Coastal environmental vulnerability face interventions of economic and social interest: the case of Todos os Santos Bay

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32577

Keywords:

Todos os Santos Bay; Local development; Ecological modernization; Maritime waters.

Abstract

The aim of this text is to highlight the conditions in which the use of marine resources happens into the Todos o Santos Bay (BTS) and the environmental impacts caused. The BTS is a coastal area of considerable dimensions in which there is a growing intensification of interventions aimed at transport infrastructure and for entertainment and summer housing. In its elaboration, a review of the academic literature on the subject was used, official data on economic and environmental impacts were utilized and the possibility of applying the Ecological Modernization Theory (EME) to the problem was analyzed, seen as a possible mediator of conflicts existing among several uses of BTS' marine resources. It is expected that it will be useful in the elaboration of local public policies and in the creation of joint efforts on the part of governments and civil society aiming at the marine and coastal preservation of the BTS.

Author Biography

Alda Resende Pereira Borges de Jesus, Universidade Católica do Salvador

The aim of this text is to highlight the conditions in which the use of marine resources happens into the Todos o Santos Bay (BTS) and the environmental impacts caused. The BTS is a coastal area of considerable dimensions in which there is a growing intensification of interventions aimed at transport infrastructure and for entertainment and summer housing. In its elaboration, a review of the academic literature on the subject was used, official data on economic and environmental impacts were utilized and the possibility of applying the Ecological Modernization Theory (EME) to the problem was analyzed, seen as a possible mediator of conflicts existing among several uses of BTS' marine resources. It is expected that it will be useful in the elaboration of local public policies and in the creation of joint efforts on the part of governments and civil society aiming at the marine and coastal preservation of the BTS.

Key words: Todos os Santos Bay; Local Development; Ecological Modernization; Maritime waters.

 

References

Alves, L. A. Da S., Machado, B. B. N., & Oliveira, D. F. de. (2020). Balneabilidade das praias do litoral de Salvador (Bahia): investigação da interferência da precipitação nas densidades de Escherichia coli. Revista Brasileira de Meio Ambiente, 8(4), 161-174.

Aslan, J. A., Pinto, A. E. M., &Oliveira, M. M. (2017). Poluição do meio ambiente marinho: um breve panorama dos princípios, instrumentos jurídicos e legislação brasileira. Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas. https://periodicos.unifap.br/index.php/planeta. ISSN 2177-1642. Macapá, n. 9, p. 175-186.

Baiardi, A., Mendes, F., & Mendes, J. (2010). Agricultura sustentável e biotecnologia: reflexões sobre a política agrícola e para a política de ciência In: XLVIII Congresso da SOBER, 2010, Campo Grande. Anais do: XLVIII Congresso da SOBER. Brasília: SOBER. 1. 321 – 331

Boff. L. (2018). Sustentabilidade. O que é – O que, não é? (5a ed.): Editora Vozes.

Brasil. (2021). Decreto n° 5.300, de 07 de dezembro de 2004. Regulamenta a Lei n° 7.661, de 16 de maio de 1988, que institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro – PNGC, dispõe sobre regras de uso e ocupação da zona costeira e estabelece critérios de gestão da orla marítima e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Decreto/D5300.htm>

BrasiL. (2021). Instituto Brasileiro De Geografia e Estatística, IBGE. PIB a preços correntes IBGE - 2018. https://sidra.ibge.gov.br/tabela/5938.

Brasil. (2021). Marinha do Brasil. Plano de Levantamento da Plataforma Continental Brasileira - LEPLAC. https://www.marinha.mil.br/secirm/leplac .

Campos, A. S. de. (2020). Os desafios da governança global do Oceano. Relações Internacionais, Lisboa, (66), 111-126<http://scielo.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-91992020000200007&lng=pt&nrm=iso.

Da Rocha, G. O., Guarieiro, A. L. N., Andrade, J. B., Eça, G. F., Aragão, N. M., Aguiar, R. M., Korn, M. G. A., Brito, G. B.., Moura, C. W. N., & Hatje, V. (2012). Contaminação na Baía de Todos os Santos. Rev. Virtual Quim., 4 (5), 583-610.

