, J. (2016). Racismo institucional e saúde da população negra. Saúde e Sociedade. 25(3):535-549. https://doi.org/10.1590/S0104-129020162610

Published

28/05/2022

How to Cite

SILVA, F. K. S. da .; IBIAPINA, A. B.; HOLANDA, E. C. .; BATISTA, C. L. .; SILVA, J. S. da .; OLIVEIRA, E. H. de . Mortality from Diabetes Mellitus in the state of Piauí from 2009 to 2019. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e38111729133, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29133. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29133. Acesso em: 3 jul. 2022.

Issue

Section

Health Sciences