Women's health: a study with lesbian college students

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i14.36448

Keywords:

Sexual and Gender Minorities; Women's Health; Health centers; Universities; Students.

Abstract

Objective: to identify health-related issues of college lesbians. Method: quantitative, cross-sectional and descriptive study, conducted online for a university student who declares herself a lesbian. With questions about social life, academic and women's health in the period from October 2021 to February 2022. Results: 35 college women between 19 and 34 years old participated, 29 of them were from the health area. Most of the women interviewed reported not being asked about sexual orientation by a health professional during gynecological consultations. However, they find some difficulties in performing the oncotic colpocytology exam, such as discomfort and pain. More than half of the sample reported that they are not afraid to expose their sexual orientation in the academic environment. In this way, eight participants reported having already suffered some prejudice at the university. Conclusion: The study identified that lesbian women take care of themselves, try to look for special care, but, in most cases, they still have doubts. It was found that health professionals do not know how to introduce the subject and even pass on information. In the academic environment, the subject is involved by myths and taboos. Everyone believes that it is a recurrent and normal theme; however, prejudice is still observed inside the classrooms. It is believed that health professionals and academics in training are not fully prepared for a specific care for lesbian women.

References

Auad, D., & Martins, L.B. (2020). Lésbicas e Ensino superior: entre o silêncio e a fala. Revista Educação e Linguagens, 9(17), 26-52.

Borges, J. B. de F., Machado, R. P. T., Francisco, W. V. (2021). Mulher, atleta e lésbica: arriscando. Olimpianos - Revista de Estudos Olímpicos, 5, 239-252.

Brasil. Ministério da Saúde. (2019). 16ª Conferência: movimentos LGBTI+ unificam posicionamentos e reafirmam a defesa do SUS. Conselho Nacional de Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2013). Política Nacional DE Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis E Transexuais. Ministério da Saúde.

Crispim, J.E. B., Barreto, E. F., Nogueira, W. B. de A. G., & Almeida, S. A. de. (2018). Assistência de enfermagem à mulher lésbica e bissexual na atenção básica: protocolo de atendimento. Revista De Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 10(Especial), 34-39.

Dal Santo, A., & Zambenedetti, G. (2021). Prevenção às ISTs/HIV entre mulheres lésbicas e bissexuais: uma revisão bibliográfica (2013-2017), 5(1), 111-126.

Farias, G. M.., Lima, V. L. de A., Silva, A. F. da., Chaves, A.C. S. de V., Gomes, V. R., Silva, A. V. da., & Paixão, V. A. P. (2018). Os cuidados do enfermeiro às lésbicas. Revista de Enfermagem UFPE on line, 12(10), 2825-2835.

Felix, J. L. P.; Araújo, B. R. O. de; Oliveira, M. M. de; França, A. M. B. de. (2022). Assistência à saúde da mulher lésbica: formação profissional e impactos em todas as fases da vida, 7(2), 20-34.

Fernandes, M., Soler, L. D., & Leite, M. C. B. P. (2018). Saúde das mulheres lésbicas e atenção à saúde: nem integralidade, nem equidade diante das invisibilidades. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, 19(2), 37–46.

Jones, T., Power, J., Hill, A. O., Despott, N., Carman, M., Jones, T. W., Anderson, J., Bourne, A. (2021). Religious Conversion Practices and LGBTQA+Youth. Sexuality Research and Social Policy, 19, 1155–1164.

Ketzer, N., Vieira, L. B., Schneck, A. C., Maffacciolli, R., Strada, J., Patuzzi, G. & Nora, C. D. (2022). Saúde sexual e reprodutiva na atenção primária à saúde: relatos de mulheres lésbicas. Revista Baiana De Enfermagem‏, 36.

Loria, G. B., Canesin, G. M. F., Silva, G. M., Amorim, G. H. de O., Melo, J. M. de, Santos, L. R., Rosa, L. F. D. da, Santiago, C. R. S. de., Mattos, D. da S., Pedrosa, M. L., & Leal, E. M. (2019). Saúde da população LGBT+ no contexto da atenção primária em saúde: relato de oficina realizada no internato integrado de Medicina de Família e Comunidade/Saúde Mental em uma universidade pública. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 14(41).

Negreiros, F. R. N. de., Ferreira, B. de O., Freitas, D. de N., Pedrosa, J. I. dos S., & Nascimento, E. F. do. (2019). Saúde de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais: da Formação Médica à Atuação Profissional. Revista brasileira de educação médica, 43(1), 23 – 31.

Nietsche, E. A., Tassinari, T. T., Ramos, T. K., Salbego, C., Cogo, S. B., Antunes, A. P., & Ilha, A. G. (2022). Cuidado às mulheres lésbicas e bissexuais na formação em enfermagem: percepção de discentes. Educação em Revista, 38.

Oliveira, G. S., Nogueira, J. A., Costa, G. P. O., Medeiros, R.L.S.F.M., Oliveira, T., & Almeida, S. A. (2018). Serviços de saúde para lésbicas, gays, bissexuais e travestis/transexuais. Revista de Enfermagem UFPE on line, 12(10), 2598-2609.

Paulino. B., Rasera, E. F., & Teixeira, F. do B. (2019). Discursos sobre o cuidado em saúde de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais (LGBT) entre médicas(os) da Estratégia Saúde da Família. Interface comunicação, saúde, educação, 23.

Rodrigues, J. L., & Falcão, M. T. C. (2021). Vivências de atendimentos ginecológicos por mulheres lésbicas e bissexuais: (in)visibilidades e barreiras para o exercício do direito à saúde. Saúde Soc., 30(1).

Romeiro, N. L., & Santos, B. A. dos. (2020). Bibliografia Lilás: lesboteca e a construção de um catálogo bibliográfico para visibilidade lésbica. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, 25, 01-22.

Sant' Anna, C. L., Guimarães, C. F. (2019). Experiências sobre a (in)visibilidade lésbica no ambiente universitário. Saúde em Redes, 5(1), 9-23.

Silva, B. L. da., Melo, D. S. de.& Mello, R. (2019). A sintomatologia depressiva entre lésbicas, gays, bissexuais e transexuais: um olhar para a saúde mental. Revista Enfermagem UERJ, v. 27.

Silva, G. B.da., & Menandro, M. C. S. (2021). Sobre o amor entre mulheres: apontamentos sobre conjugalidade e sexualidade. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, 14(2),1-23.

Silveira, A. P., & Cerqueira-Santos, E. (2022). Fatores Associados à Prevenção Sexual e Reprodutiva de Mulheres Lésbicas. Revista Subjetividades, 21(3).

Souza, E. de J., Dornelles, P. G., Meyer, D. E. E. (2021). Corpos que desassossegam o currículo de biologia: (des)classificações acerca de sexualidade e gênero. Revista e-Curriculum, 19(1), 278-300.

Torres, M. A., & Pedroso, A. (2020). O reconhecimento de existências lésbicas e a lesbofobia no ensino superior. Linhas Críticas, 26, 3-18.

Published

31/10/2022

How to Cite

SANTOS , F. H. R. dos; PARREIRA, B. D. M. .; PAN, R. Women’s health: a study with lesbian college students. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 14, p. e414111436448, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i14.36448. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36448. Acesso em: 8 dec. 2022.

Issue

Section

Health Sciences