The contribution of physiotherapy in the treatment of patients with Guillain Barré

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i15.36920

Keywords:

Physiotherapy; Guillain Barré; Physiotherapeutic Treatment; Rehabilitation; Syndrome.

Abstract

Guillain-Barré Syndrome (GBS), also known as acute polyradiculoneuritis, is the largest cause of generalized flaccid paralysis in the world. due to reversible manifestations, however, in 20% of cases, it can leave sequelae in the patient, such as changes in muscle tone and loss of strength, which make it difficult to perform activities of daily living, in normal situations, most cases occur sporadically. and does not seem to show seasonality, it is an autoimmune disease that primarily affects the myelin of the proximal portion of peripheral nerves in an acute/subacute way, in most cases patients usually present signs and symptoms such as blurred vision, tachycardia, dysphagia, dizziness, urinary incontinence and damage to the respiratory part and also presenting a lot of weakness more in the proximal muscles and lower limbs res are generally more affected than the upper limbs. Physiotherapy has as main objective at all stages of the disease to prevent comorbidities, improve balance, recover muscle strength and improve physical conditioning, the physiotherapeutic conduct will be established according to the needs of each patient and the phase in which it is finds, always seeking to reduce their deficits for the return of ADL's and improve the quality of life.

References

Andrade, V. (2022). Abordagem fisioterapêutica em pacientes hospitalizados e pós-hospitalizados com diagnóstico de síndrome de Guillain-Barré. https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/24232

Araujo, A. M., Dias, L. C., da Silva, C. M., Gaspar, L. C., & dos Anjos, J. L. M. (2016). Treinamento muscular inspiratório na síndrome de Guillain-Barré: relato de caso. Revista Pesquisa em Fisioterapia, 6(4). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v6i4.1075

Batista, I. C., de Souza, J. O., Cardoso, L. P., de Freitas, S. T. T., Januário, P. O., & Cruz, A. T. (2022). Abordagens fisioterapêuticas na síndrome de Guillain-Barré: uma revisão integrativa. Revista Científica do UBM, 99-111. https://doi.org/10.52397/rcubm.v0in.46.1244

Bezerra, M. S. (2017). Intervenção do fisioterapeuta em pacientes com síndrome de guillain-barré. Monografia (Pós-graduação em fisioterapia neuro funcional) Manaus, 118-IntervenYYo_do_fisioterapeuta_em_pacientes_com_sYndrome_de_Guillain-BarrY.pdf (portalbiocursos.com.br)

Brasil. (2020). Ministério da saúde. Secretaria de atenção especializada à saúde secretaria de ciência, tecnologia, inovação e insumos estratégicos em saúde. Brasília.

Brasil. (2021). Ministério da Saúde. Protocolos Clinico e Diretrizes Terapêuticas da Síndrome de Guillian Barré. Brasília.

Boher, T. R. J., Perico, E., Grave, M. T. Q., Passos, B., de Sa. (2015). Avaliação e tratamento de sequelas motoras pós síndrome de Guillain Barré: estudo de caso. Revista Caderno Pedagógico. 12 (3) 1983 - 0882. http://www.meep.univates.br/revistas/index.php/cadped/article/view/974

Carmo, S. A. C. (2020). Atuação fisioterapêutica nas alterações neurológicas causadas pela covid-19: um estudo com ênfase na Síndrome de Guillain-Barré. Monografia (Graduação em Fisioterapia) UniAGES Centro Universitário, Paripiranga, 2020. https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17829

Carvalho, F. L. O., Costa, D. M., Martins, L. F; Fraga, F. V., Rodrigues, F. W. P; Barassa, C. A. R. & Guidi Junior L. R. (2019). Relação do tratamento fisioterapêutico neurofuncional em complicações geradas pela síndrome de guillian barré e sua relação com o zika vírus. Revista Sáude em Foco, 9(11) 712-720.

Carvalho, I. S. P. A. (2015). Síndrome de guillain-barré atualização da fisiopatologia. Dissertação (Mestrado em Medicina) Universidade da beira interior, Covilhã.

Costa, A. C. D. (2016). Síndrome de Guillain-Barré: uma revisão integrativa de literatura e de dados do Sistema Único de Saúde. Monografia (Curso de graduação em gestão em saúde coletiva) Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília, Brasília. https://bdm.unb.br/bitstream/10483/13712/1/2016_AnaCarolinaDiguesdaCosta.pdf

Galarce, E. C., da Silva, J. C., de Souza, K. A. M., de Morais Ribeiro, C. N., Navarro, S. D., Ribas, J. L. C., & Cardoso, M. A. (2020). Síndrome de Guillain-Barré, uma polineuropatia desmielinizante inflamatória crônica: uma revisão bibliográfica. Saúde e Desenvolvimento, 9(16).1-6: https://cadernosuninter.com/index.php/saude-e-desenvolvimento/article/view/1479

Leonhard, S. E., Mandarakas, M. R., Gondim, F. A., Bateman, K., Ferreira, M. L., Cornblath, D. R., ... & Jacobs, B. C. (2021). Diretrizes Baseadas em Evidências Diagnóstico e manejo da Síndrome de Guillain–Barré em dez etapas. Revista Neurociências, 29, 1-52. https://periodicos.unifesp.br/index.php/neurociencias/article/view/11725

Lima, A. A. de, Alexandre, U. C., & Santos, J. S. . (2021). O uso da maconha (Cannabis sativa L.) na indústria farmacêutica: uma revisão. Research, Society and Development, 10(12), e46101219829. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i12.19829

Lima, C. L. G., & Cavalcanti, D. D. S. P. (2020). Síndrome de Guillian Barré: uma abordagem sobre os sintomas e principais formas de tratamento da doença. Saúde & Ciência Em Ação, 6(1), 1-15. https://revistas.unifan.edu.br/index.php/RevistaICS/article/view/717/478

Medeiros, D. L. (2016). Facilitação neuromuscular proprioceptiva no tratamento da síndrome de guillian-barré. Monografia (Pós-graduação de fisioterapia neurofuncional), Manaus. https://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/197/85-FacilitaYYo_Neuromuscular_proprioceptiva_no_tratamento_da_sYndrome_de_guiillain-barrY.pdf

Nyati, K. K. (2013). Resposta TH1 e TH2 ao antígeno Campylobacter jejuni na síndrome de Guillain-Barré. Review Article, 68(4) 445-452. https://www.hindawi.com/journals/bmri/2013/852195/

Silva, J. D. F. L. M., Reis, K. M. N., Melo, T. F., Reis, M. M. N., & Rivelli, À. M. (2020). Um caso atípico de síndrome de guillian barré em Ubá- MG. Revista Científica UNIFAGOC-Saúde, 5(2), 68-71. https://revista.unifagoc.edu.br/index.php/saude/article/view/648/607

Soares, J. L., & Monteiro, L. M. (2017). A contribuição da fisioterapia na recuperação do paciente portador da Síndrome de Guillain Barré: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 7(7), S336-S340. https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/8255/4986

Van Den Berg, B. Síndrome de Guillain-Barré: patogênese, diagnóstico, tratamento e prognóstico. Nature Reviews Neurology, 10, 469–482. http://www.nature.com/doifinder/10.1038/nrneurol.2014.121

Vasconcelos, K. K. M. (2017). Importância da fisioterapia na reabilitação de pacientes com a síndrome de guillain-barré. Monografia (Pós-graduação em fisioterapia em neuro funcional) Faserra, Manaus, https://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/233/116-ImportYncia_da_fisioterapia_na_reabilitaYYo_de_pacientes_com_a_sYndrome_de_guillan-barrY.pdf

Published

19/11/2022

How to Cite

SILVA , K. de O. da .; ARAÚJO, G. de M. .; ANDRADE, P. A. de . The contribution of physiotherapy in the treatment of patients with Guillain Barré . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 15, p. e334111536920, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i15.36920. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36920. Acesso em: 9 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences