Adolescent health: Fruits of the extension experiences of Nursing students in the community

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i11.32982

Keywords:

Adolescent health; Health Education; Nursing.

Abstract

Adolescents currently represent a significant portion of the entire world population, so investing in the health and well-being of these individuals will have positive impacts on their adult lives and future generations. The objective of the study is to report the experience of undergraduate nursing students in carrying out educational activities in health with adolescents in the community. This is a descriptive study, with a qualitative approach, of the experience report type, developed by nursing students from the fourth semester of the Vale do Acaraú State University in Sobral-CE during the Interdisciplinary Practices of Teaching, Research and Extension I (PIEPE) module. I). From the seven moments guided by the nursing students, it was possible to sharpen the participants' eyes in relation to the processes experienced during adolescence, making them develop the ability to look at themselves, to know themselves, to avoid problematic situations. and to outline a promising future. With this, it is necessary for nursing to apply more educational technologies aimed at adolescents, providing health education in the territories in a playful way, categorizing an important tool in the enhancement of dialogues.

References

Baldoino, L. S., Silva, S. M. D. N., Ribeiro, A. M. N., & Ribeiro, E. K. C. (2018). Educação em saúde para adolescentes no contexto escolar: um relato de experiência. Rev. enferm. UFPE on line, 1161-1167.Barbosa,

Barbosa, F. N. M., Casotti, C. A., & Nery, A. A. (2016). Comportamento de risco à saúde de adolescentes escolares. Texto & Contexto-Enfermagem, 25.

Berbel, N. A. N. (2011). As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências sociais e humanas, 32(1), 25-40.

Bittar, C., & Soares, A. (2020). Mídia e comportamento alimentar na adolescência. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 28 (1), 291-308.

Brasil, Ministério da Saúde, & Conselho Nacional de Saúde. (2013). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Diário Oficial da União, 12, 59-59.

Colomé, J. S., & Oliveira, D. L. L. C. D. (2012). Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem. Texto & Contexto-Enfermagem, 21, 177-184.

Constituição da República Federativa do Brasil 1988. (1988). Brasília https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10644726/artigo-227-da-constituicao-federal-de-1988

Cortes, L. F., Padoin, S. M. D. M., & Berbel, N. A. N. (2018). Problematization methodology and convergent healthcare research: praxis proposal in research. Revista Brasileira de Enfermagem, 71, 440-445.

Dias, M. B. L., Carneiro, T. D. A. M., & Souza, D. D. (2021). A atuação multiprofissional e o uso de metodologias ativas na educação em saúde de crianças e adolescentes em Vulnerabilidade através das potencialidades do território. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, 4(4), 16488-16506.Lei nº 8.069, 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasil, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Disponível em https://cutt.ly/yECVBmB.

Farre, A. G. M. D. C., Pinheiro, P. N. D. C., Vieira, N. F. C., Gubert, F. D. A., Alves, M. D. D. S., & Monteiro, E. M. L. M. (2018). Promoção da saúde do adolescente baseada na arte/educação e centrada na comunidade. Revista Brasileira de Enfermagem, 71, 26-33.

Guthold, R., Moller, A. B., Azzopardi, P., Ba, M. G., Fagan, L., Baltag, V., & Diaz, T. (2019). A iniciativa Global Action for Measurement of Adolescent health (GAMA) – repensando as métricas de adolescentes. Journal of Adolescent Health, 64 (6), 697-699.

Magalhães, B. de C., Dantas, M. B., Silva, C. F., Nobre, A. V., & Santos, R. L. D. (2019). Utilização De Metodologias Ativas Para A Promoção Da Saúde Sexual E Reprodutiva De Adolescentes. Interfaces - Revista De Extensão Da UFMG, 7(1). https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/19081

Merighi, M. A. B., Jesus, M. C. P. D., Domingos, S. R. D. F., Oliveira, D. M. D., & Ito, T. N. (2014). Ensinar e aprender no campo clínico: perspectiva de docentes, enfermeiras e estudantes de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 67, 505-511.

Ometto, H. S., Rocha, J., Melo, J., & Buchhorn, S. (2022). Terminologia especializada para a prática de enfermagem na promoção da saúde do adolescente: Linguagem especializada na promoção da saúde do adolescente. Revista de Enfermagem da UFSM, 12, e23-e23.

Organização Mundial da Saúde. (2022). Saúde dos adolescentes. https://www.who.int/health-topics/adolescent-health#tab=tab_1.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científicaUFSM. https://repositorio. ufsm. br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica. pdf.

Pereira, S. E. F. N., & Eni, F. N. (2013). Crianças e adolescentes em contexto de vulnerabilidade social: articulação de redes em situação de abandono ou afastamento do convívio familiar. Aconchego, 1(1), 1-21.

Souza, L. B. D., Panúncio-Pinto, M. P., & Fiorati, R. C. (2019). Crianças e adolescentes em vulnerabilidade social: bem-estar, saúde mental e participação em educação. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 27, 251-269.

Toomey, S. L., Elliott, M. N., Schwebel, D. C., Tortolero, S. R., Cuccaro, P. M., Davies, S. L., & Schuster, M. A. (2016). Relationship between adolescent report of patient-centered care and of quality of primary care. Academic pediatrics, 16(8), 770-776.

Vinagre, M. D. G., & Barros, L. (2019). Preferências dos adolescentes sobre os cuidados de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 24, 1627-1636.

Published

13/08/2022

How to Cite

SIQUEIRA, G. C. B. .; SANTOS, A. J. L. dos .; VASCONCELOS, P. W. M. .; COSTA, M. M. F. da .; ARAÚJO, P. H. M. de .; MENEZES, F. L. A. .; FREITAS, C. A. S. L. .; ARAGÃO, J. M. N. . Adolescent health: Fruits of the extension experiences of Nursing students in the community. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 11, p. e15111132982, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i11.32982. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32982. Acesso em: 6 oct. 2022.

Issue

Section

Health Sciences