Analysis of pathological manifestations on the BR - 153 highway, in the stretch from Gurupi - TO to Figueirópolis - TO Km 720 to Km 602

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29885

Keywords:

Flexible Pavement; Pathology; Highway; BR153; Gurupi; Figueirópolis; Teaching.

Abstract

The highways are of great importance for the transport and development of the country. However, on these floors, anomalies can appear caused by weather conditions, lack of maintenance and even the constant displacement of vehicles, which ends up making traffic difficult. A pavement is contained by several layers, being divided into flexible and rigid pavement. The objective of this work is to analyze the pathologies found in a stretch of 52 km, between Gurupi - TO and Figueirópolis - TO, of one of the most important highways in the country, the BR 153, through which the productions of different territories pass. This highway, which gives direct access to the capital of the country, with the region of Amazonas. This study demonstrates a verification of the pathologies that is possible to happen on a highway in question. Along this stretch, pathological manifestations such as alligator skin, patching, pots and slipping of the bituminous coating were observed, with this the probable factors of the appearance of these diffusions are pointed out.

References

Alves, M. T. O., Fernandes, R. E. C. & Bertequini, A. B. T. (2018). Patologia em pavimentos flexível.

Balbo, J. T. (2007). Pavimentação Asfáltica: Materiais, projetos e restauração. São Paulo, Oficina de Textos.

Bernucci, L. B., Motta, L. M. G., Ceratti, J. A. P. & Soares, J. B. (2010). Pavimentação Asfáltica – formação básica para engenheiros. (3a ed.) Imprinta,

Confederação Nacional do Transporte – CNT. (2017). Transporte Rodoviário: Por que os pavimentos das rodovias do Brasil não duram? Brasília, CNT. <http://www.cnt.org.br/Estudo/transporte-rodoviario-pavimento >.

Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte. (2003). Defeitos nos pavimentos flexíveis e semirrígidos – Terminologia. https://www.gov.br/dnit/pt-br/assuntos/planejamento-e-pesquisa/ipr/coletanea-de-normas/coletanea-de-normas/terminologia-ter/dnit_005_2003_ter-1.pdf.

Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte. (2003). Levantamento visual contínuo para avaliação da superfície de pavimentos flexíveis e semi-rígidos – Procedimento.

Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. (2006). Diretoria de Planejamento e Pesquisa. Coordenação Geral de Estudos e Pesquisa. Instituto de Pesquisas Rodoviárias. Manual de pavimentação. (3a ed.)

Flek, C.M. (2017). Diagnóstico de patologias encontradas na rodovia BR-050 entre Araguari e Uberlândia. Revista CONSTUINDO, 9, 48 – 61.

Gomes, M. L. B. & Silva Júnior, F. V. (2019). Patologia em pavimentos flexíveis: estudo de caso para o estacionamento do ITPAC Porto. Inventionis, 1(1), 1-11.

Maia, I. M. C. et al. (2012). Caracterização de patologias em pavimentos rodoviários. Dissertação (Mestre em Engenharia Civil) - Faculdade de Engenharia, Universidade de Porto, Porto.

Nunes, D. S., Melo, W. F. & Bracarense, L. S. F. P. (2020). Implicações socioeconômicas da rodovia BR-153 e os reflexos no desenvolvimento urbano no Tocantins. Revista Humanidades e Inovação 7(14).

Pinheiro, A. V. S. Silva, M. F. S. & Salomão, P. E. (2021). Análise de Patologias no Pavimento Flexível da BR116 Trecho Sudeste: Teófilo Otoni – Itambacuri (Minas Gerais / Brasil). Revista Multidisciplinar do Nordeste Mineiro, v.1.

Pinto, J. I. B. R. (2003). Caracterização superficial de pavimentos rodoviários. Dissertação (Mestrado em Vias de Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade do Porto, Porto.

Prefeitura Municipal de Campo Grande. (2019). Manual de manutenção de pavimentos. Campo Grande.

Quirino, M. E. P. (2013). Recuperação de pavimentos flexíveis em áreas de taxiamento de aeronaves – Um estudo de caso da pista fox-2 do aeroporto internacional Tancredo Neves – MG. Universidade Federal de Minas Gerais.

Ribeiro, T. P. (2017). Estudo Descritivo das Principais Patologias em Pavimento Flexível. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Edição 04. Ano 02, 1, 733-754.

Santos, M. L. C. (2018). Patologia em pavimentos flexíveis e sua recupereção: Concreto betuminoso usinado a quente (CBQU). Centro Universitário do Cerrado, graduação em Engenharia Civil, Patrocínio – MG.

Santos, R. S. (2017). A construção da rodovia BR-153 na fronteira e urbanização da cidade de Araguaína, Tocantins. Novos Cadernos 20(3), 97-114.

Silva, A. L. (2019). Estudo comparativo entre pavimento rígido e pavimento flexível.

Silva, P. O. A. & Oliveira, R. F. (2021). Patologias em pavimentos flexíveis. GETEC, 10(30), 35-52.

Silva, S. B. & Pinheiro, E. C. M. N. (2021). Patologia em pavimentos flexíveis – Estudo de caso: Rua dos Andradas, no centro de Manaus – AM. Brazilian Journal of Development, 7(11), 108625-108640.

Published

19/05/2022

How to Cite

MARANHÃO, C. F.; BEQUIMAM, M. S. M.; ALMEIDA, W. M. de S.; CECHELERO, A. H. .; COSTA, S. P. da. Analysis of pathological manifestations on the BR - 153 highway, in the stretch from Gurupi - TO to Figueirópolis - TO Km 720 to Km 602. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e16611729885, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29885. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29885. Acesso em: 6 jul. 2022.

Issue

Section

Engineerings