Fishing Agribusiness Management: Importance of the sector for Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29974

Keywords:

Aquaculture; Agribusiness; Supply chain; Management; Fish farming.

Abstract

Aquaculture today represents one of the most critical activities in the production chain of animal protein in Brazil, with an increasing growth rate. Because of this, it is essential to know how the sector is managed and what is its importance for the national economy of this agribusiness segment. This review aimed to describe the importance of fish farming and the management of fisheries agribusiness in Brazil. Therefore, a narrative review was carried out, with studies characterized as qualitative that showed the complexity and details of the information. Thus, the theoretical foundation of this article was divided into two sections. The first was to address some characteristics of Brazilian agribusiness. In the second section, the importance of fisheries agribusiness, and its management for national social and economic development, was addressed. The national fisheries agribusiness, in addition to producing meat from fish farming, offers investment opportunities in the various segments of the production chain, such as the planting of inputs for the manufacture of feed, feed factories, medicines, vaccines, genetic improvement, aquaculture equipment, and implements. In this way, the national fishing agribusiness has great potential to attract national and international investors looking for new business alternatives.

References

ANA. Agência Nacional de Águas. (2021). Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil. Brasília: ANA.

Barreto, A. A. R., Oliveira, D. de L., Rodrigues, S., Pontes, J. A. de, & Porto, W. S. (2016). Piscicultura integrada à agroindústria: uma proposta de fluxo contábil de acordo com os CPCS 29 e 16. Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 15(3), 915–944. https://doi.org/10.18593/race.v15i3.9998.

Batista, A. (2013). A contribuição da piscicultura para as pequenas propriedades rurais em Dourados-MS (Dissertação de Mestrado em Agronegócios). Universidade Federal da Grande Dourados.

Borges, S. R. S., de Oliveira, M. R. T., Araújo, W. P., da Silva, M., & Soares, C. D. F. (2012). Proposição de um modelo para a cadeia produtiva do arroz vermelho da Paraíba. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 14(4), 353-362.

Brabo, M. F., Dias, B. C. B., dos Santos, L. D., Araújo Ferreira, L., Veras, G. C., & Rui Alves Chaves, R. A. (2014). Competitividade da cadeia produtiva da piscicultura no nordeste paraense sob a perspectiva dos extensionistas rurais. Informações Econômicas, 44(5), 1-13.

Castilho, M. A., & Pedroza Filho, M. X. (2019). Desafios da agroindustrialização da aquicultura no Estado de Tocantins a partir da abordagem de Cadeia Global de Valor. Custos e @gronegócio on line, 15, 349-373.

Castro, A. M. G., Lima, S. M. V., & Cristo, C. M. P. N. (2002). Cadeia produtiva: marco conceitual para apoiar a prospecção tecnológica. <https://fcf.unse.edu.ar/archivos/posgrado/2002.cadeiaprodutiva.marcoconceitual.prospeccaotecnologica.pdf>.

CEPEA. Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada. (2022). PIB DO AGRONEGÓCIO.

Chidichima, A. C., Feiden, A., Feiden, A., Signor, A., & Ramos, M. J. (2018). Caracterização da agroindústria piscícola: uma análise dos desafios e perspectivas na região oeste e sudoeste do Paraná. Série Relatórios Técnicos do Instituto de Pesca, 57, 3-11.

Correia, A. M. R., & Mesquita, A. Mestrados e Doutoramentos. (2a ed.), Vida Economica Editorial, 2014. 328 p

Corrêa, R. G. D. F., Kliemann Neto, F. J., & Denicol, J. (2016). Revisão de proposições para a gestão econômico-financeira de sistemas produtivos agropecuários: a inter-relação entre fluxo de caixa, sistemas de custos e recursos compartilhados. Custos e @gronegócio on Line, 12(1), 113-141.

CPT. Centro de Produções Técnicas e Editora Ltda. (2019). Peixes de água doce do Brasil – principais espécies, distribuição geográfica, habitat, alimentação, reprodução e características gerais.

Davis, J. H., & Goldberg, R. A. (1957). A Concept of Agribusiness. Boston: Division of Research, Graduate School of Business Administration. Harvard University.

Dutra, F.M., Bittencourt, F., & Feiden, A. (2014). Perfil aquícola de pequenas propriedades fronteiriças do sudoeste do Paraná/Brasil. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, 11(17), 180-189.

Eler, M. N., & Millani, T. J. (2007). Métodos de estudos de sustentabilidade aplicados a aquicultura. Revista Brasileira de Zootecnia, 36, 33-44.

FAO. Fisheries and Aquaculture Department. (2016). The State of World Fisheries and aquaculture (SOFIA). Rome: Fisheries and Aquaculture Department.

Filipski, M., & Belton, B. (2018). Give a man a fishpond: modeling the impacts of aquaculture in rural economy. World development, 110, 205-223.

Gasques, J. G., Vieira Filho, J. E. R., & Navarro, Z. (2010). A agricultura brasileira: desempenho, desafios e perspectivas. IPEA: Brasilia.

Glowka, R.P., Weingartner, M., & Muelbert, B. (2018). Produção e comercialização de pescado no município de Laranjeiras do Sul, Paraná. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 13(4), 531-543.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018). Tabela – Produção da aquicultura por tipo de produto.

Lopes, I. G., Oliveira, R. G., & Ramos, F. M. (2016). Perfil do consumo de peixes pela população brasileira. Biota Amazônia, 6, 62-65.

MAPA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2022). Valor Bruto da Produção Agropecuária de 2022.

Martha Júnior, G. B., & Ferreira Filho, J. B. S. (2016). Brasilian agricultural development and changes. EMBRAPA: Brasília.

Mazoyer, M., & Roudart, L. (2010). História das agriculturas no mundo: do neolítico à crise contemporânea. NEAD: Brasília.

Mendonça, M. L. (2015). O Papel da Agricultura nas Relações Internacionais e a Construção do Conceito de Agronegócio. Contexto Internacional, 37(2), 375-402.

Miguel, L. A. (2009). Dinâmica e diferenciação de sistemas agrários. Editora da UFRGS.

Moher, D., Liberati, A., Tetzlaff, J., Altman, D. G., Altman, D., Antes, G., Atkins, D., Barbour, V., Barrowman, N., Berlin, J. A., Clark, J., Clarke, M., Cook, D., D’Amico, R., Deeks, J. J., Devereaux, P. J., Dickersin, K., Egger, M., Ernst, E., & Tugwell, P. (2009). Preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses: The PRISMA statement. PLoS Medicine, 6(7).

Oliveira Saath, K. C., & Fachinello, A. L. (2018). Crescimento da Demanda Mundial de Alimentos e Restrições do Fator Terra no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, 56, 195-212.

ONU. United Nations Organization. (2015). World urbanization prospects: The 2014 revision.

Peixe Br. Associação Brasileira da Piscicultura. (2022). ANUÁRIO da Piscicultura 2022.

Pereira A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM.

Petersen, M. G., Queiroz, T. R., Santos, D. F. L., Casagrande, E. E., & Lucente, A. R. (2019). Proposta de análise de desempenho financeiro em pequenas empresas rurais: o caso da piscicultura. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá, 12(4), 1507-1528.

Ribeiro-Neto, T.F. da Silva, A. H. G., Guimarães, I. M., & Gomes, M. V. T. (2016). Piscicultura familiar extensiva no baixo São Francisco no Estado de Sergipe. Acta of Fisheries and Aquatic Resources, 4(1), 62-69.

Robledo, D., Palaiokostas, C., Bargelloni, L., Martínez, P., & Houston, R. (2018). Applications of genotyping by sequencing in aquaculture breeding and genetics. Reviews in aquaculture, 10(3), 670–682.

Santos, A. P. F., Miranda Junior, J. J. S., São Pedro Filho, F., & Madeira, M. J. A. (2019). Gestão do agronegócio pesqueiro e produção industrial de Peixe em cativeiro em Rondônia. Revista Desarrolo Local Sostenible, 12(34).

Santos, L. P. dos. (2016). Agronegócio brasileiro no comércio internacional. Revista de Ciências Agrárias, 39(1), 54-69.

SAP/MAPA. Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2019). Aquicultura e Pesca.

Schulter, E. P.; & Vieira Filho, J. E. R. (2017). Evolução da piscicultura no brasil: diagnóstico e desenvolvimento da cadeia produtiva de tilápia. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Takahashi, F.; Leão, F.R.; & Campeão, P. (2008). Arranjo produtivo local: o caso da piscicultura na região de Dourados/MS. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente, 1(3), 327-334.

Tavares, B. O., Negreti, A. S., Pigatto, G. A. S., & Pigatoo, G. (2017). Recursos e vantagens competitivas no agronegócio: revisão bibliográfica sistemática da VBR. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios,10(1).

Vieira Filho, D.D. (2009). A Piscicultura como alternativa de desenvolvimento local na região de Dourados-MS (Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Local). Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande.

Vieira Filho, J. E. R., & Fishlow, A. (2017). Agricultura e indústria no Brasil: inovação e competitividade. IPEA: Brasília.

Volpato, G. L. O método lógico para redação científica. (2015). Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde,9(1).

Published

29/05/2022

How to Cite

OLIVEIRA, M. A. de .; SILVA FILHO, A. S.; ANDRADE, S. P. .; OLIVEIRA, W. C. M. de .; CASTRO, W. J. R. de .; FERRAZ, A. P. F. .; SEMIM , C. S.; SERANTE , S. C. .; FERREIRA, C. M. .; ARAÚJO, F. E. de . Fishing Agribusiness Management: Importance of the sector for Brazil . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e39511729974, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29974. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29974. Acesso em: 6 jul. 2022.

Issue

Section

Review Article