Diagnosis of the availability and demand of water resources in Goiás

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30084

Keywords:

Water; Management; Politics.

Abstract

Water has become a scarce environmental resource and the target of conflicts, whether due to the decreasing availability due to qualitative and quantitative factors, or due to the greater demand in production activities and public supply. In this sense, the objective was to analyze the availability and demand of water resources in Goiás, as well as the use of instruments for planning and management of water resources in the State. In the methodology, SEMAD, IBGE, ANA were consulted. A description of the hydrography of the region was conducted and data on availability and demands of Goiás and specifically for Water Resources Planning and Management Units (UPGRHs) were presented. The results showed that there is a growing demand for water, making it necessary to improve the mechanisms of planning and management of water resources in the state of Goiás.

Author Biographies

Bruna Maria Grazielli Anapaz de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás

Técnica em Controle Ambiental - IFG

Hosana Bonfim Raimundo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás

Técnica em Controle Ambiental - IFG

Thales Luan Lucas Pasqualetto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás

Estudante de Engenharia Civil - IFG

Alan Gabriel Nata Pasqualetto, Universidade Federal de Goiás

Estudante Medicina UFG

References

Agência Nacional de Águas - ANA. (2014). Conjuntura de recursos hídricos no Brasil. Brasília: ANA. 2014.

Agência Nacional de Águas - ANA. (2020) Conjuntura de recursos hídricos no Brasil. Brasília: ANA. 2020.

Agência Nacional de Águas - ANA. (2021). Usos consuntivos de água no Brasil (2000-2020). https://app.powerbi.com/view?r=eyJrIjoiNmFhMjA4NmQtY2Y4Yy00OWE4LTkyNzEtOTk2MTY4MTQzMTliIiwidCI6ImUwYmI0MDEyLTgxMGItNDY5YS04YjRkLTY2N2ZjZDFiYWY4OCJ9

Borinelli, B., Gallassi, J., Mostagi, N., Almeida, D., & Costa, R. (2019). (Des)ordem institucional e ordenamento territorial: Considerações sobre a política ambiental de Goiás. Revista de Geografia e Ordenamento do Território - GOT, (16), 5-27.

Brasil. (1934). Decreto n. 24.643, de 10 de junho de 1934. Código das águas. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d24643.htm

Brasil. Conselho Nacional de Recursos Hídricos. (2003). Resolução 32, 15 de outubro de 2003. Institui a divisão hidrográfica do Brasil. https://cnrh.mdr.gov.br/divisao-hidrografica-nacional.

Brasil. (1997). Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.htm

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba - CBH Paranaíba. (2021). Regiões Hidrográficas. https://cbhparanaiba.org.br/a-bacia/regioes-hidrograficas

Cristalina, Prefeitura Municipal. Economia e Agricultura. https://cristalina.go.gov.br/sobre-o-municipio/economia/

Di Donato G. F., Targa M. dos S., & Almeida, A. A. da S. (2021). Otimização do uso de recursos hídricos em uma usina de produção de etanol. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, 14 (1), 1-12.

Furquim, M., & Abdala, K. (2019) Gestão da água sob sistema de irrigação tipo pivot central: Uma análise exploratória do setor no estado de Goiás. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 8 (2), 260.

Goiás. (1997). Lei nº 13.123, de 16 de julho de 1997. Estabelece normas de orientação à política estadual de recursos hídricos, bem como ao sistema integrado de gerenciamento de recursos hídricos e dá outras providências. https://legisla.casacivil.go.gov.br/api/v2/pesquisa/legislacoes/82217/pdf

Goiás. (2000). Lei nº 13.583 de 11 de janeiro de 2000. Dispõe sobre a conservação e proteção ambiental dos depósitos de água subterrânea no Estado de Goiás e dá outras providências. https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=127678#:~:text=Disp%C3%B5e%20sobre%20a%20conserva%C3%A7%C3%A3o%20e,Goi%C3%A1s%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias

Goiás. (2015). Recursos Hídricos . https://www.meioambiente.go.gov.br/images/imagens_migradas/upload/arquivos/2016-01/p 05_plano_estadual_de_recursos_hidricos_revfinal2016.pdf

Goiás. (2019). Geografia. Governo de Goiás. 2019. https://www.goias.gov.br/conheca-goias/geografia.html

Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos - IMB. (2017). Mapeamento de pivôs centrais do Estado de Goiás e Distrito Federal em 2017. Disponível em: https://www.imb.go.gov.br/files/docs_sieg/informe_sieg/2019-IT-01.pdf.

Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos - IMB. (2018). Goiás em dados 2017. Goiás. IMB

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. (2010). Cidades. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/go/pesquisa/23/25207?ano=2010&tipo=ranking

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. (2021). Cidades e Estados. https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/go/

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. (2020). Histórico. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/go/historico

Instituto Brasileiro de Mineração - IBRAM. (2018). Bioma Cerrado. https://www.ibram.df.gov.br/bioma-cerrado/

Magalhães, A. T. de. (2022). Diagnóstico do recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos em Goiás. Trabalho de conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

Nascimento, D. (2017). Caracterização ambiental do Estado de Goiás e Distrito Federal como insumo à gestão dos recursos hídricos. Revista sapiência: sociedade, saberes e práticas educacionais, 6 (2), 34-50.

Oliveira, I. (2014). Chapadões descerrados: relações entre vegetação, relevo e uso das terras em Goiás. Goiânia, 34 (2), 311-336.

Pasqualetto, T. L. L, Pasqualetto, A., Mendes, T. A., Magalhães A. T. de. (2022). Análise das outorgas federais de recursos hídricos em goiás entre 2002 e 2020. Informe GEPEC, Toledo, 26 (2), 81-99.

Pasqualetto, T. L L.; Pasqualetto, A.; Pasqualetto, A. G. N. (2020). Análise da Disponibilidade e Demanda de Recursos Hídricos no Brasil. In: XVI Fórum ambiental, 2020, Alta Paulista. artigo. 2088-2103.

Pereira, J. S. (2019). Balanço patrimonial dos recursos hídricos: a situação das regiões hidrográficas do Brasil. Águas Subterrâneas, 33 (1), 68–75. https://doi.org/10.14295/ras.v33i1.29177

Santos, G. O. et al. (2019). Monitoramento da água em bacia hidrográfica com diferentes usos do solo no município de Rio Verde (GO). Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, 12(1):249-27. https://doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n1p249-271

Silva, L. P., Martins, A. P. (2021). Fragilidade Ambiental e Zoneamento Ecológico Econômico da Bacia Hidrográfica do Rio Preto – Estado de Goiás – Brasil. Revista de Geografia e Ordenamento do Território, (21), 63.

Viégas Campos, J. C., Gastmans, D., Santarosa, L. V., & Betancur, S. B. (2021). Gestão integrada dos recursos hídricos na área de ocorrência do Sistema Aquífero Bauru. In: XX Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. Anais. https://aguassubterraneas.abas.org/asubterraneas/article/view/29311

Published

22/05/2022

How to Cite

PASQUALETTO, A.; SOUZA, B. M. G. A. de .; RAIMUNDO, H. B.; PASQUALETTO, T. L. L. .; PASQUALETTO, A. G. N. . Diagnosis of the availability and demand of water resources in Goiás. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e25111730084, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30084. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30084. Acesso em: 18 aug. 2022.

Issue

Section

Engineerings