Da Silva, E. G. M. & Lourenço, E. S. (2019). Marco Regulatório a Política Ambiental no Brasil. Revista Relicário, 6(11), 166-176.

Dias, J. A., Carmo, J. A., & Polette, M. (2009. As Zonas Costeiras no contexto dos Recursos Marinhos. Revista da Gestão. Costeira Integrada, 9 (1):3-5.

Faria, S. F. S. (2011). A contribuição da Baía de Todos os Santos no desenvolvimento da economia regional. In: Caroso, C., Tavares, F. & Pereira, C. (Org.). Baía de Todos os Santos: aspectos humanos. Salvador: EDUFBA, p. 269-290.

Farinaci, J. Ferreira, L. C., & Batistella, M. (2013). Transição florestal e modernização ecológica: a eucaliptocultura para além do bem e do mal. Ambiente & Sociedade, XVI(2). 25-46.

GiulianI, G. M. (1998). Sociologia e ecologia: um diálogo reconstruído. Dados, 41, 147-171.

Hatje, V., & Andrade, J. B. de. (2009). Introdução. In: Hatje, V. & Andrade, J. B. (orgs.). Baía de Todos os Santos: aspectos oceanográficos. Salvador: EDUFBA, 19-22.

INEMA. Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA. (2021). APA Baía de Todos os Santos. http://www.inema.ba.gov.br/gestao-2/unidades-de-conservacao/apa/apa-baia-de-todos-os-santos/

Lenzi, C. L. (2003). A Sociologia Sob o Signo Ecológico: Um Estudo Sobre Modernização Ecológica, Desenvolvimento Sustentável e a Teoria da Sociedade de Risco. Tese de Doutorado defendida na Universidade Estadual de Campinas. Campinas: Repositório da UNICAMP.

Lenzi, C. L. (2006). Modernização ecológica e a política ambiental catarinense. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, EDUFSC, (39), 117-134

Milanez, B. (2009). Modernização ecológica no Brasil: limites e perspectivas. Desenvolvimento e Meio Ambiente, (20), 77-89. Editora UFPR, 2009. https://revistas.ufpr.br/made/article/view/12387.

Mol, A. P. J. (1995. The refinement of production: ecological modernization theory and the chemical industry. Utrecht, the Netherlands: Van Arkel.

Olivieri, A. G. (2009). A teoria da modernização ecológica: Uma avaliação crítica dos fundamentos teóricos. Tese de Doutorado. UnB. Brasília.

Osório, R. A. S. (2012). A Tutela Das Águas do Mar Sul-Americano. In: Os recursos naturais e o homem [recurso eletrônico]: o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado frente à responsabilidade solidária / org. PONTALTI., A. B.S. Dados eletrônicos – Caxias do Sul, RS: Educs.

Ramos, A. C. S. (2020). Vulnerabilidade Populacional ao Risco Tecnológico: A Dutovia Implantada no Ambiente Urbano da Cidade de Madre de Deus/Ba. Tese de doutorado defendida na Universidade Católica do Salvador, UCSAL Repositório da UCSAL.

Sachs, I. (2002). Caminhos para o desenvolvimento sustentável.: Editora Garamond.

Souza. E. B. de. (2017). Planejamento e Gestão da Orla Marítima de Salvador: Dissertação de Mestrado, UFBA.

Souza, M.L. de. (2019). Ambientes e territórios: uma introdução à ecologia política. Bertrand.

Vasconcelos, P. A. (2011). Baía de Todos os Santos: uma visão da Geografia Histórica. In: Caroso, C., Tavares, F., Pereira, C. (org.). Baía de Todos os Santos: aspectos humanos – Salvador: EDUFBA, 377-400.

Published

27/07/2022

How to Cite

JESUS, A. R. P. B. de .; BAIARDI, A. Coastal environmental vulnerability face interventions of economic and social interest: the case of Todos os Santos Bay. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e195111032577, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32577. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32577. Acesso em: 2 oct. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences