Nursing care for women in abortion situation: integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i15.37826

Keywords:

Women; Abortion; Nursing care.

Abstract

Abortion is defined by the World Health Organization (WHO) as the expulsion of a lifeless fetus weighted less than 500g, which can be spontaneous or induced. It was taken as a goal here to identify in literature the nursing care provided to women in abortion situation. It is a Literature Integrative Review, accessed in August 2022, using academic papers published in the following bibliographic databases: Virtual Health Library (VHL), LILACS, MEDLINE, and BDENF. 81 research articles were found and added to 6 others from the present researchers’ personal archive, which after applying inclusion and exclusion criteria resulted in a sample of 11 articles selected according to the specifications of this research. It was observed that the care provided to these women still occurs in a discriminatory manner, opposing the guidelines of the Code of Ethics of the profession. Furthermore, abortion is a controversial and discriminatory issue for which humanized care by health professionals to women undergoing this process was perceived to be fundamental. It was also found that most professionals work according to their own set of principles, offering negligent assistance to these women in need of judgment-free care and support with dignity and respect for their rights.

References

Amêndoa, T., Montigny, F. d., & Guillaumie, L. (2019). Exploring the needs of parents who experience miscarriage in the emergency department: A qualitative study with parents and nurses. Revista de Enfermagem Clínica, 28(9-10), 1952-1965. https://doi.org/10.1111/jocn.14780

Benute, G. R. G., Nonnenmacher, D., Nomura, R. M. Y., Lucia, M. C. S. d., & Zugaib, M. (2012). Influência da percepção dos profissionais quanto ao aborto provocado na atenção à saúde da mulher. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, (34). https://doi.org/10.1590/S0100-72032012000200005.

Brasil, M. d. S. (2011). Gestação de alto risco: manual técnico/Ministério da Saúde, Secretaria de atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (5th ed.). Editora do Ministério da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_tecnico_gestacao_alto_risco.

Camargo, G., & Guilhem, D. (2014). Objeção de consciência e aborto legal sob a perspectiva da saúde: revisão integrativa. Revista de Enfermagem UFPE on line, 8(6). https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/13653

Cardoso, V. B., Silva, S. O. B., Faustino, T. N., Oliveira, P. S. d., & Couto, T. M. (2021). Humanização na assistência de enfermagem à mulher em situação pós-abortamento. Revista de Enfermagem UFPE on line, 15(1). https://doi.org/10.5205/1981-8963.2021.245659.

Cecatti, J. G., Guerra , G. V. d. Q. L., Sousa , M. H. d., & Menezes, G. M. d. S. (2010). Aborto no Brasil: um enfoque demográfico. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, 32(3), 105-111. https://doi.org/10.1590/S0100- 72032010000300002.

COFEN, C. -. C. F. d. E. (2007, February 17). RESOLUÇÃO COFEN Nº 311/2007 – REVOGADA PELA RESOLUÇÃO COFEN Nº 564/2017. COFEN - Conselho Federal de Enfermagem. Retrieved November 13, 2022, from http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3112007_4345.html

Domingos, S. R. d. F., & Merighi, M. A. B. (2010). O aborto como causa de mortalidade materna: um pensar para o cuidado de enfermagem. Escola Anna Nery, 14(1), 177-181. https://doi.org/10.1590/S1414-81452010000100026.

LaRoche, K. J., & Foster, A. M. (2018). Explorando as múltiplas experiências de aborto das mulheres canadenses: implicações para reduzir o estigma e melhorar o atendimento centrado no paciente. Women's Health Issues, 28(4), 327-332. https://doi.org/10.1016/j.whi.2018.04.002.

Lima, L. M., Gonçalves, S. d. S., Rodrigues, D. P., Araújo, A. d. S. C., Correia, A. d. M., & Viana, A. P. d. S. (2017). Cuidado humanizado às mulheres em situação de abortamento: uma análise reflexiva. Revista de enfermagem UFPE On Line, 11(12). https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i12a25126p5074-5078-2017.

Medeiros, M. (2012). Pesquisas de abordagem qualitativa. Revista Eletrônica De Enfermagem, 14(2), 224–9. https://doi.org/10.5216/ree.v14i2.13628

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. d. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem, 17(4), 758-764. https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Minayo, M. C. d. S. (2008). Pesquisa social: teoria, método e criatividade (27th ed.). Vozes.

Minayo, M. C. de S. (2017). Amostragem e saturação em pesquisa qualitativa: consensos e controvérsias. Revista Pesquisa Qualitativa, 5(7), 1–12. Recuperado de https://editora.sepq.org.br/rpq/article/view/82

Mortari, C. L. H., Martini, J. G., & Vargas, M. A. (2012). Representações de enfermeiras sobre o cuidado com mulheres em situação de aborto inseguro. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 46(4), 914-921. https://doi.org/10.1590/S0080-62342012000400019.

Pitilin, Érica de B., Banazeski, A. C., Bedin, R., & Gasparim, V. A. (2016). Assistência de enfermagem em situações de aborto induzido / provocado: uma revisão integrativa da literature. Enfermería Global, 15(3), 439–479. https://doi.org/10.6018/eglobal.15.3.229511

Ribeiro, W. A., Andrade, M., Fassarella, B. P. A., Lima, J. C. d., Sousa, M. d. O. S. S., & Fonseca, C. d. S. G. d. (2019). A gravidez na adolescência e os métodos contraceptivos: a gestação e o impacto do conhecimento. Revista Nursing, 22(253), 2990-2994. http://www.revistanursing.com.br/revistas/253/pg98.pdf

Rocha, M. I. B. d., & Barbosa, R. M. (2009). Aborto no Brasil e países do Cone Sul panorama da situação e dos estudos acadêmicos. Núcleo de Estudos de População (NEPO), 1(1), 1-285. https://www.nepo.unicamp.br/publicacao/aborto-no-brasil-e-paises-do-cone-sul-panorama-da-situacao-e-dos-estudos-academicos/.

Santos, L. C. A. d., Dias, L. L. d. C., Ribeiro, W. A., Paula, E. d., Castro, K. d. C., Sobral, A. C. S., & Arnaldo, C. R. d. O. (2022). Humanização na assistência de enfermagem à mulher em situação de aborto. Recisatec - Revista Científica Saúde E Tecnologia, 2(1). https://doi.org/10.53612/recisatec.v2i1.67.

Silva, E. F. da, Trevisan, D. C., Lorenzini, E., Pruss, A. C. F., Strapasson, M. R., & Bonilha, A. L. de L. (2015). Atenção à mulher em processo de abortamento induzido: percepção de profissionais de enfermagem. Revista De Enfermagem Da UFSM, 5(3), 454–464. https://doi.org/10.5902/2179769214801.

Silva, J. P. L. da, & Araújo, M. Z. (2011). Olhar reflexivo sobre o aborto na visão da enfermagem a partir de uma leitura de gênero. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 14(4), 19–24. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/9900

Soares, C. B., Hoga, L. A. K., Peduzzi, M., Sangaleti, C., Yonekura, T., & Silva, D. R. A. D. (2014). Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48(2), 335-345. https://doi.org/10.1590/S0080-6234201400002000020

Soares, M. C. d. S. (2012). Práticas de enfermagem na atenção às mulheres em situação de abortamento. Rev Rene, 13(1). http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/3783.

Socos, B. E., Johnson, K. D., Acquavita, S. P., Felblinger, D. M., & Gillespie, G. L. (2019). Perspectivas das pacientes sobre a perda gestacional no pronto-socorro. Enfermagem de Emergência Internacional, 43, 61-66. https://doi.org/10.1016/j.ienj.2018.10.002

Sousa, K. H. J. F., Damasceno, C. K. C. S., Almeida, C. A. P. L., Magalhães, J. M., & Ferreira, M. d. A. (2019). Humanização nos serviços de urgência e emergência: contribuições para o cuidado de enfermagem. Revista Gaúcha de Enfermagem, (40). https://doi.org/10.1590/1983-1447.2019.20180263

Strefling, I. d. S. S., Filho, W. D. L., Demori, C. C., Soares, M. C., & Santos, C. P. d. (2015). Cuidado de enfermagem à mulher em situação de aborto: revisão integrativa. Rev Enferm UFSM, 5(1). https://doi.org/10.5902/2179769212533.

Strefling, I. d. S. S., Filho, W. D. L., Kerber, N. P. d. C., Soares, M. C., & Ribeiro, J. P. (2015). Nursing perceptions about abortion management and care: a qualitative study. Texto & Contexto - Enfermagem, 24(3), 784-791. https://doi.org/10.1590/0104-07072015000940014.

Published

27/11/2022

How to Cite

DANTAS, A. C. S.; SANTOS, G. L. M. dos .; ARAUJO, R. V. Nursing care for women in abortion situation: integrative review . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 15, p. e580111537826, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i15.37826. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/37826. Acesso em: 31 jan. 2023.

Issue

Section

Health Sciences