The prevalence of exclusive breastfeeding and the causal factors for early weaning in the city of Imperatriz/MA

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i1.39233

Keywords:

Breast feeding; Weaning; Primary health care.

Abstract

Objective: This study aims to identify the reasons associated with the interruption of Exclusive Breastfeeding among nursing mothers during the first six months of the baby's life. Method: This is a descriptive, exploratory, cross-sectional study with a quantitative approach, whose search will be from August to September 2022. The research involves investigating the practice of exclusive breastfeeding through a questionnaire prepared by the researchers , and correlating its results with a bibliographic survey on the subject. Results and Discussion: Based on the data collection, it was found that Exclusive Breastfeeding is still a little widespread practice among puerperal women in the city of Imperatriz-MA, despite having a valuable importance in the child's health, reflecting the need to interventions that disseminate this practice and prevent the problems caused by early weaning. Conclusion: The research showed that there is a need to intensify public policies aimed at the main factors inherent to early weaning, as well as the implementation of interventions through actions, especially within Primary Care, provided by qualified professionals that enable the renewal knowledge, helping to develop strategies that bring benefits in terms of newborn nutrition and care for women.

References

Alves, A. K. L. (2018). A Importância da Amamentação. Revista NutriWeb. NIB/UNICAMP. 010. http://www.nutriweb.org.br/n0101/amament.htm#:~:text=O%20leite%20materno%20protege%20o,maioria%20das%20bact%C3%A9rias%20e%20v%C3%ADrus.

Aoyama, E. A., et al. (2020). A importância do aleitamento materno nos seis primeiros meses de vida do recém-nascido. Revista Brasileira Interdisciplinar de Saúde, 2(2).

Araújo, J. C., & Carvalho, M. F. A. (2018) Amamentação na primeira hora de vida do bebê: hora de ouro. Monografia. Ariquemes, RO.

Arruda, G. T., et al. (2018). Perfil das nutrizes adolescentes e características relacionadas ao aleitamento materno em uma cidade do sul do Brasil. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, 22(1).

Barroso, Z. A., & Alves, N. C. M. (2020). A importância da assistência do enfermeiro das práticas educativas no aleitamento materno. Revista Atlante: Cuadernos de Educacion y Desarollo. https://www.eumed.net/rev/atlante/2020/03/importacia-assistencia-enfermeiro.html.

Bonfim, L. C. F., et al. (2016). As consequências do desmame precoce ao lactente. https://www.inesul.edu.br/revista_saude/arquivos/arq-idvol_11_1340717807.pdf .

Carreiro, J. d. A. (2018). Dificuldades relacionadas ao aleitamento materno: análise de um serviço especializado em amamentação. Acta Paulista de Enfermagem, 31(4), 430-438. https://doi.org/10.1590/1982-0194201800060

Chowdhury, R., et al. (2015). Breastfeeding and maternal health outcomes: a systematic review and meta‐analysis. Acta paediatrica, 104, 96-113.

Cysneiros, V. C., et al. (2020) A prática do aleitamento materno exclusivo e sua correlação com a escala de autoeficácia. Brazilian Journal of Health Review, 3(5), 14238-14249.

Frota, M. A., et al. (2019). Práticas culturais sobre aleitamento materno entre famílias cadastradas em um Programa de Saúde da Família. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 43, 895-901.

Horta, B. L., et al. (2015). Consequências a longo prazo da amamentação no colesterol, obesidade, pressão arterial sistólica e diabetes tipo 2: revisão sistemática e metanálise. Acta pediátrica, 104, 30-37.

Lopes, V. C., et al. (2017). Alimentação de crianças nos primeiros anos de vida. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rpp/v36n2/0103-0582-rpp-36-02-164.pdf.

Margotti, E., & Margotti, W. (2017). Fatores relacionados ao Aleitamento Materno Exclusivo em bebês nascidos em hospital amigo da criança em uma capital do Norte brasileiro. Saúde em Debate, 41, 860-871.

Mendes, R. M., & Miskulin, R. G. S. (2017). A análise de conteúdo como uma metodologia. Caderno de Pesquisa, 47, 1044-1066.

Mendes, S. C., Lobo, I. K. V., Sousa, S. Q. d., & Vianna, R. P. d. T. (2019). Fatores relacionados com uma menor duração total do aleitamento materno. Ciênc. saúde colet, 24(5). https://doi.org/10.1590/1413-81232018245.13772017

Monteschio, C. A. C. (2015). O enfermeiro frente ao desmame precoce na consulta de enfermagem à criança. Revista Brasileira de Enfermagem, 68, 869-875.

Murara, K. D., et al. (2020). Avaliação do pré-natal em Estratégia saúde da família (ESF) e em Unidade básica de saúde (UBS). Brazilian Journal of Development, 6(3), 14147-14161.

Praça, F. S. G. (2015). Metodologia da pesquisa científica: Organização estrutural e os desafios para redigir o trabalho de conclusão. Revista eletrônica Diálogos Acadêmicos, 8(1), 72-87.

Quigley, M., et al. (2019). Formula versus donor breast milk for feeding preterm or low birth weight infants. Cochrane Database of systematic reviews, 7.

Silva, A. L., et al. (2018). Atuação do (a) enfermeiro (a) na promoção e apoio ao aleitamento materno em consultas de pré-natal.

Silva, N. L., et al. (2021). Depressão pós-parto: características, fatores de risco, prevenção e tratamento. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 13(8), e8658-e8658.

Published

01/01/2023

How to Cite

NASCIMENTO, L. C. da C. .; VIANA, L. C.; BARROS, I. V. M.; LOBATO, S. S. O.; MENEZES, S. J. C. R. de; LIMA JUNIOR, F. A. .; TOURINHO, Érika F. The prevalence of exclusive breastfeeding and the causal factors for early weaning in the city of Imperatriz/MA. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 1, p. e3612139233, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i1.39233. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/39233. Acesso em: 3 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences