Divergences between official sources in the number of physicians and medical density in the municipalities of Rondônia at the end of 2020

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30074

Keywords:

Physicians Distribution; Unified Health System; Ecological Studies; Database; Workforce; Spatial Analysis; Teaching.

Abstract

Objective: Calculate and compare the density of physicians/thousand inhabitants in the municipalities of Rondônia in 2020 and verify the divergences between the official data sources from 2010 to 2020. Methods: Ecological study in the municipalities of Rondôniausing the databases of DATASUS, of Federal Council of Medicine (CFM), and IBGE; the Excel spreadsheet was used for tabulation and statistical calculations; the geoprocessing tool QGIS was used to interpolate the geographic data with the Inverse Distance Weighting method. Results: In Rondônia, there is a divergence of 500 physicians between the CFM and TABNET bases and the municipality of Cacoal, in the countryside, has the highest density in the state with 4.13 physicians/thousand inhabitants. The interpolation shows greater medical density along the margins of the main highway that provides access to the state - the BR-364. Conclusion: It is not the capital, Porto Velho, which has the highest density of physicians/thousand inhabitants. CFM always has a greater number of physicians than TABNET.

References

Brasil. Ministério da Saúde. (2008). Informações de saúde (TABNET). Brasília (DF). https://datasus.saude.gov.br/informacoes-de-saude-tabnet.

Brasil, Ministério da Saúde. (2013). Pacto nacional pela saúde: mais hospitais, mais médicos, mais formação. Brasília (DF). http://bvsms .saude.gov.br/bvs/publicacoes/pacto_nacional_saude_mais_medicos.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. (2007). Trabalhando juntos pela saúde: relatório mundial de saúde 2006. Brasília. https://www.who.int/whr/2006/06_overview_pr.pdf.

Carvalho, V. K. D. S., Marques, C. P., & Silva, E. N. D. (2016). A contribuição do Programa Mais Médicos: análise a partir das recomendações da OMS para provimento de médicos. Ciência & Saúde Coletiva, 21, 2773-2784.

Central Intelligence Agency (CIA). (2021). The world factbook: explore all countries. https://www.cia.gov/the-world-factbook/countries/.

Conselho Federal de Medicina (CFM). (2021). Conselho federal de medicina. Brasília. https://portal.cfm.org.br.

Decreto nº 9.795, de 17 de maio de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Saúde, remaneja cargos em comissão e funções de confiança, transforma funções de confiança e substitui cargos em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores DAS por Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D9795.htm.

Facchini, L. A., Batista, S. R., Silva, A. G. D., & Giovanella, L. (2016). The Mais Médicos (More Doctors) Program: assessments and prospects. Ciência & Saúde Coletiva, 21, 2652-2652.

IndexMundi.(2021). Physicians density. https://www.indexmundi.com/g/r.aspx?v=2226.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2022). Conheça cidades e estados do Brasil. Rio de Janeiro. https://cidades.ibge.gov.br/.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2022). Panorama de Rondônia. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ro/panorama.

Oliveira, A. P. C. D., Gabriel, M., Poz, M. R. D., & Dussault, G. (2017). Desafios para assegurar a disponibilidade e acessibilidade à assistência médica no Sistema Único de Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 22, 1165-1180.

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2008). Estabelecendo e monitorando referenciais de desempenho em recursos humanos em saúde: abordagem sobre a densidade da força de trabalho. Genebra. https://www.who.int/hrh/statistics/Spotlight_6_PO.pdf?ua=1.

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2021). Spotlight: estatísticas da força de trabalho em saúde. Genebra. https://www.who.int /hrh/statistics/spotlight_po/en/.

Portal do Governo do Estado de Rondônia. (2022). História de Rondônia: Aluízio Ferreira, o 1º governador do Guaporé, salvou o trem e enfrentou o cangaço no sertão. http://www.rondonia.ro.gov.br/historia-de-rondonia-aluizio-ferreira-o-1o-governador-do-guapore-salvou-o-trem-e-enfrentou-o-cangaco-no-sertao/.

QGIS. (2019). QGIS: a free and open source geographic information system. Versão 3.4.4. http://www.qgis.org.

Scheffer M, Biancarelli A, Cassenote A. et al. (2011). Demografia médica no Brasil: cenários e indicadores de distribuição. São Paulo (SP): FMUSP, CFM.

Scheffer, M., Cassenote, A., & Biancarelli, A. (2013). Demografia médica no Brasil: cenários e indicadores de distribuição. São Paulo: CFM.

Scheffer M, Biancarelli A, Cassenote A. et al.(2015). Demografia médica no Brasil 2015: cenários e indicadores de distribuição. São Paulo (SP): FMUSP, CFM.

Scheffer M, Cassenote A, Guilloux A.G.A, Miotto BA, Mainardi GM, Matijasevich A, et al. (2018). Demografia médica no Brasil 2018. São Paulo: FMUSP, CFM.

Scheffer, M., Cassenote, A., Guerra, A., Guilloux, A. G. A., Brandão, A. P. D., Miotto, B. A., ... & MIOTTO, R. A. (2020). Demografia médica no Brasil 2020. São Paulo: FMUSP, CFM, 125.

Silva, A. J. H. D. (2014). Metodologia de pesquisa: conceitos gerais.

Published

22/05/2022

How to Cite

SILVA, T. I. P. da .; ZEFERINO, N. A.; MORALES, B. G. D. V.; OLIVEIRA, G. A. R. de .; ZANCHI, F. B. Divergences between official sources in the number of physicians and medical density in the municipalities of Rondônia at the end of 2020. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e25211730074, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30074. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30074. Acesso em: 7 jul. 2022.

Issue

Section

Health Sciences